Ju Françozo… e a festa ideal

0523

Craque em criação de festas temáticas, a produtora de eventos Ju Françozo, da Happy Happenings, deu algumas dicas aos leitores do tudo al Dente, para a criação de uma festa especial, pensando na gastronomia. Leia a entrevista a seguir.

0531
Falando na parte gastronômica de festas, o que está na moda? Hoje em dia, muitas pessoas estão optando pelo menu degustação, ou finger food. Outras, têm optado por servir cardápios temáticos, ou ilhas gastronômicas temáticas. Outra novidade que tenho visto é uma ilha de mini sobremesas, que pode substituir a mesa de doces.
0553
Mais uma vez, pensando na parte gastronômica de um evento, o que uma boa festa deve trazer? Em relação à gastronomia, acredito que um bom evento deve ter duas preocupações em relação a isso: fartura e diversidade. Não existe nada pior do que ouvir um convidado dizer que esta sendo mal servido ou que está faltando comida durante um evento. O primeiro passo é garantir que cada pessoa será bem servida durante toda a festa, e garantir que o serviço de garçons e cozinha sejam eficazes. Outro ponto que julgo importante é cuidar para que o serviço tenha opções de escolha, assim, se o convidado não come ou não pode comer certo tipo de alimento, poderá se assegurar que haverá outras opções para ele.

0039

Quais são os erros mais comuns em um evento? Como evitá-los? Creio que o erro mais comum de um evento é a escolha de um cardápio para um perfil de convidados, ou seja, ao escolher o que servir em um evento é necessário entender em primeiro lugar o perfil das pessoas que serão convidadas, muitas vezes os anfitriões acham o menu escolhido incrível, mas os convidados não entendem, não simpatizam com o que será servido. Isso se estende para o evento em geral, é necessário saber preparar o evento de acordo com o perfil dos convidados, para que eles se sintam confortáveis e prazerosos em estar ali.

0001_A
Para quem daria uma festa dos sonhos? O que serviria neste evento? Para a minha vó Crisolina, já falecida, mas que ocupa um lugar imenso no meu coração e é uma das responsáveis por estar aqui hoje. Neste evento, serviria comidinhas que tenho certeza que ela gostaria: comidinhas baianas, tapioquinhas, cuscuz…

11 Ju Françozo_Foto divulgação

As fotos são de eventos criados pela Ju

Serviço: https://www.facebook.com/JuFrancozo

Anúncios

Vinhos feitos exclusivamente para o mercado brasileiro

Olisur_TerraMater_divulgação-01

Após um ano de atuação no mercado brasileiro, a Olisur do Brasil, em parceria com vinícola chilena Terramater, lança com exclusividade no Brasil, os vinhos AS3, feitos a partir da uva Cabernet Sauvignon. Para Carlos Alexandre Silva, Diretor de Operações da Olisur no Brasil, trata-se de uma bebida que combina harmonia, intensidade e equilíbrio. Com produção única de tintos, as bebidas nascem em função de três elementos: a terra, o clima e o homem. Leia a entrevista que Alexandre concedeu ao Tudo al Dente.

Olisur - AS3 Gran Reserva_crédito Selo Reserva

Poderia falar um pouco do perfil dos seus vinhos? As três variedades apresentadas, Varietal, Reserva e Premium, todas feitas a partir da uva Cabernet Sauvignon, são repletas de detalhes que fazem a fama do vinho chileno no mundo. Entre elas, a coloração vermelho-rubi, às vezes intensa, aroma frutado e expressivo, sabor de frutas vermelhas, encorpado, equilibrado e amadurecido em barricas de carvalho francês, no caso das versões Reserva e Premium.

Olisur_TerraMater_divulgação-02

Porque fazer um vinho especialmente para o Brasil? O que a bebida traz de especial? O mercado de vinhos finos vem crescendo muito nos últimos anos, e ainda assim o Brasil apresenta um consumo per capita muito baixo, de 1,8 litros versus 37,6 na Itália, por exemplo. Por isso, acreditamos no potencial do mercado brasileiro e decidimos trazer três opções de vinhos tintos de alta qualidade com uma estratégia comercial de oferecer preços acessíveis e muito atrativos. Nossos vinhos foram produzidos pela renomada vinícola Chilena Terramater, exclusivamente para a Olisur Brasil, e os vinhos AS3 foram criados sob a consultoria do premiado enólogo Stefano Gandolini. O resultado foi um produto único, elegante e de alta qualidade, que tem recebido somente elogios de grandes críticos e especialistas como Célio Alzer, Sergio Galhardo e Paulo Nicolay.

Olisur - AS3 Reserva - Foto divulgação

O que o senhor acha dos vinhos produzidos hoje no Brasil? Não sou a pessoa mais indicada para falar sobre os vinhos brasileiros, uma vez que não domino o assunto. Mas sabemos e temos sempre ouvido que o Brasil tem produzido vinhos de excelente qualidade e não temos dúvidas que nossos vinhos AS3 estarão competindo não só com vinhos importados, mas também com os produtos nacionais. Um brinde à competição saudável.

Já pensou em assistir aos jogos da Copa… do alto?

xPiano Bar Terraço Itália (EM ALTA)

Quem não gosta do piano bar do Terraço Itália, em São Paulo? Eu amo. Não tem cenário mais paulistano, não é? Pois o lugar lançou, na semana passada, drinks e comidinhas especialmente para a Copa de 2014. Fui provar…

Drink Alemanha (Tangerina, angustura, mel, steinheger, vinho branco seco) 4 - Foto Artur Bragança

O projeto é o seguinte: a casa criou um camarote para os que quiserem assistir os jogos do alto, em telões. Por R$ 151, os clientes ganham o “kit torcedor”, que engloba bufê de petiscos, como arancini de gorgonzola (foto), pasteis de camarão, sanduichinhos, torradinhas de brie com caramelo e nozes, escondidinho de carne seca, entre outras opções do chef toscano Pasquale Mancini.

Arancini di gorgonzola (bolinho recheado de arroz italiano e gorgonzola) - R$ 29 - - Foto Artur Bragança 9

O barman Simone Volpato elaborou coquetéis especiais com cores de bandeiras de países como o drinque Itália, com sambuca, curaçao, Martini branco e vodka, o Brasil, que leva cachaça, suco de abacaxi, suco de limão xarope de menta verde e leite condensado (abaixo) e o coquetel Alemanha, com tangerina, angustura, mel, Steinheger e vinho branco seco (foto acima). As bebidas estão disponíveis nos dias de jogos das respectivas seleções. Custam R$ 22, cada.

Drink Brasil (Cachaça, suco de abacaxi, suco de limão xarope de menta verde e leite condensado) 2 - Foto Artur Bragança

Serviço: Avenida Ipiranga, n°344, 41° andar, Centro, São Paulo, tel.: (11) 2189-2929

 

Ensaio fotográfico: Espanha Gourmet

Nas fotos deste ensaio, um pouquinho da press trip da Interporc, em que conhecemos um pouco da indústria de embutidos que engloba o setor suíno da Espanha, passando pelas cidades de Madri, Toledo, Burgos, Zaragoza, Corral de Almaguer, Zuera, Aranjuez,Puebla de Montalbán, La Muela, Guadalajara. Veja aqui.

esp21

Aprenda a fazer receitas de Páscoa com os chefs Edir Nascimento e Alain Poletto

O chef francês Alain Poletto, do elegante Bistrot de Paris, ensina a fazer filé de namorado ao molho bisque de camarão e mini legumes. Já a chef Edir Nascimento, do bufê 339 Gastronomia, ensina uma receita deliciosa de bolo de chocolate com castanhas brasileiras e gomos de laranja. Veja as receitas aqui.

bolo de c..

Sobre os restaurantes Volta e Pipo, no Rio

volta_

No último fim de semana, conheci dois restaurantes cariocas em que a palavra de ordem é ludicidade. O primeiro é o Volta (foto acima), instalado num casarão, no Jardim Botânico. A comida é tipicamente brasileira e se propõe a um retorno aos sabores dos anos 1970, 1980 e 1990.

Volta_Carne assada, gratinado de raizes com queijo coalho_credito Alexander Landau

No cardápio, há clássicos caseiros, como arroz de forno, estrogonofe, salpicão e ovos recheados. Foi com o Marcelo, meu amigo. Pedimos barquetes de salmão, de entrada (R$ 22). Eu fui no rosbife com latkes (fritura de batata e queijo), R$ 54; ele, na carne assada e gratinado de raízes com queijo coalho (R$ 54). A carne dele estava desmanchando, dava para comer de colher (foto acima). A surpresa foi encontrar manjar branco nas sobremesas. Foi o prato que pedimos. Tinha gostinho de infância, de festa antiga.

PIPO_Paçoca de carne seca_Tomás Rangel

No almoço de domingo, fui conhecer o Pipo, no Leblon, segunda casa do Felipe Bronze, do Oro. Pedi a paçoca crocante de carne seca, com jerimum e espuma de coalho defumado (R$ 39) – foto acima.

Pipo_Camarão com catupiry_Tomás Rangel

Meu amigo pediu o camarão com espuma de catupiry (R$ 48), com alho poró e tomate agridoce, como na foto acima. O prato veio servido numa embalagem de catupiry, mas em cerâmica, feita especialmente para a casa. Nós nos divertimos! Acabamos a refeição com Sunday de caramelo com cristais de caramelo e flor de sal e paçoca de castanhas variadas. Bom conhecer este lado brincalhão, cheio de humor da cozinha carioca. Ficam aqui estas minhas indicações.

Serviço: Volta, Rua Visconde de Carandaí, 6, Jardim Botânico, Rio

Pipo, Rua Dias Ferreira, 64, Leblon, Rio

Páscoa, escolha o seu ovo!

Mil Frutas_Páscoa Ovinhos6_Fabio Rossi

A sorveteria Mil Frutas criou para a Páscoa mini ovos de chocolate recheados de sorvete. Os ovinhos podem ser de chocolate branco com recheio de sorvete de framboesa ou de maracujá; ou de chocolate ao leite com recheio after eight (sorvete de chocolate com menta), entre outros. R$ 6 a unidade. Mil Frutas Jardim Botânico: JJ Seabra, s/número, Jardim Botânico, Rio. Tel.:(11) 2511-2550

caffarel

Localizada em Ipanema, no Rio, a Cosa Nostra Deli, comandada por Hélio Casagrande, oferece produtos gourmets diversos para a Páscoa. Da marca Niederegger, a casa traz os ovos nostálgicos de chocolate ao leite com marzipan, que veem em uma charmosa caixinha em formato de ovo e decorada de coelhinhos. Da marca italiana Caffarel (acima) há bombons de chocolate amargo com recheio de limoncello (R$ 99,00/ 180g). Cosa Nostra Deli, Rua Visconde de Pirajá, 303/ Loja 103, Ipanema, Rio. Telefone: (21) 2523-2745

Rir 2Rir Brigaderia criou uma caixinha de ovo com seis brigadeiros decorados (R$ 22) e o ovo de Páscoa trufado recheado com brigadeiros em diversos sabores (R$ 38, 500g). A marca vendeu o doce na última ferinha Gastronômica. Os produtos da marca podem ser comprados também pelo site: http://www.rirbrigaderia.com.br

CAU pascoa 201413965O ovo de caramelo e flor de sal da Cau Chocolates, escolhido como um dos melhores na ‘prova de ovos’ do caderno Paladar, do jornal Estado de S.Paulo, possui uma fina casca de chocolate amargo belga. O recheio de caramelo com flor de sal proporciona textura inusitada e os sabores brincam e aguçam qualquer paladar. Custa R$44 (110g). É um dos destaques da marca. Rua Peixoto Gomide, 1740, São Paulo. Tel. (11)3081-9820 DSC_0056O meio ovo pão de mel da Chocolatti Divine tem massa molhadinha de pão de mel, é recheado de doce de leite e coberto de raspas de chocolate. Custa R$ 35 (230 g). Mais informações na página de facebook da marca: chocolattdivine?fref=ts

ovos-ferrero-rocher-6 Das marcas de supermercado, os únicos que gosto são os Lindt e os Ferrero Rocher. São os únicos que têm cacau de verdade, ou seja, não enganam o consumidor com pouquíssimo cacau e bastante gordura hidrogenada disfarçada com sabor artificial de baunilha. Inclusive o meio amargo da Nestlé é assim, pura enganação! Não é só o chocolate Lacta e o Garoto que são ruins! No quesito custo-benefício, fico com o da Ferrero de chocolate ao leite. Um ovo de chocolate ao leite da marca, de 390 g, custa R$ 57,90, em média. Para comparar, o da suíça Lindt, de 300 g, custa R$ 145, mais ou menos.

Espanhol estrelado no Michelin retorna ao Brasil

Por Aline Staut

De Madri

del_cerro

Um dos momentos mais bacanas da press trip criada pela Interporc, nesta semana, na Espanha, foi visitar o restaurante Casa José, do estrelado Fernando Del Cerro (acima), na pequena cidade histórica Aranjuez (veja fotos mais abaixo). O chef já esteve por aqui, para participar do Ao Vivo, da revista Prazeres da Mesa, há uns anos.

espanha1

Seu restaurante tem duas estrelas no Guia Michelin e nós fomos convidados a provar sete pratos do seu menu degustação, que começou com carpaccio de porco, curiosidade que nunca tinha pensado em comer; espinafre salteado com timo e lagosta; porco assado que derretia ao toque; entre outros.

inter1

José Ramón Godoy, gerente da Interporc para assuntos internacionais, disse que a parceria com o chef estrelado se estende ao Brasil, onde a instituição participa de eventos no Instituto Cervantes, em São Paulo (20 de junho, às 19h) e em Brasília (24 de junho, às 19h), no Senac SP (30 de junho, às 11h) e no Graciosa Clube de Golf de Curitiba (3 de Julho, às 19h).

inter2

Serão grandes eventos com chefs renomados, que vêm ao Brasil mostrar a cultura em torno do porco de capa branca, o tema desta viagem ao continente europeu. (nas fotos desde post, alguns momentos da press trip, além de retrato do chef estrelado).

aranjuez

Serviço: Mais informações sobre o evento da Interporc no Brasil: info@interporc.com

 

‘Menu de porco’ do restaurante El Luca, Madri, tem sobremesa com bacon

Por Aline Staut

De Madri

Catedral_de_Burgos_

Ontem, uma surpresa, na press trip da Interporc, na Espanha, assim que chegamos à cidade de Burgos (acima, a catedral do lugar). A fábrica CampoFrio ~ uma das visitas do roteiro ~ hasteou a bandeira do Brasil para receber a mim, à Marta Barbosa, da revista Prazeres da Mesa, ao blogueiro Marcelo Katsuki, ao Valter Tomassi, da Go Where, Vinicius Galera Arruda (Globo Rural) e Márcia, do portal Comida Fora do Lar.

fernan

A CampoFrio é uma grande fábrica de embutidos. Mas a grande surpresa dos últimos dias foi o ‘menu de porco’ criado pelo chef Sergio Fernandez (foto acima), do El Luca, de Madri.

O chef é uma estrela em seu país. Tem três programas de tevê, imaginem só… Seu restaurante de comida contemporânea e lúdica surpreende desde as entradinhas… batata brava com caviar, foie gras com torradinha, entre outros quitutes.

jamon3

Um dos pratos servidos foi um toucinho feito em baixa temperatura com caviar e molho cítrico, sua homenagem ao chef Santamaria. Depois, o chef serviu ‘arroz de matanza’, prato que costuma ser feito em dias de abate de porcos, no interior da Espanha. Leva partes pouco nobres, como entranhas, uma delícia. Um prato com textura de risoto.

Para finalizar, ele serviu um petit gateau de chocolate com cenoura, caramelo e torresmo. Uma surpresa! Bem, não estamos publicando as fotos, pois ficaram desfocadas. Peguei no site do restaurante imagem de tapa da casa, de presunto cru, servida na latinha (foto acima). Vejam, abaixo, a maravilha que é o site do El Luca. Vale a pena conhecer! http://www.lucafactory.es/

Casa_Jose

Hoje, mais um ótimo restaurante, o Casa José, em Aranjuez, no distrito de Madri (acima). É super chique, tem salão de madeira e fica nesta localidade que patrimônio da Unesco. Os legumes usados na casa crescem ao lado do restaurante, me disse um garçom. Vejam aqui as coordenadas para chegar ao lugar: http://www.casajose.es/

index2

A Interporc e a suinocultura na Espanha

Por Aline Staut
De Madri

jamon2

Esta semana o Tudo al Dente visita Madrid, Zaragoza, Burgos, Aranjues, Toledo, na Espanha, acompanhando unidades produtoras de carne suína lideradas pela Interporc, Organização Interprofissional Agrisuína Whitecloak, instituição reconhecida pelo Ministério da Agricultura, Alimentação e Meio Ambiente (Magrama) do país, que representa mais de 90% do setor, tanto de produção como da industrialização.

Museo_del_Jamón

O objetivo da Interporc é movimentar a atividade suinícola Capa Branca, trabalhando a imagem de processadores de carne de suíno tanto na Espanha como no estrangeiro, em especial no Brasil.

presunto_cru

A press trip da qual o Tudo al dente é convidado começou na capital do país, onde um dos destaques foi a visita ao restaurante Estado Puro, de comida contemporânea,  deliciosa, desde as tapas de entrada ao cafezinho. Um dos destaques da casa é a arquitetura e a decoração, um capítulo a parte (veja as fotos abaixo).

Hotel NH Palacio de TepaO restaurante é point de modernos da cidade de Madrid.

Estado_Puro_Madrid

Aproveitamos para visitar bar de tapas, o comércio alimentício, as pequenas vendas e mercados, que resistem no país, ao contrário do Brasil, onde grandes redes de supermercados fizeram com que desaparecem.

madrid

Hoje, segunda (7), viajamos a Zaragoza (última foto deste post) para conhecer a produção de suínos da região. A Interporc tem projetos de pesquisa no lugar, com elevado padrão de saúde animal, uma característica do setor suinícola espanhol.

madrid2

O plano de internacionalização da carne de porco traçado pela Interporc pretende mostrar que o produto é artesanal, tem qualidade e promove a alimentação saudável.

VISTAS DE ZARAGOZA ( CALLE ALFONSO ) / 12/03/2010 / FOTO : OLIVER DUCH

A suinocultura da Espanha caracteriza-se por uma moderna cadeia produtiva. Por meio programas de genética e nutrição, o suíno apresenta em média 60% de carne magra e 1,5 centímetro de espessura de toucinho. Esta carne, nos últimos tempos, teve diminuição da gordura e do colesterol, em 15%, além de diminuição das calorias em 20%. É uma importante fonte de proteínas e vitaminas do complexo B.

Serviço: http://www.interporc.com