Os queijos da Montanha Mágica

 
Rhône-Alpes é uma das regiões mais bonitas da França. É repleta de paisagens montanhosas, de lagos e florestas preservadas (é a região mais arborizada do país). A Savoie e a Haute Savoie são duas microrregiões locais com particularidades interessantes. Aqui se ergue o maciço do Mont-Blanc, que tem quase 5 mil metros, acidente geográfico que marca a divisa da França, da Itália e da Suíça.

Cada vale nevado, em meio ao vento fresco dessas montanhas, nesse começo de primavera, traz uma surpresa, um pequeno vilarejo, que quase sempre esconde belezas arquitetônicas medievais. São cidadezinhas agradáveis para passeios, com cheirinho de lenha queimada pelas ruas, além de mesas em que se degustam fondues e raclettes.

Nesta semana em que passei aqui, descobri que o lugar tem tradição culinária. São assados de carnes de caça, cogumelos selvagens, frutas como o mirtilo, mel, vinhos, mas principalmente queijos artesanais. Um dos mais famosos é o Reblochon, documentado pela primeira vez em 1704, o que faz com que seja um dos mais antigos queijos franceses. O nome teria vindo do dialeto local, em que “reblochi” significa “ordenhar as vacas mais uma vez”.

Dizem, por aqui, que vaqueiros ordenhavam as vacas uma primeira vez, na presença do proprietário das terras, e, após a sua saída, voltavam a tirar leite, supostamente utilizado na produção de pequenos queijos, fáceis de serem escondidos.

Hoje, numa feira livre nas ruas de Annecy (foto acima), Joël, produtor de Reblochon, me disse que o seu queijo é feito artesanalmente com leite integral orgânico. São quatro semanas de maturação, ele explicou, para que o produto apresenta uma pasta de cor marfim clara, fina e lisa, com furos redondinhos e uma com uma crosta firme.

O Tomme é outro queijo que se destaca no lugar. É feito com leite de vaca cru prensado. Às vezes, é aromatizado com erva-doce. É um regalo ao fim de uma refeição, com um pedaço de pão crocante. Hoje, o meu almoço não poderia ter sido melhor. Uma sopa “fait maison” de cogumelos cèpes e creme de leite, com pão e Tomme, comprados na feira municipal. Uma verdadeira refeição do povo das montanhas.

Curta a nossa Fan Page no Facebook: Tudo al Dente

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s