Sobre os restaurantes Volta e Pipo, no Rio

volta_

No último fim de semana, conheci dois restaurantes cariocas em que a palavra de ordem é ludicidade. O primeiro é o Volta (foto acima), instalado num casarão, no Jardim Botânico. A comida é tipicamente brasileira e se propõe a um retorno aos sabores dos anos 1970, 1980 e 1990.

Volta_Carne assada, gratinado de raizes com queijo coalho_credito Alexander Landau

No cardápio, há clássicos caseiros, como arroz de forno, estrogonofe, salpicão e ovos recheados. Foi com o Marcelo, meu amigo. Pedimos barquetes de salmão, de entrada (R$ 22). Eu fui no rosbife com latkes (fritura de batata e queijo), R$ 54; ele, na carne assada e gratinado de raízes com queijo coalho (R$ 54). A carne dele estava desmanchando, dava para comer de colher (foto acima). A surpresa foi encontrar manjar branco nas sobremesas. Foi o prato que pedimos. Tinha gostinho de infância, de festa antiga.

PIPO_Paçoca de carne seca_Tomás Rangel

No almoço de domingo, fui conhecer o Pipo, no Leblon, segunda casa do Felipe Bronze, do Oro. Pedi a paçoca crocante de carne seca, com jerimum e espuma de coalho defumado (R$ 39) – foto acima.

Pipo_Camarão com catupiry_Tomás Rangel

Meu amigo pediu o camarão com espuma de catupiry (R$ 48), com alho poró e tomate agridoce, como na foto acima. O prato veio servido numa embalagem de catupiry, mas em cerâmica, feita especialmente para a casa. Nós nos divertimos! Acabamos a refeição com Sunday de caramelo com cristais de caramelo e flor de sal e paçoca de castanhas variadas. Bom conhecer este lado brincalhão, cheio de humor da cozinha carioca. Ficam aqui estas minhas indicações.

Serviço: Volta, Rua Visconde de Carandaí, 6, Jardim Botânico, Rio

Pipo, Rua Dias Ferreira, 64, Leblon, Rio

Anúncios