Serra da Mantiqueira e seus encantos gastronômicos

serra-da-mantiqueira-11.jpg

Outro dia, li num site que a Serra da Mantiqueira, que vai da região bragantina e passa pelo Vale do Paraíba, fazendo divisa entre os estados de São Paulo, Minas e Rio de Janeiro, foi eleita como o 8º local de área protegida mais insubstituível do planeta.

O estudo publicado pela revista Science foi feito pela International Union for Conservation of Nature e o ranking analisou 78 lugares, que englobam 137 áreas protegidas em 34 países.

A cadeia de montanhas da Mantiqueira inicia perto de Bragança Paulista, passa por Espírito Santo do Pinhal, Santo Antônio do Pinhal, Campos do Jordão, Visconde de Mauá, e se expande majestosa. É conhecida pelas temperaturas amenas, principal atrativo aos turistas que frequentam a região.

monica rangel.JPG

Do lado do Vale do Paraíba, o turismo é desenvolvido e a gastronomia é festejada, graças, em parte, ao trabalho da chef Monica Rangel (foto acima), dona do ótimo restaurante Gosto com Gosto. Monica promove anualmente um festival em torno do pinhão (do qual já fui jurado por dois anos), produto vem das araucárias e é versátil na culinária.

Comentei da matéria  sobre a Mantiqueira (leia texto completo aqui) com o empresário João Staut, de Espírito Santo do Pinhal ~ cidade em que nasci ~ e então falamos sobre os atrativos gastronômicos da serra, nos arredores de Andradas, Poços de Caldas, Pinhal, Águas da Prata, Soa João da Boa Vista.

azeite-de-oliva-produzido-em-andradas-vira-destaque-nacional-g-03112015-095438.jpg

Há produção de azeite em Andradas (foto acima), Machado, Maria da Fé, João me disse. Em Bueno Brandão, há uma produção importante de queijos (www.serradasantas.com.br).

O vinho sempre foi feito em Andradas, graças aos italianos que se instalaram, no século XIX, ao pé da serra. O destaque é para a Casa Geraldo, mas a cidade tem inúmeras vinícolas familiares. Agora, a região ganha nova vinícola de produtos finos, a Guaspari, criada em Pinhal (foto abaixo), e que começa a fazer vinhos dignos dos principais concursos, mundo afora.

guaspari.jpg

Há ainda, na região, a produção de alguns dos melhores cafés do Brasil, com destaque para Espírito Santo do Pinhal, Carmo de Minas (conheci este café numa prova, na Nespresso, esta semana, e é muito bom!), Jacutinga, Lambari.

O local também começa a se destacar por sua gastronomia, com bons restaurantes em São João da Boa Vista. O Opção Trattoria, em Pinhal, é um destaque das boas mesas na serra. A casa faz questão de usar produtos regionais em seus pratos e bebidas, como a polenta feita em moinho antigo, matéria que dei no blog, no fim do ano passado (leia aqui!).

polenta2.jpg

Se as estâncias climáticas da região de Campos do Jordão são há algum tempo um dos principais destinos turísticos da Mantiqueira, desconfio que paulistanos estão agora se voltando para a parte da serra que se estende entre Andradas, Espírito Santo do Pinhal, Águas da Prata.

O local sempre teve vocação para o turismo, mas talvez, antes, não estivesse tão organizada quanto a região de Campos. Mas agora está! Percebo isso quando passo pela estrada que liga Pinhal a Andradas, e vejo as tantas lojas de queijos  artesanais; em visitas ao mercado central, de Poços de Caldas; através da nova produção vinícola de Pinhal; no capricho dos pratos do Opção Trattoria; em pousadas charmosas da região, em que se destacam a pousada do Barthô e a Villa do Poeta, ambas em Pinhal. Se você não conhece ainda, fica a dica! Vale a pena!

opcao1_bx.jpg

Anúncios

‘Feirinha Gastronômica’ faz nova etapa de ‘reality show’

PikNik1602_0004.jpg

Pioneira entre os food parks que tomaram conta do Brasil, a Feirinha Gastronômica agora funcionará no Piknik Faria Lima. No sábado, dia 27, o projeto faz a segunda etapa do seu reality show para procurar novos talentos.

Todos aqueles que sempre sonharam em comercializar suas especialidades e quitutes em food trucks e barracas podem concorrer (veja regulamento no facebook da Feirinha: https://www.facebook.com/FeirinhaGastronomica/?fref=ts)

O melhor ganha uma food bike, criada pela Natural de Rua, no valor de R$ 15.000,00, além de um mês gratuito para comercializar seu produto na Feirinha Gastronômica. O segundo colocado, leva um mês de participação na Feirinha. O terceiro, ganha 50% de desconto no primeiro mês da Feirinha.

Daniela Narciso, criadora da Feirinha, ao lado de Maurício, diz que “os participantes devem chegar ao local com produtos pré-preparados. A primeira avaliação será feita por uma nutricionista, que vai checar o armazenamento da comida, além da temperatura e higiene.”. Daniela diz que a ideia é que cada participante leve a sua especialidade. “Queremos ver inovação, conceito e qualidade.”

“Depois, serão observadas segurança, higiene, técnicas de cozinha e rapidez. Uma pessoa que não tenha rapidez dificilmente conseguirá atender uma média de 400 pessoas, numa barraca, em dia de feirinha”, diz Daniela. A avaliação será de Vera Araújo, docente na disciplina de gestão em A&B e criadora do QG. Consultoria. “Não precisa ser profissional para participar, mas é preciso que o candidato saiba o que está fazendo”, diz Vera.

PikNik1602_04_0006.jpg

Depois, haverá a análise sensorial do prato. Aqui, o que vale é o sabor, a temperatura, o tamanho da porção, relação custo\benefício, apresentação e embalagem (tudo sob o ponto de vista dos clientes de food parks).

 

No dia 16, já houve uma seletiva e apareceram produtos bastante interessantes, como um sanduíche alemão presunto alemão, cream cheese e molho de cerveja da Maria´s Fumaça (foto acima).

Após os dois dias de eliminatórias, 15 novos expositores passam a participar da Feirinha Gastronômica. A primeira do ano acontece no domingo, dia 6 de março, no Piknik Faria Lima.

 

Serviço:

– Premiação dos melhores da Feirinha Gastronômica, sábado, dia 27 de fevereiro (distribuição de senhas das 11h às 18h30), no Piknik Faria Lima.

  Primeira Feirinha Gastronômica do ano, com os 15 melhores do concurso: dia 6 de março (domingo), das 11h às 22h, no Piknik Faria Lima.

 Endereço: Rua Henrique Monteiro, 125, (entrada também pela Avenida Rebouças, 3128), Pinheiros, São Paulo.

 

Aprenda a fazer ‘gazpacho com croquetes de mozzarella’

Fratelli_Sopa fria de tomate, cebola e pimentão com croquetes de mozzarella de bufala_crédito Rodrigo Castro (1)

O chef Massimo Torresan, do Fratelli, no Rio de Janeiro, acaba de revelar a receita de um de seus mais charmosos pratos do menu de temporada: a sopa fria de tomate, cebola e pimentão com croquete de mozzarella.

Gazpacho com croquetes de mozzarella (para 4-6 pessoas)

Ingredientes:

 Tomate maduro 1600g

Cebola 140g

Aipo talo 100g

Pimentão vermelho 250g

Azeite extra virgem 150ml

Goma xantana 3g (opcional)

Folhas de manjericão 10g

Sal e pimenta do reino

Para os croquetes de mozzarella

Mozzarella fresca  200g

Grana Padano 40g ralado

Amido de milho 20g

Óleo para fritar 500ml

Preparo: Lave e limpe das sementes os pimentões, descasque a cebola, lave e retire os fios do talo de aipo, lave os tomates. Corte todas as verduras em pedaços e bata tudo no liquidificador. Peneire e guarde. Lave o copo do liquidificador para retirar resíduos e recoloque nele a sopa peneirada. Junte todos os outros ingredientes e deixe bater bem até ficar cremoso. Guarde na geladeira. Prepare os croquetes esmagando a mozzarella e misturando o queijo ralado e o amido de milho. Assim que ficar uma massa homogênea forme as bolinhas. Frite no óleo. Sirva a sopa gelada num prato fundo e coloque no meio os croquetes ainda quentes. Regue com um fio de azeite e algumas folhas de manjericão

Serviço: Fratelli Barra – Av. Lucio Costa, 2916 – Barra da Tijuca. Telefone (21) 2494 – 6644. Capacidade: 180 lugares. Todos os dias de 12h à 1h. Cartões de crédito: Todos. Cartões de débito – Todos. www.restaurantefratelli.com.br

 

 

Patrimônio nacional agora em cápsulas

 

Capsula_GuaranaBrastemp B.blend Pepper _1

Acabei de saber de uma novidade bem divertida, para amantes de guaraná, como eu. A B.blend, plataforma de bebidas em cápsulas, está apresentando ao mercado seu novo sabor: Guaraná Antarctica. Não é bacana?

É o primeiro sabor após o anúncio da joint venture entre Ambev e Whirlpool, dona da marca Brastemp. O refrigerante, que é um patrimônio nacional, poderá agora ser preparado em casa, numa máquina como esta da foto abaixo.

guaranacartaz

Os ingredientes da cápsula são exatamente os mesmos encontrados na bebida que a gente sempre encontrou pelos quatro cantos do país. Vocês já devem saber disso, mas a preparação é feita na hora, e diretamente no copo, com a mistura de xarope concentrado do guaraná e de água gaseificada, na temperatura e medida ideal para seu gosto. As cápsulas, já disponíveis para venda, terão preço de R$ 1,99. Uma mão na roda, não é? Eu achei!

A B.blend é uma plataforma que permite o desenvolvimento de novos sabores e customização de bebidas de acordo com preferências regionais, e influência dos próprios consumidores. Disponível nas cores grafite, pimenta e berry, tem cilindro de gás e filtro, e pode ser encontrada no site B.blend, televendas, em  quiosques da marca e também em lojas da rede Fast Shop.

3-ims-de-geladeira-propaganda-do-guarana-antarctica-21749-MLB20216928922_122014-O3-ims-de-geladeira-propaganda-do-guarana-antarctica-21749-MLB20216928922_122014-O3-ims-de-geladeira-propaganda-do-guarana-antarctica-21749-MLB20216928922_122014-O

 Capsula_GuaranaCapsula_GuaranaCapsula_Guarana

Aprenda a fazer bacalhau com natas

El Gordo_bacalhau com natas_crédito Sergio Greif

(Receita do restaurateur Nuno Almeida, do El Gordo, do Rio de Janeiro)

  Ingredientes

 150g de bacalhau desfiado

2 batata inglesa médias

1 cebola média picada

3 dentes de alho picados

150 ml de creme de leite

200g de queijo parmesão ralado

Sal, pimenta do reino e noz moscada à gosto

50ml de azeite

1 colher de sopa salsinha picada

2 azeitonas

 Modo de preparo

 Cortar a batata em fatias finas e cozinhar. Separar. Em uma frigideira, dourar a cebola e alho no azeite. Adicionar o bacalhau, o sal, a pimenta do reino e a noz moscada à gosto e mexer. Acrescentar o creme de leite. Em um outro recipiente, intercalar a batata com o creme de bacalhau. Finalizar com um camada de queijo parmesão e levar ao forno a 280º para gratinar por 10 minutos. Retirar do forno e decorar com a salsinha e as azeitonas.

 Serviço: El Gordo Tapas Bar,  Av. Gen. San Martin, 1219 – Leblon, Rio de Janeiro – RJ, 22441-014. 

Foto: Divulgação

Receita: torta de frango de liquidificador

Torta de frango de liquidificador

Ingredientes:

Massa:

1 xícara de chá de leite

1 xícara chá de óleo

4 ovos

1 xícara de chá de farinha de trigo

3 colheres de sopa de queijo parmesão

sal a gosto

Recheio:

1 cebola picada

1 tomate picado

1 pitada de orégano

1 xícara de chá de leite

1 lata de ervilhas

3 xícaras de chá de frango cozido e desfiado

2 colheres de sopa de farinha de trigo

1 colher de sopa de manteiga

sal a gosto

 Modo de preparo

Recheio: Doure a cebola na manteiga e misture o frango desfiado, o tomate, o orégano e o sal. Refogue por cinco minutos, mexendo de vez em quando. Dissolva a farinha no leite e junte aos demais ingredientes da panela, mexa até engrossar ligeiramente. Para finalizar, misture as ervilhas e aguarde esfriar para utilizar.

Massa: Coloque todos os ingredientes da massa no Liquidificador Black+Decker e bata até obter uma mistura homogênea. Transfira metade da massa para uma assadeira média untada com manteiga e farinha de trigo, distribua o recheio reservado e cubra com a massa restante. Deixe assar por 35 minutos ou até a massa ficar dourada.

 Receita: www.blackedecker.com.br

Foto: divulgação

Sete feijoadas para comer no Rio de Janeiro

Academia da Cachaça - Feijoada 1 - Berg Silva.jpg

O Carnaval acabou, mas o verão continua aí, e ainda tem Olimpíadas este ano. Prato mais do que clássico da Cidade Maravilhosa, a feijoada é servida em cada esquina. Selecionamentos ótimas dicas para quem está no Rio, ou pretende passar por lá em breve.  

Academia da Cachaça – Preparada com carnes nobres como charque, paio, linguiça fina, lombo e costelinha vem com uma dose de cachaça, mel e limão para acompanhar. Além disso, o prato ainda chega com arroz branco, couve refogada e farofa (R$ 88,90 para duas pessoas) – foto acima.

Aconchego Carioca_bolinho de feijoada_crédito Berg Silva.jpg

Aconchego Carioca – De autoria da chef Kátia Barbosa, o bolinho de feijoada é uma das mais famosas criações do Aconchego Carioca. Por lá, o petisco que é a cara do samba ainda vem acompanhado de torresmo e de uma batidinha de limão (R$ 28,80 – 4 unidades).

Botequim Informal - Feijoada - Foto Rodrigo Castro - 01 - Imprensa.jpg

Botequim Informal – Em todas as filiais da rede, o prato chega completo, em caldeirões de barro individuais e serve duas pessoas. Leva paio, carne-seca, toucinho, tudo no caldeirão de feijão (R$ 71,50 – duas pessoas). Para completar o ritual, torresmo, arroz branco, farofa e malagueta, laranja-bahia ou seleta.

Cota 20 Restaurante_Feijoada_Credito Tomas Rangel (3)_resize.jpg

Cota 200 Restaurante – Localizado no Morro da Urca, o Cota 200 Restaurante apresenta uma grande novidade. Todo sábado o restaurante oferece uma feijoada, de 12h às 16h. O bufê inclui ainda sobremesas diversas com doces típicos brasileiros. Reservas: 2543-8200 ou www.cota200restaurante.com.br (R$74,90). Entrada para o Bondinho gratuita e exclusiva mediante a reserva.

Garden_Feijoada do Rio_foto Rodrigo Azevedo.jpg

 Garden – A tradicional feijoada do local acontece aos sábados de 12h às 18h. Um bufet de feijoada completa  com tem arroz, farofa, couve mineira, torresmo, linguicinha frita e laranja. Outra novidade para esse período é uma carta só de caipirinhas, que podem ser feitas com cachaça Salina (R$ 16,50), Lua Nova (R$ 16,50) e Ypioca (R$ 14,50). As opções de sabor são limão, lima da pérsia, morango, maracujá, abacaxi, uva, caju, tangerina, tangerina com gengibre, kiwi e melancia.

Naturalie Bistrô_ feijoada veggie _Alexander Landau_DSC6625 (9).jpg

Naturalie Bistrô – Para quem é fã de feijoada, mas prefere uma receita mais leve e saudável, a chef Nathalie Passos aposta em uma versão sem glúten e sem lactose. A feijoada veggie, conhecida por ser um dos pratos carros-chefes da casa, é feita com feijão com abóbora, tofu defumado, arroz integral com linhaça, couve e farofa de cenoura (R$ 29,90).

Nanquim_Feijoada_foto Rodrigo Azevedo (4).jpg

Nanquim – O cardápio é alterado diariamente e possui bufê de frios, com saladas, pratos quentes e sobremesas. Toda sexta-feira e sábado, além do cardápio usual, é servido uma feijoada só com carnes magras, acompanhada por batidinhas de limão por conta da casa. (R$91,30 o quilo).

Serviços:

 Academia da Cachaça Leblon – Rua Conde Bernadote, 26/ lojas E, F e G. Tel.: 2529-2680/ 2239-1542. Capacidade: 180 lugares. Domingo a quarta das 12h à 01h; Quinta a sábado das 12h às 02h.

Aconchego Carioca – Rua Barão de Iguatemi, 379, Praça da Bandeira – Rio de Janeiro. Capacidade: 86 lugares. Tel: 2273- 1035. Terça a sábado, 12h às 23h; domingo, 12h às 17h.

Botequim Informal Niterói: Avenida Quintino Bocayuva 151, lojas 103, 104 e 105, São Francisco, Niterói. Tel.: 2610-3031 (144 lugares). Horário de funcionamento: Segunda a quinta, 12h até 1h. Sexta e sábado de 12h até 3h, e domingo 12h até 1h.  Botequim Informal Barra (NYCC) – Av. Américas 5000 / lojas 119 e 120, Barra da tijuca. Tel.: 21 2408-3105. 200 lugares. Todos os dias a partir das 12h até o último cliente.

Cota 200 Restaurante – Av. Pasteur, 520, Urca – Rio de Janeiro. Tel: 2543-8200. Segunda e terça das 12h às 19h. Quarta, quinta, sexta, sábado e domingo das 12h à meia noite.

Garden – Rua Visconde de Pirajá, 631, loja B, Ipanema, Cep: 22410 001. Tel: 2259-3455. Capacidade: 100 lugares. Horário: De seg. a sáb., das 12h às 1h, dom., das 12h às 18h Cc.: Mastercard, Dinners e Visa. Manobrista. www.gardenrestaurante.com.br

 Nanquim Flamengo – Rua do Pinheiro, n°10 – Flamengo. Tel: (21) 2556-5119 (160 lugares). Segunda à sexta de 12h às 15h30; sábados, domingos e feriados de 12h às 16h. Cc: todos. Cd: todos. www.restaurantenanquim.com.br

Naturalie Bistrô – Rua Visconde de Caravelas, 11 – Botafogo. Tel.: 2537-7443. Número de lugares: 80. Horário de funcionamento: De segunda a sábado das 11h30 às 16h. Sábado e domingo de 12h às 17h. Cartões de crédito: todos. Cartões de débito: todos.www.naturaliebistro.com.br

Fotos: divulgação

 

Aprenda a fazer esfiha doce de banana

EsfihaDoce Arabesco

Esfiha Folhada de banana com sorvete

 Ingredientes:

½ kg de massa folhada árabe (encontra-se pronta em casas especializadas)

3 bananas pequenas (cortadas em lascas)

1 xícara de açúcar

6 bolas de sorvete de creme

 Modo de preparo:

A massa folhada comprada pronta vem como um rolo de massa de pastel, em formato cilíndrico. A primeira etapa é desenrolar a massa e cortar em quadrados ou losangos de 2 a 3 cm de largura para fazer cada esfiha. Depois de cortadas devem ser abertas para que o recheio deva ser colocado – reserve. Em seguida descasque as bananas, tire toda a casca e corte em lascas bem finas. Após isso, é hora de rechear as esfihas. Colocar aproximadamente 2 colheres de sopa das lascas das banana em cada uma. Regue as esfihas com açúcar.

 Montagem:

Depois de tiradas do forno, as esfihas devem estar crocantes. Sirva com uma bola de sorvete de creme.

 Rendimento: 6 unidades Dificuldade: fácil Tempo de preparo: 1 hora

 Serviço: Arabesco, Rua Doutor Homem de Mello, 494 – Perdizes, Tel: (11) 3872-8164

Foto: Divulgação