Nosso cafezinho de cada dia

 
Os cafés Nespresso dispensam apresentações. O Tudo al dente entrevista hoje Vitor Gabira, coffee sommelier da marca, que fala um pouco sobre o cafezinho de que tanto gostamos. Com a palavra, Gabira…
 
Como são feitos os blends Nespresso?
Os blends da Nespresso têm inicio na origem – terroir, variedade e cultivo, que passam pela mais alta qualidade de seleção destes grãos. O blend é a combinação de diferentes grãos e torra, que colaboram para desenvolver todo sabor e aroma do café. Além disso, a moagem e encapsulamento garantem o frescor do café.
 
 
A torra é uma etapa importante para a qualidade do café. Poderia falar como é feita a torra dos cafés da marca?
Os aromas e sabores são desenvolvidos na torra do café. A Nespresso desenvolve um perfil de torra para cada Grand Cru com objetivo de valorizar diferentes características, desde o mais suave até o mais encorpado. Sempre comparo a torra com o preparo de um caramelo. Controla-se tempo e temperatura e ali acontecem todas as reações físico-químicas. A Nespresso utiliza uma torra especifica que controla perfeitamente cada momento do desenvolvimento do grão, como desidratação, caramelização e ponto de finalização. Assim, dependendo da torra, podemos valorizar a doçura, aromas, acidez ou amargor. Esta é uma etapa que exige ciência, tecnologia e precisão.
 
Poderia falar de forma breve sobre as pesquisas da Nespresso para a criação de novos cafés? Como trabalha o departamento de “recherche” da marca, na Suíça?
Nespresso conta com um time de café verde especializada em pesquisa, qualidade e desenvolvimento. Com foco na inovação, este time pesquisa no dia a dia novas origens, qualidades, características e diferentes perfis aromáticos. Para a criação de um novo Grand Cru, as pesquisas se iniciam anos antes de serem lançadas, garantindo a sustentabilidade em toda cadeia.
 
Vamos falar sobre o lançamento desta semana, o Linizio Lungo. Quais são as características deste café?
O novo Grand Cru Linizio Lungo é perfeito para o café da manhã. Para desenvolver este blend, selecionamos cafés do Brasil, especificamente da região Sul de Minas (variedades Bourbom Amarelo e vermelho e Colômbia) e da região de Cundinamarca (variedades Castillo e Typica), que têm como principais características a doçura, equilíbrio e notas adocicadas de malte. A torra utilizada neste Grand Cru chama-se split roasting, trata-se de uma torra separada que tem como objetivo, destacar o que há de melhor em cada um dos grãos utilizados neste blend. A moagem mais fina permite extrair todas estas características para a xicará com um “crema” notável. Essa combinação tem como resultado um café de Lungo de 110 ml para ser degustado no café da manhã puro ou pingado com leite. Também fica delicioso com itens de café da manhã como pão com manteiga, croissant e torradas com geleias. A inspiração do nome Linizio vem de “inizio”, inicio em italiano e sua cor laranja remete ao nascer do sol. Desfrute sempre, pois este café será da linha permanente.
 
Quais são os tipos de café utilizados pela Nespresso, para a criação de diferentes produtos? 
Nespresso busca cafés do mundo inteiro, por exemplo, cafés especiais da Colômbia, Brasil, Etiópia, Índia, entre outras regiões. Além de terroir, utilizamos as espécies Arábica e Canephora da mais alta qualidade, somente 10 a 20% dos cafés especiais são selecionados para ser Nespresso, passando por um rigoroso método de seleção. Em edições limitadas também criamos Grand Crus de regiões onde existem pequenas produções, onde o café apresenta perfil excepcional e raro.
Anúncios