Comida boa e arte de tirar o fôlego

1E2A2776[1]

O evento relacionado à gastronomia de que mais gostei no ano passado (talvez nos últimos anos) foi a exposição multissensorial “Como Penso Como”, da artista Simone Mattar. A mostra trazia uma mistura de arte, música, história e gastronomia numa série de peças de food design a partir de uma pesquisa de quatro anos da história brasileira e da alimentação do nosso povo, em evento que aconteceu no Sesc Pompeia, em São Paulo. Agora, para sorte de quem ainda não participou, a mostra volta em cartaz, na Casa Electrolux, a partir do dia 11.

ComoPensoComo-30[1]

Não apenas porque euzinho aqui participei do projeto, pesquisando e fazendo alguns textos, que gosto e indico esta mostra. O evento vale mesmo a pena!

Conflito[1]

Com cenografia de Marko Brajovic, “Como Penso Como” inclui projeção de vídeos, odores, sons, textos declamados ao vivo por atores e sensações táteis, numa experiência emocionante e inesquecível. Tem seu ápice na degustação das nove obras comestíveis, sendo três sobremesas. São duas sessões diárias para 20 pessoas cada. Antes de cada imersão, os convidados são entretidos por atores que declamam textos relacionados a cada um dos pratos que serão servidos.

Orixás_Final2[1]

Entre os pratos, destaque para a “A Cabeça do Bispo”, inspirado no Movimento Antropofágico de Oswald de Andrade, que apresenta pequenas cabeças prateadas comestíveis, com o rosto do Bispo Sardinha, personagem histórico que foi devorado pelos índios caetés, evento que inspirou o manifestou antropofágico escrito por Oswald. Este prato é recheado com mousse de sardinha, representando um banquete indígena.

sss

Entre as sobremesas, “A Preço de Banana” é inspirada em Carmem Miranda e é questionada a imagem de um Brasil “vendido a preço de banana”. Neste prato, servido por uma atriz que interpreta a cantora, de uma escultura de porcelana branca sai uma banana dourada, feita de mousse de chocolate branco caramelizado com recheio de doce de banana.

Serviço: “Como Penso Como”, por Simone Mattar @ Casa Electrolux;  abertura para convidados: 10 de novembro, segunda-feira, às 18h30 e às 21h30; Período: de 11 a 16 de novembro, com degustações diárias às 18h30 e às 21h30.

Ingressos: R$ 250 por pessoa (vale cada centavo)

Para mais informações, acesse o site www.casaelectrolux.com.br/comopensocomo

 

Anúncios

One thought on “Comida boa e arte de tirar o fôlego

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s