Um flan, por favor!

 

Das últimas vezes em que cheguei à França – Paris ou em alguma cidade da provence -, dirigi-me a uma padaria e devorei, andando pelas ruas, uma fatia de flan, o pudim amarelinho e macio, com massa amanteigada e uma leve casquinha queimada por cima, um doce que, para mim, materializa o perfume adocicado das ruas de comércio das cidades do país, principalmente as pequenas, com suas padarias e confeitarias de bairro.

Esta sobremesa é a minha Madeleine. E não adianta eu tentar fazê-la em casa, no Brasil. Os melhores flans que provei são aqueles das padarias simples, sem frescura. Custam, no máximo, dois euros. A excelência da gastronomia francesa, o apanhado da experiência com cozinha, as particularidades de terroir, para mim, podem ser provados numa singela mordida de um flan.

“O segredo do preparo, dizia uma vizinha, em Brest, está no leite usado no creme e na massa (em forma de manteiga), no cozimento lento em forno, na baunilha, se for de Bourbon, melhor”, ela falava, e completava que o flan fica bom também com cardamomo ou ameixas, embora eu prefira o tradicional. Concordo com a minha ex-vizinha, Myriam, no quesito ingredientes, mas, acredito que, não é só o leito, é o ovo, a farinha de trigo, o terroir das fazendas francesas, o cenário dos pequenos villages, tudo faz parte do pacote.

O flan ideal não é macio demais, nem muito consistente, tem perfume de baunilha natural e deixa as papilas em alerta. Dizem que foi criado por uma empregada do palácio de Luís XV, para agradar a Stanislas, rei deposto da Polônia e pai de Marie Leszczynska – esposa do rei francês. O polaco também teria batizado as madeleines com este nome, além da babá ao rum. O gosto por guloseimas, diz a história, vem do seu passado e de sua gastronomia afetiva, de confeitaria de bom gosto, da qual se destacam brioches de passas e frutas cristalizadas.

Voilà, cheguei à França!

A partir dos próximos dias, as matérias e entrevistas publicadas neste sítio serão feitas a partir de Paris e de outras cidades da provence. Não percam!

(Agora, cês me dão licença. Vou procurar a padaria mais próxima em busca da primeira fatia de flan deste meu ‘April in Paris’). 😉

Curta a nossa fan page no Facebook: Tudo al Dente

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s