Brasil terá mais queijos franceses

_queijosRegião francesa famosa pela produção de alguns dos melhores vinhos do mundo, a Borgonha tem também outras riquezas gastronômicas, como mostardas, a receitade Bœuf Bourguignon, além de queijos de sabores únicos, criados segundo modos tradicionais, transmitidos de geração a geração.

O Centre National Interprofessionnel de l’Économie Laitière ou, em português, Centro Nacional Interprofissional da Economia Leiteira traz agora ao Brasil alguns dos queijos que representam a produção da região. São eles o Chaource, o Époisses, o Soumaintrain e o Brillat-Savarin, que têm cremosidade e notas lácteas acentuadas.

Os queijos que serão trazidos ao país são produzidos pela família Lincet, que se dedica a essa arte há cinco gerações. Originalmente do Marne, a família transferiu sua sede para Saligny, no coração da Borgonha, em 1957, quando adquiriu uma pequena empresa de laticínios e se especializou na fabricação do tradicional queijo Saint Florentin.

Os queijos Lincet são produzidos com leite integral de vaca segundo métodos tradicionais, buscando sempre a mais alta qualidade. Cada um possui particularidades e qualidades próprias, mas a produção tem início em um processo único desde a coleta, a moldagem e a drenagem.

Após a drenagem, os queijos são virados e salgados a seco. Os produtos frescos são então “secos” e acondicionados por dois dias. Os queijos maduros são enviados para as salas de maturação por um período mínimo de duas semanas e é durante este tempo que se forma a casca branca característica, permitindo que o queijo amadureça e desenvolva seu aroma distinto.

Já os queijos de casca lavada são lavados e transformados a mão de três a quatro vezes por semana com Marc de Bourgogne ou água salgada, para ajudar a desenvolver seus sabores e aromas característicos.

Confira abaixo as particularidades dos próximos lançamentos:

Chaource (A.O.P.*)

Queijo macio, possui casca aveludada (mofo branco) e massa mole, levemente salgada e suave. Ele é cremoso debaixo da casca e branco, macio e quebradiço no centro. Apresenta sabor lácteo amanteigado de avelã com aroma de cogumelos e creme fresco (queijos jovens).

Soumaintrain (I.G.P**)

O Soumaintrain passa por uma maturação com lavagens frequentes durante um período de seis semanas a dois meses. Devido às várias lavagens, sua casca é naturalmente enrugada e úmida, de cor bege claro. Queijo macio de massa mole, possui textura cremosa e cor marfim tendendo para amarelo pálido. Traz sabor suavidade à boca com sabor equilibrado, um toque de acidez (lácteo) e aroma intenso. Dependendo da estação, pode trazer sabores vegetais mais ou menos intensos.

Brillat-Savarin maturado (I.G.P**)

Também um queijo triplo-creme de leite integral de vaca. Macio, de massa mole e casca aveludada (mofo branco), possui massa uniforme de cor marfim, com aromas de cogumelo e creme e textura cremosa e suave. Seu sabor é ligeiramente ácido (sabor lácteo) e salgado e tem aromas delicados de creme e manteiga.

Brillat-Savarin aromatizado
Essas versões aromatizadas ganham toques de gengibre, cramberry, mamão, trufa, alho e ervas finas, entre outros.

* A.O.P. – Apellation d’Origine Protegée. Em português DOP – Denominação de Origem Protegida
** I.G.P – Indication Géographique Protégée. Em português IGP – Indicação Geográfica Protegida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s