Sabores do Piauí em São Paulo

Brasil a gosto_Caju Refrescante_Alexandre Schneider01

O Brasil a Gosto continua delicioso. Ontem fui provar o menu inspirado no Piauí feito a dez mãos, por Ana Luiza Trajano [ a anfitriã], Fábio Vieira, Flavia Quaresma, Monica Rangel e Neka Menna Barreto.

As receitas trazem experiências vividas pelo grupo de chefs entre o agreste e o litoral do Piauí nos meses anteriores e a ideia é valorizar a cultura e os ingredientes locais.

Monica Rangel abre o cardápio, que será servido nos próximos meses, com a Rosca de polvilho com requeijão de jerimum, queijo coalho e carne de caju, acompanhado por pesto de castanha com coentro e hortelã (R$ 29).

Brasil a gosto_Capote cozido com creme de milho tostado, leite de castanha e crocante de pregado_Alexandre Schneider02

A banqueteira Neka Mena Barreto cria entrada com caranguejos, um dos ícones do estado. Preparou o Creme e vinagrete de caranguejo com abacate, pimenta cheirosa e crocante de mandioca (R$ 49).

A criação dos pratos principais foi dividida entre a chef Ana Luiza e Fabio Vieira. Ele assina a receita do Capote cozido com creme de milho tostado, leite de castanha e crocante de pregado (R$ 93). Para dar intensidade ao sabor, o chef confitou a galinha e usou o pregado, um dos sucessos das mesas piauienses, para finalizar a receita.

Na outra opção de principal, Carne de sol de carneiro com paçoca, arroz Maria Isabel e maxixe em conserva (R$ 93), Ana Luiza se inspirou na riqueza do sabor da carne dos animais de pequeno porte, criados nos quintais da região e no tradicional arroz Maria Isabel, famoso naquelas bandas.

E para finalizar o menu, Flavia Quaresma fez do caju a estrela da sobremesa. No Quinteto de caju com coco, ela apresenta o Bolo de farinha de caju com sorvete de cajuína, doce e redução de caju com creme de coco (R$ 35).

Protagonista das opções de bebidas, o caju também compõe o Caju Refrescante – R$ 16 (Suco de caju, cajuína, calda de doce de caju, suco de limão e hortelã), a Caipirinha Maria Isabel – R$ 22 (Caju, calda de doce de caju, limão galego e cachaça) e o criativo e delicado Pingado de caju – R$ 12 (shot de licor de caju, cachaça e cajuína).

Serviço: R. Prof. Azevedo Amaral, 70 – Jardim Paulista, São Paulo

Fotos: divulgação

Anúncios

Sete dicas para fazer um ótimo hambúrguer em casa

holly burger 2

Para ter um bom hambúrguer, é necessário ter bons produtos. Este é o ponto de partida, conforme Marcos Vinicius [na foto abaixo, ao meio], um dos sócios do Holy Burger, em São Paulo.

 As dicas dele são:

1 – Moer a carne no dia/hora por duas vezes

2 – A quantidade de gordura precisa ser equilibrada, podendo variar de 18% a 25%

3 – Manipule a carne bem fria, pois desta forma não precisará de gema de ovo ou qualquer outro ingrediente para dar “liga”

4 – Grelhe a carne por aproximadamente 2 minutos de um lado e 2 minutos do outro, isto a deixará “ao ponto”

5 – Deixe o burger descansar por um minuto, aproximadamente, antes de montar o sanduíche. Desta forma, não encharcará o pão

6 – Escolha seu pão de preferência e aqueça ele com um pouco de manteiga

7 – Use um espeto ou palito para fixar os ingredientes e não deixar os mesmos “sambarem” na montagem

holly burger

 Serviço: Holy Burger: R. Dr. Cesário Mota Júnior, 527 – Vila Buarque, São Paulo