Notas sobre a famigerada ‘gourmetização’ do Brasil

pasteis da casa - Bar Original - 25/08/2014 - foto Leo Feltran

Não sei se já deixei claro nos meus posts, mas sou contra a gourmetização do mundo. No Brasil, muitos usam este mote para praticar preços mais altos. Um hot dog, um pastel, um hambúrguer, um simples brigadeiro, tudo pode ficar de quatro a cinco vezes mais caro. Mas um brigadeiro feito com o chocolate do Combu, feito artesanalmente na ilha paraense, claro, vai ser mais caro do que aquele feito com Nescau. Toda a atenção nunca é demais.

Dica básica: veja se vale o preço. Vá na contramão da moda, certo? Quando estou em vias de pedir um prato que custa muito ou de comprar um chocolate de preço exorbitante, para citar um exemplo, penso comigo mesmo: esse quitute vai mudar a minha experiência, mesmo que momentaneamente? Muitas vezes muda, né? Afinal comida também é emoção.

No mais, minha outra dica é não levar em conta os gourmets do instagram, que, na maior parte do tempo, querem esnobar o mundo, mostrando o seu poder de compra.

pasteis da casa - Bar Original - 25/08/2014 - foto Leo Feltran

Mesmo com essas digressões, deixo claro que não quero contaminar o blog pelo espírito de denúncia. Este não é o espirito do Tudo al Dente… não pretendo falar mal de tendências, nem quero virar um blogueiro cri-cri. Quero ver as tendências. Expô-las. Fazer um apanhado do que vem acontecendo no Brasil e no mundo, em matéria de gastronomia e cultural alimentar.

***

1 chopps + 5 pastel - Bar Original - 25/08/2014 - foto Leo Feltran

Ontem, chegou um release do bar Original, que irá servir, na semana que vem, pasteis do Alex Atala (D.O.M.), do Rodrigo Oliveira (Mocotó), Helena Rizzo (Maní), Paola Carosella (Arturito) e Benny Novak (Ici Bistrô). Talvez a porção com quatro unidades médias por R$ 25,00 esteja cara. Bem, mesmo sabendo do valor de cada um desses profissionais, ou até mesmo que o dinheiro arrecadado vai ser revertido para a ONG Gastromotiva. Mesmo com o preço alto, a noticia é no mínimo inusitada e divertida, não é? Por isso a estou publicando. Este é o critério deste blog.

Em todo caso, se não estiver disposto a desembolsar o dinheiro por quatro pasteis de tamanho médio, quem sabe, leitor, surjam ideias para você fazer pasteis diferentes na sua cozinha.

Vamos às dicas… No dia 8, Atala vai de pastel de vatapá; no dia 9, Helena faz um pastel de taioba com queijo meia cura; Rodrigo Oliveira, do Mocotó, prepara pastel de carne de sol, no dia 10. Na quinta (11), Paola Carosella, do Arturito, faz pastel de pera com queijo Serra da Canastra. Encerrando o festival (dia 12), Benny Novak, que faz pastel de rillette de porco.

Serviço:
Original, Rua Graúna, 137 – Moema, São Paulo, tel.: (11) 5093-9486

Fotos: divulgação (nas duas primeiras fotos, pasteis da casa; e na terceira, criação do Rodrigo Oliveira)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s