Rio de Janeiro: cinco lugares para tomar café da manhã, no dia primeiro de janeiro

Empório Jardim_Café da manhã Novo_CredTomasRangel.jpg

Bibi Sucos – Nada melhor do que começar o ano com um delicioso café da manhã. E no Bibi Sucos, cliente é quem monta a sua primeira refeição do dia. Entre os mais de 20 itens estão torradas integrais, panquecas, ovos mexidos, café com leite, chocolate quente, queijos, mel e frutas variadas. Cinco itens custam R$ 14, sete R$ 19 e 10 saem por R$ 25. Todas as lojas de rua da rede estarão abertas no dia 1º de janeiro e o café da manhã será oferecido a partir das 11h. Bibi Sucos Copacabana 2 – Rua Santa Clara, 36, Lj A. Tel.: 2255-5000.

A Deli 43, desde 1999 provendo delícias artesanais, abrirá no dia 1º servindo café da manhã caprichado na loja do Leblon. O café da manhã simples (R$ 35,90) inclui um café ou um café com leite grande, uma fatia de mamão ou abacaxi, manteiga e geleia de damasco ou morango, cesta com pão de leite e baguete, bandeja de presunto ou peito de peru e queijo prato ou queijo minas. O café completo para uma pessoa (R$ 48,90) ou duas (R$ 76,90) inclui um café ou um café com leite grande, um suco de laranja, uma fatia de mamão ou abacaxi, iogurte, granola, manteiga, geleia de damasco ou morango, mel, cesta com pão de leite e baguete, bandeja com presunto ou peito de peru e queijo prato ou queijo minas, ovos mexidos, entre outros itens. Deli 43 – Leblon – Rua João Lira, 97, Loja A e B, Leblon. (86 lugares). Tel.: 2294-1745.

Temporada_foto Rodrigo Azevedo_20151113_423_resize.jpg

Empório Jardim – Para quem acordar um pouco mais tarde no primeiro dia do ano, o jardim mais aconchegante do Rio estará de braços abertos para um brunch especial, a partir das 12h. O Empório Jardim, bistrô, que é também delicatessen e padaria, prepara para a data um delicioso brunch, no sistema de múltipla escolha onde o cliente marca numa ficha cada item que deseja para seu desjejum. Algumas opções são a banana amassadinha com aveia e mel (R$ 5,50), ovos marroquinos (R$ 11,90), servidos numa charmosa panelinha, acompanhados de molho de tomate, ovos fritos com bacon (R$ 9,50 – dois ovos); tapioca de nutella (R$ 13,50) e pão de queijo gruyère (3 unidades R$ 6,60). E quem está precisando de algo mais substancial, os sanduíches são uma excelente escolha. O pão de leite com requeijão (R$ 7,50) ou o bagel com salmão defumado e cream cheese (R$ 16,50) estão sempre entre os mais pedidos. [foto logo acima]. Empório Jardim – Rua Visconde da Graça, 51 – Jardim Botânico. Tel.: 2535-9862

Prima Bruschetteria – Os chefs Cristiano Lana e Erik Nako vão oferecer, na Prima Bruschetteria, café da manhã especial no dia 1º de janeiro. Das 11h às 14h, a casa servirá um delicioso bufê mediterrâneo (R$ 52), com opções de queijos, frios, salmão defumado, pães da casa na versão tradicional e integral, frutas frescas e secas, mix de folhas, ovo mexido com azeite trufado, tapenade, iogurte, granola, doces como bolo ou compotas caseiras, entre outros itens. Há, ainda a possibilidade de pedir alguns sabores de bruschettas clássicas da casa, como a de ovo caipira mexido e a de tomate italiano com manjericão. Prima Bruschetteria – Rua Rainha Guilhermina 95, loja C, Leblon. Tel.: 3592-0881.

Temporada – Localizado no térreo do Hotel arpoador, o Temporada possui uma gastronomia especializada em alimentos frescos e sazonais. O bar oferecerá um brunch no dia 1° de janeiro às 12h30, com entradas, principais, bar de saladas, live cooking, seleção de pães e doces. No Bar de Saladas será servida uma seleção de folhas, tomate cereja, grão de bico, cebola roxa, pepino em conserva, azeitona, semente de milho e croutons, Mil ilhas, vinagrete clássica, molho Caesar. A seção de pratos principais conta com camarão e vieiras gratinadas servido com crumble de parmesão e panko; bacalhau ao forno acompanhado de batatas, ovos, azeitonas verdes; e tubérculos assados na manteiga de ervas. [Veja a primeira foto deste post]. Temporada – Rua Francisco Bhering, n° 65, Arpoador. Tel: (21) 2523 0066.

Anúncios

O Natal alemão do chef Heiko Grabole

alemanha.jpg

O chef Alemão Heiko Grabole fala das lembranças de Natal na Alemanha e dá dicas de comidas especiais e tradicionais daquele país. Leia abaixo e feliz Natal a todos os leitores deste blog.

A princípio, temos a mesma imagem de Natal do Brasil, com Papai Noel etc … ganhamos presentes e jantamos com a família. Mas olhando bem de perto, o Natal do Brasil e da Alemanha são completamente diferentes, a começar pelo clima!

Na Alemanha, o Natal acontece na época mais fria do ano e também na mais escura (temos somente poucas horas de sol, se não estiver nevando ou chovendo…).

Temos luzes acesas em todos os cantos, as casas ficam super enfeitadas e, do lado de dentro, usamos muitas velas.

Logo no começo de cada dezembro (geralmente já temos neve e muito frio!), muitos compram suas árvores (que são de verdade) nos mercados específicos. Na minha vila, buscamos essas árvores direto das florestas. É uma verdadeira aventura; sempre estamos em busca da árvore perfeita! Antes de a montarmos, ela fica uns dias no porão para secar antes de decorar e colocar na sala.

Durante a época natalina, aconteçam em todas as cidades o “Weihnachtsmarkt” (feiras alemãs de Natal), onde tomamos o famoso “Glühwein” (quentão alemão – receita abaixo) e comemos lanches típicos alemãs, além de comprar tudo o que falta para enfeitar a festa.

A celebração é sempre em família. As casas estão sempre cheirando à vela, canela, nozes e chocolate derretido. O jantar geralmente conta com prato especial e, às 20h, todos vão para mesa curtir a noite. Na minha família, ainda há outra tradição: quando terminamos o jantar, todos ajudam a organizar e a limpar a cozinha, antes de abrirmos os presentes. É uma verdadeira farra da limpeza, já que todo mundo quer abrir os seus presentes.

No dia de 26, sempre nos encontramos com amigos e geralmente são feitas caminhadas nas florestas para os “Kneipe” ou “Gasthof” (bares) das outras vilas, onde somos recebidos com Glühwein e cerveja. Os encontros podem acontecer até o dia 27.

 Gluhwein

Receita Glühwein
3/4 xícara (180 ml) de água
3/4 xícara (150 g) de açúcar
1 canela em pau
1 laranja
5 cravos-da-índia inteiros
1 (750 ml) garrafa de vinho tinto de boa qualidade

Modo de preparo:
Preparo: 10min. Cozimento: 35mins Pronto em 45mins

Em uma panela, misture a água, o açúcar e a canela em pau. Leve ao fogo para ferver, diminua o fogo e mantenha a água fervendo em fogo baixo.

Corte a laranja ao meio e esprema sobre a água fervendo. Fure a casca da laranja com os cravos-da-índia e também coloque a laranja com o cravo na água em ebulição. Mantenha a panela no fogo por mais 30 minutos, ou até que a água esteja com a consistência de uma calda doce.

Misture o vinho, aumente o fogo, mas não deixe o vinho ferver. Tire os cravos que estão na casca de laranja. Sirva o vinho quente em canecas ou em copos preaquecidos (copos gelados podem quebrar).

Opção Trattoria, em Pinhal, resgata tradições culinárias locais

polenta1.jpg

Outro dia, fiz um post aqui, sobre a gastronomia da minha cidade, Pinhal, com destaque para o Opção Trattoria Bar e a vinícola Guaspari.

Conversando com João Staut, sócio do restaurante, soube que a casa começa a servir pratos com fubá moído num antigo moinho do começo do séc. XX, do Retiro Santo Antônio, propriedade rural situada na estrada que liga Pinhal à pequena e charmosa Santo Antônio do Jardim.

Moinho de Pedra.jpg

“A ideia é prestigiar pequenos produtores rurais que tenham trabalho sustentável, na região, incentivando–os de forma a regatar antigas tradições”, me contou João.

O fubá usado na sua trattoria se transforma em pratos como a polenta de fubá de moinho de pedra com confit de pato e a polenta com camarões, criações da talentosa chef Ale Lourenço. “As receitas resgatam tradições culinárias de italianos que migraram para a região do estado de São Paulo no começo do séc. XX”, diz o empresário.

polenta2.jpg

Vamos lançar, em janeiro, uma série de pratos utilizando polentas especiais a partir do ingrediente elaborado no antigo e tradicional moinho de pedra, que foi restaurado e voltou a operação, este mês no Retiro Santo Antonio. O produto é feito com milho não transgênico e com volume de produção muito pequeno. O fubá aí produzido gera uma polenta muito saborosa”, contou.

café retiro santo antonio.jpg

A história da fazenda Retiro Santo Antônio, de Jefferson Adorno, é interessante. É algo que desconhecia na minha própria cidade. O lugar produz mel, silagem de milho ensacada, cafés especiais e possui uma pequena criação de gado, tudo com foco na preservação ambiental, segurança alimentar e rastreabilidade minuciosa dos processos produtivos.

A produção tem chancelas da Associação Brasileira de Cafés Especiais; da Rainforest Alliance, que exige cumprimento de rigorosas práticas sociais e ambientais; e da UTZ, que exige boas práticas agrícolas.

café exotic pinhal.jpg

Além do milho que passa a ser usado em pratos, a trattoria ainda utiliza dois produtos locais de qualidades indiscutíveis. Um deles é o Exotic Café, da Fazenda Santana [região Mogiana, foto acima], com cultivo da espécie Arábica, das variedades Bourbon, Catuaí, Icatu e Catucaí Amarelo e Icatu Vermelho. “Há ainda, é claro, os vinhos da Guaspari, vinícola que se situa a apenas dois quilômetros do restaurante”, conclui João.

Bom saber que a casa está antenada às tendências mais interessantes do mundo da gastronomia, nos dias de hoje: utilização de produtos locais, sustentabilidade e boas práticas sociais e ambientais. Não é para comemorar?

***

Serviço: Opção Trattoria, Rua Abelardo Cesar 152 (Praça da Bandeira), tel.: 19 3661.4646, de terça a sábado, das 18h até o último cliente; aos domingos, abre para o almoço. www.opcaotrattoria.com.br

Fotos dos pratos: chef Ale Lourenço; foto do moinho: Jefferson Adorno; fotos do Retiro Santo Antônio e da Fazenda Santana: divulgação.

Marechal Food Park arma festa de Natal

food_park_marechal-5.jpg

Marechal Food Park preparou, para os dias 19 e 20, um bazar especial, com quitutes, objetos e houseware, tudo ficado no Natal. Além dos produtos, os chefs dos contêineres, food trucks e barracas se inspiraram nos pratos tradicionais de final de ano para criar um cardápio especial, que será servido nos dias de evento.

Entre os produtos que estarão à venda no bazar, estão as peças de cerâmica criadas pela artista plástica Sophia Skipka, autora das pinturas nos contêineres do Marechal Food Park. O My Look Fashion Truck comparece com diversas roupas e acessórios, enquanto a Mermeleia traz geleias de diversos sabores. A BeiGinho traz trufas e docinhos, como o brigadeiro recheado de panettone, criado especialmente para a data. Já a Nana Palheteria traz palhas italianas em diversos tamanhos e formatos, enquanto a americana Arcelia Gallardo, da Mission Chocolates, traz doces típicos de seu país, como cookies e pipocas doces. Outros participantes ainda estão sendo confirmados para o evento.

Além do Bazar de Natal, o Marechal Food Park recebe, no dia 20 de dezembro, uma aula gratuita de yoga ao ar livre, ministrada por professores da escola Hot Yoga São Paulo. A ideia é se despedir de 2015 e dar as boas-vindas ao ano e à estação que se inicia com muita energia. O evento começa às 10h de domingo e terá entre 1h30 e 2h de duração, com um mix de estilos Fierce Grace, Bikram e Vinyasa. Mesmo quem nunca praticou yoga pode participar, pois a aula será de nível geral, acessível a todos.

O som da atividade será comandado pelo DJ Pablo Palumbodj, aluno de Bikram Yoga na Hot Yoga São Paulo e com 23 anos de experiência nas picapes. Quem vier para o aulão poderá experimentar a Steigen Kombucha, marca parceira do evento, que faz um chá probiótico fermentado e natural, em cinco sabores: capim santo com limão, frutas vermelhas com rapadura, gengibre, açaí com guaraná e  hortelã com clorofila. Haverá também sorteio de brindes.

No dia 21, o Marechal Food Park entra em recesso para as festas de final de ano, retomando as atividades no dia 09 de janeiro.

Bazar de Natal no Marechal Food Park, Data: 19 e 20 de dezembro; sábado: 11h a 22h e domingo: 11h a 20h

Aulão de fim de ano no Marechal Food Park, Data: 20 de dezembro; das 10h às 12h. Levar tapetinho de yoga, uma toalha (tamanho de banho) ou canga para colocar em cima do tapetinho, uma garrafa d’água e, caso faça sol, protetor solar.

Endereço: Rua Dr. Albuquerque Lins, 504 – Centro, entrada franca, produtos à venda no local.

Dez cervejas para tomar neste verão

Garrafa e copo Electra - Aconchego Carioca.jpg

As dicas abaixo são do especialista Edu passarelli, do bar Aconchego Carioca, em São Paulo.

Bamberg Camila, Camila :: Bohemian pilsner que já pode ser considerada um clássico da Bamberg. Leve e com amargor na medida certa!

Dádiva Saison Printemps :: Saison com adição de damasco. Bastante refrescante e com agradáveis notas da fruta.

Morada CDB.jpg

 Morada CDB :: Uma cerveja peculiar, que segue como base um estilo alemão pouco difundido. Entre os ingredientes, sal e limão. Ela é refrescante e com agradáveis notas de acidez.

 Tarantino Session IPA :: Session IPA com agradável amargor, perfeita para as tardes quentes de verão.

Urbana Fio Terra.jpg

 Urbana Fio Terra :: American IPA com adição de suco de laranja. Notas da fruta cítricas e amargor do lúpulo, formando um conjunto perfeito!

 Bad Moose ESB :: Versão brasileira do clássico estilo inglês. Notas de caramelo balanceadas pelo amargor do lúpulo.

 Invicta Saison à Trois :: Incrivelmente aromática, com notas cítricas, condimentadas e refrescantes.

 Way Sour Me Not Acerola :: Cerveja com notas de acidez bastante presentes, além de toques de acerola. Combinada muito bem com dias quentes!

Jeffrey Niña.jpg

 Jeffrey Niña :: Witbier com limão siciliano da carioca Jeffrey. Aromas e refrescância incríveis!

 Electra :: Maltes e lúpulos em um casamento perfeito. mais sabor, mas sem perder a leveza que o verão pede!

Croquete cremoso de frango, meu petisco predileto dos últimos tempos

Crocrete de frango cremoso com farinha panko

Ontem fui almoçar no restaurante Casinha Comes&Bebes, inaugurado há pouco tempo nos Jardins. A casa tem comidinhas caseiras e preços convidativos.

O chef Pablo Horta é o responsável por petiscos e pratos como o croquete de frango empanado na farinha panko (cremoso por dentro e crocante por fora); strogonoff; e o Oswaldo Aranha, com filé mignon, arroz, alho frito, couve, farofa e batata canoa. Nas sobremesas, tem pudim de leite, brigadeiro, sorvetes feitos na casa [provei o de coco com doce de leite caseiro].

Os croquetes de frango tem a película de panko crocante e, por dentro, um creme de frango delicioso, como deviam ser todas as coxinhas da cidade. Não resisti e pedi a receita:

Ingredientes

1 peito de frango com osso

2 tomates maduros

1 cebola

2 dentes de alho

2 ovos

100 g de farinha panko

250 g de farinha de trigo

150 g de manteiga sem sal

50 g de salsinha

330 ml óleo

Sal a gosto

Pimenta do reino a gosto

Água

Modo de preparo

Na panela de pressão, sele o peito de frango em 30 ml de óleo até que fique bem dourado. Depois, coloque os tomates, a cebola em cubos, o alho picado, sal e pimenta do reino a gosto. Coloque água o suficiente para cobrir o peito de frango. Depois de 40 minutos, retire o peito, reserve e desfie. Deixe o restante do caldo que ficou na panela reduzir pela metade e acrescente a farinha de trigo e a manteiga. Mexa até perder o gosto da farinha. Depois, acrescente o frango e a salsinha e coloque em uma vasilha. Deixe esfriar e coloque na geladeira por, pelo menos, 4 horas. Agora é a hora de fazer os croquetes. Passe primeiro na farinha panko, depois no ovo e na panko novamente. Frite no óleo a 160ºC. Não pode ser quente demais senão o croquete desmancha.

 Serviço: Casinha Comes&Bebes, Al. Lorena, 514 – Jardins

Chef César Santos, de Olinda, lança novo Prato da Boa Lembrança

Mar de Corais do Recife - Greg Rosa_Web.jpg

O litoral da capital pernambucana serviu de inspiração para 17º Prato da Boa Lembrança, do Oficina do Sabor. O Mar de Corais do Recife reúne camarões, polvo, lula e peixe refogados na manteiga de ervas. Como acompanhamentos, arroz cítrico e legumes cozidos arrematam a combinação.

O paredão de corais que circunda e protege o litoral recifense foi o mote necessário para a criação do novo prato. De acordo com César, a cidade, tão cantada e elogiada por quem conhece de perto, merecia essa homenagem, assim como os clientes que visitam o Estado e que sempre levam na memória saudades e sabores da terra. “Já tinha feito outros pratos em homenagem a Pernambuco e a Olinda, agora chegou a vez do Recife. Nada mais justo que revelar os sabores do nosso litoral, de forma refrescante e leve, assim como a nossa capital faz questão de ser”, explica o chef.

Serviço: Restaurante Oficina do Sabor, Rua do Amparo, 335, Cidade Alta, Olinda-PE, tel.: (81) 3429.3331

Bistrô Ó-Chá recebe a Pâtissière Vivianne Wakuda

mesa

Até dia 6 de dezembro, o Bistrô Ó-Chá recebe a Chef Pâtissière Vivianne Wakuda, servindo releituras de doces clássicos inspiradas nos chás da carta da casa.

novembro_590

Opções como a Bavaroise de manga com biscuit champagne levam o biscoito embebido em calda de chá do deserto (R$13), as Madeleines são aromatizadas com o chá Templo do Céu (R$3), a Pavlova, com Diabo no Corpo (R$12).

novembro_629

Não poderiam faltar clássicos já conhecidos da confeiteira, como o Mil crepes de matchá (R$15) e o Choux cream de matchá (R$12). O Chiffon cake de Earl Grey com papoula (R$8) e os Macarons de Chá Preto e Rosas da China, Rooibos Caramelo ou Rooibos Cacau e Laranja (R$5,50) são excelentes opções para harmonizar com chás de sabores contrastantes que podem ser escolhidos com a ajuda da proprietária Mónica Costa, especialista no assunto.

novembro_659

 

Os doces se revezam durante a semana, que trás também um cardápio de almoço especialmente elaborado para celebrar a visita de Vivianne. Sugestões como a Trouxinhas de massa filo com camarão com molho agridoce e purê de cenoura, gengibre e canela (R$38), o Curry verde de vegetais e castanhas com arroz jasmine e pão naan (R$34), o Kebab de cogumelos shitake com glaze de shoyo e salada de papaia verde com amendoim (R$32) e o Hambúrguer de cordeiro com chutney de amora e tabule marroquino (R$38) estão entre algumas das sugestões do dia para esta semana especial.

Serviço: Rua Aspicuelta, 194 – Vila Madalena, tel.: 2737 8001; De segunda a sexta das 11h às 20h; Sábado, domingo e feriados das 10h às 20h
Fotos: Giuliana Nogueira

Dez pratos para curtir o verão no Rio

Cozinha Artagão_VGs grelhados, arroz de tomates assados, stracciatela e vinagrete de chorizo_Alexander Landau (1).jpg

Cozinha Artagão – Entre os pratos principais estão os camarões VG grelhados da casa, com arroz de tomates assados, Stracciatela e vinagrete chorizo (R$ 92). Barra Shopping, loja 147 – Rio de Janeiro. Telefone (21) 2431-9389.

Fratelli_Polvo refogado no azeite_Rodrigo Castro.jpg

Fratelli – No restaurante italiano, vale experimentar o Polipo alla napoletana: polvo refogado no azeite, cebola, tomate, vinho branco, alcaparras e azeitonas, servido com arroz de brócolis (R$ 82). Av. General San Martin, 983 – Leblon. Tel: (21) 2259-6699.

Aconchego Carioca_Salada da terrinha_crédito Berg Silva.jpg

Aconchego Carioca – Boa pedida na casa da chef Kátia Barbosa é a salada da terrinha, preparada com folhas de abóbora, maxixe e castanhas de caju: refrescante e light! (R$ 17,90). Rua Barão de Iguatemi, 379, Praça da Bandeira – Rio de Janeiro. Tel: 2273- 1035.

Sushi Izakaya Mok_Hiyashi Somen_macarrão fininho em dashi_crédito Filico de Souza (4).jpg

Sushi Izakaya Mok – O japonês Sushi Izakaya Mok oferece o hiyashi somen: macarrão fininho gelado em dashi (R$ 22). Rua Vinícius de Moraes, 121 – Lj C – Ipanema. Tel.: 2523 7026.

Quiteria_Salada de Lompo de atum, sementes, misto de folhas e brotos, manga e cupuaçu_foto Rodrigo Azevedo_20151001_170 (4).jpg

Quitéria – Localizado no térreo do hotel Ipanema Inn, o Quitéria destaca-se pela qualidade do cardápio. Elaborada pelo chef argentino Christian Garcia, que possui vasta experiência nas cozinhas mediterrânea e asiática. A cada estação o cardápio é renovado com sugestões sazonais. Entre as opções, salada de lombo de atum, sementes, misto de folhas e brotos, manga e cupuaçu (R$42); salmão curado em cachaça e beterraba, chuchu em conserva, funcho e vinagrete de iogurte (R$41); e salada de queijo de cabra, abóbora e castanhas, vinagrete de mel com alecrim (R$29). Rua Maria Quitéria, n° 27 – Ipanema. (21) 2267 4603

Temporada_Salada de Aspargos trufados, molho de grana padano e azeite trufado_foto Rodrigo Azevedo_20150925_309 (2).jpg

Temporada – O bar localizado no térreo do Hotel Arpoador teve seu cardápio renovado para o verão. Além disso, as charmosas mesinhas foram espalhadas pela calçada, oferecendo atendimento exclusivo a poucos metros do mar. O chef argentino Christian Garcia está à frente da cozinha, e aposta em um cardápio leve e com muita bossa. Entre as opções de entradas, tiradito de salmão com agrião e vinagrete de maracujá com shoyu (R$42); pastel de mariscada preparado com frutos do mar refogados (R$8 cada); e salada de aspargos trufados, molho de Grana Padano e azeite trufado (R$28). Rua Francisco Bhering, n° 65, Arpoador. Tel: (21) 2523 0066.

Complex Esquina 111_Ceviche de Peixe Branco com crips de barôa e páprika_Divulgação-Rodrigo Azevedo (1).jpg

Complex Esquina 111 – O badalado gastrobar Complex Esquina 111 aposta em pratos leves e refrescantes para este verão. Entre as opções, salada de quinoa, com abobrinhas, berinjela, cebola roxa, amêndoas torradas e queijo coalho na chapa (R$24,50); tartare de atum com azeite de baunilha, gomos de laranja e crisps de parmesão (R$33,00); e o ceviche de peixe branco com crisps de barôa e páprica (R$37,50). Rua Maria Quitéria, 111 – Ipanema. Tel.: (21) 3256-9375.

Venga_Atun con tomate_crédito Rodrigo Azevedo (02).jpg

A nova estação pede pratos coloridos e saborosos, como o atum com tomate (R$ 25), servido com crisps de espinafre do iVenga!. Excelente opção para um “tapeo” no fim da tarde. Rua Dias Ferreira, 113/ Loja B. Leblon. Tel.: 2512-9826.

MiamMiam_Spaghetti de pupunha, camaroes, coulis de alho assado e farelo de ervas, pignoles, tomate e azeitonas_FotoRafaelWainberg_117.jpg

No Miam Miam uma das apostas para o verão é o levíssimo spaghetti de pupunha (R$ 58,80). A chef Roberta Ciasca serve o prato com camarões, coulis de alho assado, farelo de ervas, pignoles e azeitonas. De comer rezando. Rua General Góes Monteiro, 34 – Botafogo. Tel.: 2244-0125.

Garden_Cavaquinha Grelhada 04_foto Rodrigo Azevedo.jpg

O Garden, uma das casas mais tradicionais da cidade, aposta na deliciosa cavaquinha grelhada (R$ 132) como tendência de verão. É servida com molho de manteiga “café de Paris” e arroz de amêndoas. Rua Visconde de Pirajá, 631, loja B, Ipanema, Tel: 2259-3455.