Já foi ao novo Fôrno? Pois então vá!

ambiente9


Esta semana fui conhecer o novo Fôrno, casa nova dos mesmos sócios do Holy Burger, um restaurante casual que serve sanduíches, embutidos e pizzas de fermentação natural, tudo feito na casa.

ambiente10.jpg

 Localizado no centro de São Paulo, rua Cunha Horta, 70, bem pertinho do Holy, tem cardápio enxuto, com cardápio desenvolvido por Filipe Fernandes. Os sanduíches são criados com quatro tipos de pães feitos na casa – focaccia, ciabatta, brioche e campagna. As quatro pizzas são de fermentação natural – 48 horas, são elaboradas com farinha napolitana 5 Stagioni, conta o empresário Gabriel Prieto, sócio do local. Outro destaque na casa é a coquetelaria, onde há clássicos e opções de própria autoria.

ambiente11

 Com projeto de Herbert Holdefer, o mesmo do Holy Burger, o Fôrno foi projetado no primeiro andar de uma casa do ano de 1860 na Vila Buarque. Tem cozinha aparente, e é um misto das salumerias de Milão e delis nova-iorquinas. Exemplo de projeto que deu certo, não apenas de ambiente, mas em seu conjunto.

Calabresa (1).jpg

Tudo o que eu comi estava ótimo (provei a schiaccata, pizza de marguerita, sanduíche de pastrami, o cubano e o hot dog)! Mas, na dúvida, vá de sanduíche de pastrami feito na casa. Será um dos melhores da sua vida. Segue abaixo o cardápio, que tem preços ótimos.

Cubano (6).jpg

O Cardápio

Entradas

Heritage Tomato Salad (R$ 23) – Salada de cinco tipos de tomate, ricota e ervas.

Carne Cruda (R$ 35) – Wagyu, Grana Padano, azeite, sal, pimenta e limão.

Burrata (R$ 15) – Burrata, tomate confitado, pesto e azeite.

Schiaccata (R$ 20) – “Pizza amassada”, Grana Padano, rúcula, burrata, cebola roxa e azeite.

Tábua de frios (R$ 33 e R$ 50) – Seleção do dia de embutidos e queijos.

Heritage Tomato Salad (5).jpg

 Pizzas

Calabreza (R$ 28) – Molho de tomate da casa, calabresa artesanal curada e cebola roxa.

Margherita (R$ 25) – Molho de tomate da casa, Scamorza e manjericão.

Marinara (R$ 23) – Molho de tomate da casa, alho, cebola roxa e Grana Padano 18 meses.

Prosciutto (R$ 35) – Molho de tomate da casa, Scamorza, rúcula e presunto cru.

Marguerita (3).jpg

 Sandwiches

Cubano (R$ 23) – Ciabatta, presunto cozido feito aqui, maionese e picles de cebola roxa.

Pastrami Sandwich (R$ 40) – Pão de campagna, pastrami feito aqui, picles caseiro e mostarda.

Hot Dog (R$ 15) – Pão de brioche, salsicha Frankfurt, maionese de Tabasco Chipotle e picles de cebola roxa.

Focaccia Basilica (R$ 25) – Focaccia, mozzarela, pesto e tomate confitado.

Prosciutto (1).jpg

Sobremesas

Mousse de chocolate (R$ 20) – Chocolate belga 80%, raspas de laranja e Bourbon.

Pudim na Latinha® (R$ 16) – Sim, é o mesmo do Holy Burger!

Donuts (R$ 15) – Donuts

Coquetéis

Na carta de coquetéis, clássicos como Negroni, Manhattan, Old Fashioned, Fitzgerald, Ny Sour, e os assinados Smoked Boulevardier, Fôrno G&T e Milano Torino.

menu_cocktails

 Serviço:

R. Cunha Horta, 70, V. Buarque, (11) 2645-9499

Horário de funcionamento:  Terça à quinta das 19h à 0h. Sexta até à 1h; Sáb. 12h/1h; dom. 12h/23h; fechado às segundas.

Solli, primeiro supermercado 100% orgânico do Brasil

sollis

Planejado e desenvolvido pelos jovens irmãos Rodrigo e Thiago Fayrdin, o Solli é oficialmente o primeiro supermercado 100% orgânico do Brasil. São 140 m², em Pinheiros, em São Paulo,  com mais de 2 mil itens, entre produtos de limpeza, rações de animais domésticos e artigos de higiene, passando por mercearia, laticínios, carnes, refrigerantes, bebidas alcoólicas e guloseimas – todos identificados com a chancela do Ministério da Agricultura, que comprova a certificação dos produtos como orgânicos “de verdade”.

O Solli aposta também em variedades que ganham pouca atenção da indústria e PANCs, plantas alimentícias não convencionais. Uma estante é dedicada ainda a frutas e verduras que estão fora do padrão estético, mas em perfeitas condições, ofertadas a preços mais acessíveis. Todos esses produtos são garimpados pela dupla, que visita pessoalmente cada um dos fornecedores, muitos deles de agricultura familiar e pequenas cooperativas, em busca de boas histórias. Com esse trabalho, os irmãos buscam fortalecer a cadeia de produção sustentável, ajudando assim a restaurar biodiversidades locais e reduzir os impactos ambientais, garantindo também a remuneração justa desses produtores.

Variedade de produtos

Cenouras brancas, couve flores roxas e as beterrabas amarelas são alguns dos produtos da casa, que tem pluralidade dos alimentos, todos sujeitos à sazonalidade, aparecendo nas prateleiras somente durante algumas épocas do ano – algo que ocorre com a maioria dos produtos do Solli. Há inda taioba, ora-pro-nobis, entre outros produtos da moda na gastronomia dos restaurantes nacionais.

O Solli possui ainda uma seção especialmente dedicada a frutas e verduras fora do padrão estético: são alimentos de coloração diferente, formatos alterados e texturas imperfeitas, mas todos em plenas condições de consumo. Ali, eles são ofertados a preços mais acessíveis, como uma maneira de reduzir o desperdício da loja e evitar que sejam injustamente descartados. Os alimentos que acabam ficando para trás são compostados e transformados em adubo orgânico, que é doado na própria loja. Bacana, né?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Serviço: Solli Orgânicos e Naturais
Avenida Pedroso de Morais, 816, Pinheiros – São Paulo, SP
De segunda a sexta-feira, das 9h às 20h; 

Aos sábados, das 9h às 16h;
Domingos e feriados, das 10h às 16h. 
www.vemprosolli.com.br 
www.instagram.com/solliorganicos

Dia dos pais: sugestões de restaurantes e passeios

Para o pai gourmet

Bistrot de Paris_Bacalhau_Wellington Nemeth (1).JPG

O chef Alain Poletto criou dois pratos especiais para servir no Bistrot de Paris no próximo dia 13 de agosto. Para celebrar o Dia dos Pais o restaurante vai oferecer no almoço de domingo o Bacalhau assado e tapenade de azeitonas pretas, emulsão de azeite e ervas frescas (R$78) – foto acima – e Picanha de cordeiro em baixa temperatura com tomate provençal servida com farofa de pão e alho e gratin dauphinois (R$72). Uma garrafinha de licor de limão e baunilha, produzida artesanalmente por Poletto, será o presente do restaurante para os pais no dia. Endereço: Rua Augusta, 2542 – Jardim Paulista, Telefone: (11) 3063 1675 / www.bistrotdeparis.com.br

 Para o pai que gosta de badalação

Os chef Fellipe Zanuto e Lucas Dante criaram um prato especial para servir no Hospedaria no almoço de domingo, 13 de agosto, em comemoração ao Dia dos Pais. Somente nessa data, o badalado restaurante da Mooca servirá um Stinco de cordeiro braseado lentamente em seu próprio suco com chalotas e alho porro acompanhado de batata rústica (R$120). O prato serve duas pessoas.

 Para o pai amante da gastronomia italiana 

Pina_Stinco de vitelo ao molho de ervas mediterrâneas com polenta cremosa ao creme de queijo parmigiano_JC Gonçalves (3).jpg

Para celebrar o Dia dos Pais no domingo, 13 de agosto, o chef Riccardo Rossi criou três pratos exclusivos para servir no almoço do Pina. Somente nessa data, quem optar pela comemoração à moda italiana no charmoso restaurante, encontrará como sugestões para principais o Stinco de vitelo ao molho de ervas mediterrâneas com polenta cremosa ao creme de queijo parmigiano (R$68) – foto acima-, o Ravioli de batata e funghi porcini com trufa frescas (R$64) ou Risotto ao tartufo fresco com pernil assado a baixa temperatura com molho de mel de laranjeira (R$72). Endereço.: R. Jacurici, 27 – Itaim Bibi, Telefone: (11) 3071 2501

Para os dia dos pais, o restaurante Italy sugere um pacote de almoço  apenas para o delivery da unidade Market Place por um valor fechado.  A sugestão – para compartilhar entre duas e três pessoas, é composto por entrada,  prato principal e um vinho por apenas: R$ 139. Como entrada, a opção é foccacia feita na casa. Já  as opções de pratos principais são:  Porchettina (Porquetinha de leitão assada à pururuca com tagliatelle na manteiga e sálvia), Agnolotti recheado de vitela ao molho 3 queijos, Lasagna clássica à bolonhesa com massa de espinafre ou o famoso Trenette com filé mignon, cogumelos, tomate fresco e manjericão. E  para acompanhar, uma garrafa de vinho Cono Sur Bicicleta Cabernet Sauvignon. Quem quiser completar a refeição, é possível também pedir de sobremesa o clássico Tiramisú (R$ 40) que serve até duas pessoas. Os pedidos devem ser feitos com antecedência pelo telefone (11) 5183-3563 (válido apenas na unidade Market Place). Shopping Market Place – Av. Chucri Zaidan, 902 – Vila Cordeiro, Tel.: (11) 5183-3563.

Zucco_paleta de cordeiro ao forno com batatinhas coradas_Peu Reis 01.jpg

Para celebrar o Dia dos Pais no próximo dia 13, as duas unidades do restaurante italiano Zucco Jardins e Zucco Cucina no Morumbi, servirão um prato exclusivo para quem optar por comemorar a data no restaurante. Como sugestão, a casa vai preparar a Paleta de cordeiro assado no forno a lenha servido com batata bolinha e brócolis (R$ 76) – foto acima. Bebidas e serviço deverão ser pagos à parte. Zuca Jardins, Rua Haddock Lobo, 1.416, Jardim Paulista, tel: (11) 3897 0666 e Zucco Cecina, Av. Roque Petroni Júnior, 1089, Morumbi – Piso Lazer / Área Gourmet, tel: (11) 5181 1092.

 Para o pai que gosta de belos cenários

Para celebrar o Dia dos Pais no próximo dia 13, o restaurante Praça São Lourenço preparou sugestões exclusivas para servir na data. A mesa de entradas com mais de 20 sugestões contará com sardella, alitchela, pasta de gorgonzola, pasta de pimenta verde com cream cheese, dentre outros antepastos. Entre as saladas, a sugestão especial do dia é a de soja com bacalhau. Já para principais, além das 20 opções dispostas no bufê, o Pernil de cabrito assado na lenha com batatas coradas e alho confit, farofa de castanha com frutas é a novidade para a comemoração. A mesa de sobremesas contará com sete sugestões de bolos, dentre eles o de aipim, chocolate e limão, além das madalenes de chocolate e laranja e a torre de tartelete de frutas. O almoço especial custa R$ 125 por pessoa. Crianças de até 05 anos são isentas, e crianças de 06 e 10 anos pagam 50% do valor. Os preços não incluem bebidas, serviço e valet. Endereço: R. Casa do Ator, 608, Vila Olímpia,  Telefone: (11) 3053-9300.

unnamed

O chef Massimo Barletti, do restaurante Kaá, criou uma sugestão especial para  próximo dia 13 de agosto, Dia dos Pais: o lombo de cordeiro em crosta de ervas com cuscuz marroquino ( R$ 78). “É um prato encorpado que agrada os paladares masculinos”, explica o chef. O prato será servido apenas na data. Outra ação do restaurante para o dia especial será na compra de um Vinho Novas Gran Reserva Cabernet Sauvignon Safra 2014, na qual o cliente  ganha uma linda wine bag preta em courino personalizada, em parceria com a importadora La Pastina. Há apenas 20 itens disponíveis. Por isso, o restaurante recomenda reservar com antecedência. Av. Juscelino Kubitschek, 279 – Vila Nova Conceição, Telefone: (11) 3045-0043.

Para o pai cervejeiro

No dia 13 de agosto, das 13h às 16h, o brewpub Les 3 Brasseurs terá a seguinte promoção: o pai almoça, saboreia uma boa cerveja e ainda leva para casa um mimo, tudo por R$ 94 (um prato + 500ml de cerveja + caneca + caricatura). Há 3 pratos principais: medalhão suíno, queijo camembert derretido na carne e molho ao vinho tinto cabernet, servido com legumes a la provençal); risoto de picadinho de filet mignon ao molho de cerveja) e Flamme Paulistana (mussarela, tomate cereja, lascas de parmesão, presunto cru, rúcula e manjericão) e 500 ml de cerveja (blanche, blonde, ambrée ou Itaim). O pai ainda recebe a caneca de 500ml com a caricatura dele feita na hora. Rua Jesuíno Arruda, 470, Itaim Bibi, Tel: (11) 3167 -4145

Para o pai que pretende passar a data em casa

318201_720558_pecan_pie.jpg

A Ghee Banqueteria tem opções de entradas, pratos principais e sobremesas que prometem deixar o domingo ainda mais especial. Com opções Gheelivery ou para retirar diretamente na Ghee, o cliente pode montar o cardápio da forma que quiser: completo ou apenas com alguns pratos. Todos os alimentos são acondicionados em embalagens aptas a irem ao freezer e micro-ondas. Acompanha guia de instruções para finalização de cada item selecionado para garantir o sucesso de sua recepção. Os pedidos podem ser feitos até o dia 09/08/2017, e retirado na cozinha da Ghee até 12/08/2017, entre 11h e 14h. Se preferir, pode ser entregue mediante taxa de R$ 90. na foto, Pecan Pie (1 unid) R$ 180,00 – foto acima. Informações: www.ghee.com.br

Para o pai descolado 

Sediados no centro da cidade de São Paulo há quase três anos, o bacana Holy Burger, dos sócios Filipe Fernandes, Gabriel Prieto e Marcus Vinicius apresenta um menu super legal para o dia, além de uma taça de vinho aos pais que estiverem na casa no dia 13. Entre os destaques, prove o “Hambúrguer do Mês”, o Jelly Burger, que figurou o primeiro cardápio da casa em 2014 e é composto por um disco de carne com 160g, com queijo brie, servido no pão de brioche feito na casa, por R$ 27. A opção estará disponível até o dia 31 deste mês. Rua Dr. Cesário Mota Jr, 527, Centro, tel: (11) 4329-9475

Presentão cheio de sensações

fleishman_strip_99219_1_full.jpg

O Grand Hyatt São Paulo preparou uma programação especial em celebração do Dia dos Pais. Em parceria com Cervejaria Premium Paulista, Madalena, hotel oferece pacote com kit de cervejas especiais, beer tour e workshop com especialista em cervejas. Além da hospedagem, Day Spa Super Pai e Wine Pass são opções de presentes. No domingo, 13/8, Brunch Dia dos Pais é sugestão para hóspedes e clientes.

Entre os dias 12 e 13 de agosto, o pacote Dia dos Pais é uma oportunidade de conhecer mais sobre o universo cervejeiro. A experiência inclui kit de cervejas da Cervejaria Paulista Premium, da marca Madalena, composto por três variantes: (Lager + Bohemian + Weiss). No sábado, 12, acontece um workshop de harmonização ministrado pelo Sommelier de Cervejas da marca. A experiência inclui também voucher para Beer Tour nas instalações da cervejaria, localizada na cidade de Santo André, no ABC Paulista, onde os visitantes poderão conhecer as etapas do processo produtivo da cerveja.

O pacote de hospedagem Dia dos Pais também oferece café da manhã no restaurante C-Cultura Caseira – com pães, frios, bolos, frutas frescas e outras delícias, além de estacionamento para um veículo e late check-out até às 15h.

O Day Spa Super Pai, do hotel, presenteia pais que precisam de tranquilidade de relaxamento físico. Com duração de duas horas, o tratamento inclui escalda pés, reflexologia e massagem – shiatsu ou esportiva – com óleo natural healing muscle, que contém oito óleos essenciais e óleos vegetais brasileiros de Andiroba e Copaíba, conhecidos por seus efeitos de relaxamento muscular, antissépticos e anti-inflamatórios. A terapia tem valor de R$ 400 e inclui acesso as áreas de lazer do hotel, incluindo piscina interna aquecida e externa, sauna e fitness center durante todo o dia, com três horas de estacionamento cortesia.

Os pais que apreciam vinhos podem apreciar o Wine Pass, voucher de acesso para todas as edições do projeto Grand Wine Club, que acontece bimestralmente e traz em cada encontro temas relacionados ao encantador mundo dos vinhos para os apreciadores da bebida. O voucher tem valor de R$ 220 por pessoa.

No domingo, 13, o Grand Hyatt São Paulo oferece o Brunch de Dia dos Pais. O destaque deste domingo será para as estações de degustação de cervejas especiais, além da gincana entre pais e filhos. O menu exclusivo preparado pelos chefs Thierry Buffeteau e Val Fernandes inclui: buffet de frios e saladas, pratos quentes, churrasco nos jardins do hotel, chopp à vontade, além de uma mesa de sobremesas, preparada pela Chef Laura Gonzalez. Para completar o clima descontraído e familiar, o hotel disponibiliza recreação monitorada, oficina para crianças, gincana entre pais e filhos e brinquedos. O valor do Brunch é de R$ 180 por pessoa. Crianças de até 5 anos são cortesia e de 6 a 12 anos, pagam 50%. Mais informações: www.hyatt.com

Para o pai que gosta de mar

O Sofitel Guarujá Jequitimar, considerado o resort mais completo do litoral paulista, preparou uma programação, na qual pais e filhos se unem em um final de semana especial e gastronômico.

O destaque fica para a gastronomia com cardápio especial nos três restaurantes, Brisa, Mar Casado e o francês Les Épices. Nas noites de sexta-feira (11) e sábado (12), o Les Épices oferece jantar com harmonização de vinhos realizada pelo sommelier da casa. De entrada, ovos poche crocante com fricassé de cogumelos paris e azeite de trufas. Outra opção de menu é a trilogia de ceviche com salmão, robalo e camarão. O prato principal é um jarret de cordeiro cozido com demi-glace, polenta cremosa com mouriles ou tagliatelle negro com frutos do mar. Para a sobremesa, o Les Épices oferece a bola dourada de chocolate com sorvete de iogurte, frutas vermelhas do bosque e calda de chocolate branco. A segunda opção é o mousse tropical com chips de banana da terra. A praia na frente do hotel é um charme.  www.sofitel.com

Italy tem novo chef: David Kasparian. Aprenda receita de spaghettini com camarão e limão siciliano

Chef David kasparian, Italy, foto Mário Rodrigues.jpg

O jovem David Kasparian é o novo chef do restaurante Italy, na rua Oscar Freire. Com passagem por restaurantes premiados, como The Fat Duck (Londres), Picollo Lago (Itália) e Blue Hill (New York), ele já trabalhou no Piselli e no Bistrot de Paris.

Ele chega ao Italy com a proposta de uma cozinha autoral. “No Italy, quero aplicar técnicas modernas, mas sem me distanciar dos pratos clássicos”, diz. O chef ainda ressalta que pretende trabalhar com pequenos produtores. “Acredito que isso fará a diferença no resultado final”. Fui conhecer seus pratos na semana passada e ele manda bem. Provei o spaghettini com camarão e limão siciliano e o tiramissu, que é divino. Segue a receita da massa para vocês.

Spaghetini de camarão, Italy, foto Mário Rodrigues.jpg

Ingredientes:

100g Spaghettini “grano duro”

80g de camarões limpos e cortados em pedaços

40g de manteiga

20g de suco de limão siciliano

20g de vinho branco

20g de pistache torrado cortados em pequenos pedações

15g de azeite extra virgem

10g de cebola picada

sal a gosto

raspas de limão siciliano

Modo de preparo: Em uma panela com água fervente, cozinhe o spaghettini até que fique al dente. Enquanto a massa cozinha, aqueça o azeite em uma frigideira em fogo médio e doure os camarões. Acrescente a cebola picada, até que fique levemente dourada e deglaceie com vinho branco. Adicione a manteiga, o suco de limão e o spaghettini cozido. Tempere com sal, e finalize com pistache e raspas de limão. Sirva.

Serviço: Rua Oscar Freire, 450 – Jardins, Tel.: (11) 3168-0833; Shopping Market Place – Av. Chucri Zaidan, 902 – Vila Cordeiro, Tel.: (11) 5183-3563

 

Minas gerais lança 2ª edição do Mapa Cervejeiro

cervejas_brasil.png

Nesta terça-feira, dia 27, será lançado no Lamas Brew Shop, em Belo Horizonte, a segunda edição do Mapa Cervejeiro de Minas. Ao todo, a publicação traz a indicação geográfica de mais de 70 cervejarias, em 40 cidades mineiras, além de 48 bares, restaurantes, hotéis, eventos e lojas de insumos cervejeiros.

 De acordo com a organizadora do circuito, Cindra Gomes, houve um aumento de mais de 20% no número de empreendimentos cervejeiros em comparação com a edição de 2016. “No ano passado, tínhamos 49 cervejarias registradas. Neste ano, são mais de 70. E ainda temos conhecimento de mais de dez cervejarias que estão aguardando a aprovação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para começar a funcionar”, destaca.

 “O mercado de cervejas especiais tem crescido muito, especialmente em Minas Gerais. O Mapa é uma ótima iniciativa para fomentar o setor, contribuindo para o crescimento de todos”, ressaltou o cervejeiro José Bento Valias Vargas, sócio do Lamas Brew Shop BH – casa especializada em equipamentos e insumos cervejeiros.

O Mapa Cervejeiro é uma iniciativa da Estrela Brasil Produções, com o patrocínio da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig) e apoio do Sindbebidas-MG, Lamas Brew Shop e da Confraria do Malte.  O guia pretende fomentar um circuito de experiências, consolidando Minas Gerais como um Estado de referência em boas cervejas. “Nosso objetivo é mostrar um panorama favorável à atividade turística cervejeira para negócios, além do turismo de experiências”, destaca Cindra.

A publicação terá uma tiragem de 10 mil exemplares, divididos em dois lotes. O primeiro lote será distribuído gratuitamente nas cervejarias parcerias e o segundo lote será vendido pelo valor máximo de R$ 5, como forma de promover a sustentabilidade do projeto.

Cenário

Minas Gerais é o segundo estado do país em volume de produção, com mais de 13,5 bilhões de litros (dados de 2013) – ficando atrás apenas do Rio Grande do Sul. Além disso, a capital mineira tem a maior relação de bares por habitante no Brasil, com mais de 12 mil estabelecimentos, no total.

O mapa cervejeiro continua acompanhando o crescimento deste segmento, de forma sistêmica, consolidando e fortalecendo seu propósito de ser uma plataforma que agregue e promova ações da atividade turística da cadeia produtiva da cerveja.

Rota da Cerveja é a nova opção turística da cidade de Pinhais

WAYBeer_fotoPriscillaFiedler-63.jpg

Turistas e moradores agora têm uma nova opção de entretenimento em Pinhais (PR), localizada na Região Metropolitana de Curitiba. A Prefeitura, por meio do Departamento de Turismo, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, acaba de lançar a Rota da Cerveja. A iniciativa contempla visitas às cervejarias localizadas no município.

De acordo com o Diretor do Departamento de Turismo (DETUR), Márcio Mainardes, a idealização deste projeto surgiu após algumas visitas às empresas. “Percebemos que as cervejarias já possuem infraestrutura de atendimento ao cliente e de visitas monitoradas. Além disso, também são realizados eventos promovidos individualmente pelas empresas”, comenta.

ONER.jpg

Como funcionará a Rota da Cerveja

Ao participar da rota, o visitante receberá um passaporte onde será registrada a data da visita e onde também será colado um selo da cervejaria. No último local visitado, dentre aqueles constantes no passaporte, o estabelecimento efetuará o registro e oferecerá um brinde ao visitante.

Sobre as cervejarias locais

Hoje Pinhais conta com 4 (quatro) fábricas de cervejas, concentradas na região oeste, vizinha à Curitiba, conforme descrito abaixo:

1) Cervejaria Ovelha, rua 25 de dezembro, 190 – Estância Pinhais;

2) Cervejaria Oner, rua Francisco Eugênio Gomes Pereira, 133 – Atuba;

3) Cervejaria Bastards Brewery, rua Paranavaí,190 – Emiliano Perneta

4) Cervejaria Way Beer, rua Pérola,331 – Emiliano Perneta.

IMG_7458.jpg

Mais informações pelo telefone (41) 3912-5634 ou no site www.pinhais.pr.gov.br/turismo/rotadacerveja.

Aprenda a fazer pizza de brigadeiro

Pizza Brigadeiro, Charles Pizzaria, foto Welligton nemeth (1).JPG

É segunda. Regime? Que nada. Aprenda a fazer a deliciosa pizza de brigadeiro da Charles Pizzaria.

Massa básica (8 pizzas) 

Um quilo de farinha

1 colher de sobremesa de sal

1 colher de sobremesa de açúcar

120 ml de azeite

10 gramas de fermento biológico fresco

500 ml de água

 Modo de preparo: Em um recipiente esfarele o fermento com as pontas dos dedos, acrescente a água, o açucar, o sal e o azeite. Junte o liquido com a farinha em um recipiente e   misture bem até a massa ficar homogênea em ponto de véu. Dividir em oito bolinhas. Deixar a massa descansar por duas horas. Após esse período, abra as massa com um rolo na espessura de uma massa de pizza de sua preferência (pode ser mais grossa ou mais fina).

Cobertura de brigadeiro:

1 lata de leite condensado

1 colher rasa de sopa de manteiga

100 gramas de chocolate ao leite (uma barra)

 Modo de preparo: Leve o chocolate e a manteiga ao fogo baixo. Quando os dois estiverem derretidos, acrescente o leite condensado. Mexa bem até o ponto de colher, isto é, quando o brigadeiro começar a desgrudar da lateral da panela. Logo em seguida, cobrir a pizza com o brigadeiro e polvilhar granulado. colocar na pizza logo na sequência.

Artista Simone Mattar apresenta gastroperformance sobre a relação do homem com o porco

 gastro

A Galeria Rabieh acaba de inaugurar a exposição “Ópera dos Porcos” de Simone Mattar. Composta da instalação que dá nome à mostra e a gastroperformance “Feijoada Branca”, além um conjunto de fotografias, pinturas e projeção externa, a exposição se propõe a estabelecer uma relação entre o ser humano e as diversas simbologias associadas ao porco a partir de um experiência multi-sensorial.

A artista dá boas-vindas ao visitante com a gastroperformance “Feijoada Branca”, numa extensa mesa sobre a qual são dispostos os pedaços de porco típicos da feijoada como costela, focinho, pé, orelha e língua. Todos eles são esculturas de coloração branca, apenas alguns sendo comestíveis, o que provoca familiaridade e, ao mesmo tempo, estranhamento àqueles que se aproximarem dos ingredientes do celebrado prato nacional. Em sessões alternadas, esses mesmos pedaços de porco podem ser degustados pelos visitantes, que então se convertem em comensais de um surpreendente banquete.

Ainda na sala da feijoada, são apresentados trabalhos de dois artistas do coletivo londrino “Food of War”, de que Simone faz parte. O colombiano Omar Castañeda exibe três pinturas figurativas de cabeça de porco cujo tom sanguíneo de vermelho é de fato feito de sangue, ao passo que a artista Quintina Valero expõe três fotografias.

Na Instalação “Ópera dos Porcos”, que empresta nome à mostra, seis cabeças de porco moldadas e presas à parede (que ao final da ópera serão servidas aos participantes) recebem projeções em vídeo que dão vida à face dos animais, emulando as vozes de uma canção como se os porcos de fato cantassem os versos da irônica composição original com letra de Simone e direção musical de Renata Mattar.

Por fim, a parede do fundo da galeria serve de tela para a projeção noturna do vídeo “Pig Calling Contest”, dialogando com uma cantora lírica presente, liberdade curatorial que a artista tomou para questionar a cultura americana como exemplo de potência mundial, em contraposição à fragilidade do artista na busca de sua expressão. No vídeo, os participantes se desafiam a imitar o guincho de seu animal predileto.

Serviço: Galeria RabiehAlameda Gabriel Monteiro da Silva, 147 | Cerqueira César – São Paulo – SP, Tel.: (11) 3081 0017. Período expositivo: de 05 de abril a 06 de maio de 2017. No domingo, dia 09/04, a galeria fica aberta das 11 até às 18 horas. Entrada gratuita e livre para a exposição. Datas e horários das gastroperformances (capacidade de 30 pessoas por sessão):  05 a 8/04: às 19h30 e 20h30;  09/04: às 14h30. 

Azeite, o queridinho de todos nós

azeeite

Diz-se, por aí, que o melhor óleo para cozinhar e fritar é o azeite.
Não é à toa que esse é o ingrediente mais indicado por chefs famosos e gastrônomos. Eles reconhecem que por trás de um azeite, há mais detalhes do que imagina nosso limitado conhecimento gastronômico.

Azeite ou óleo de oliva? O azeite de oliva é o suco da azeitona, um fruto das oliveiras, que, nos
dias atuais, é cultivada em quase todo mundo, com produções bem sucedidas em países como Espanha, Portugal, Itália, Grécia, Tunísia, Chile e, mais recente, Brasil.

Segundo instrução normativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, são classificados como azeites os produtos obtidos, exclusivamente, do fruto da oliveira – a olea europeia.

Isso significa que constatada, nas análises físico-químicas do Ministério da Agricultura, a presença de outros óleos não provenientes do fruto da oliveira no azeite de oliva, o produto será considerado desclassificado.

Foi o caso recente das marcas Figueira da Foz, Tradição, Quinta d’Aldeia e Pramesa, cuja análise de qualidade comprovou adulteração; ou seja, não são todas marcas que têm apenas o óleo proveniente da azeitona.

Mas, afinal, qual azeite comprar?

Na avaliação da Proteste (Associação Brasileira de Defesa do Consumidor), embalagens escuras tendem a conservar melhor o azeite. É o caso da marca portuguesa Vila Verde, disponível em renomados restaurantes e empórios e na loja virtual Guimart no Brasil, cuja alta qualidade também é determinada por outros aspectos como sabor e aroma, além da lata escura.

Os requisitos de qualidade do azeite de oliva são também definidos em função do percentual de acidez livre, índice de peróxidos e da extinção específica no ultravioleta, conforme prevê a instrução normativa de 2012 do Ministério da Agricultura.

Vários fatores influenciam, porém, a acidez: maturação, estocagem da azeitona, ação enzimática, qualidade da azeitona e tipo de extração do azeite – se mecânica ou por solvente e refino.

Segundo a Proteste (Associação Brasileira de Defesa do Consumidor), qualquer manipulação errada da azeitona durante a extração pode facilitar a ação das lipases, aumentando a acidez. A acidez, portanto, é consequência das azeitonas não estarem em perfeitas condições ou da
utilização de embalagens erradas para o azeite.

“Na culinária portuguesa, no preparo de alimentos quentes, ninguém abre mão de um azeite puro ou tipo único, que, na verdade, tem mais sabor que o extra virgem. Nem sempre um azeite com 0,3% de acidez é melhor do que um que tenha 1%”, afirma o gastrônomo Fábio Guimarães, diretor da FGX/Guimart.

Outra recomendação relevante diz respeito ao tamanho das embalagens: esqueça garrafas transparentes de um litro e opte sempre por embalagens menores.

Consumo de azeite no Brasil

O aumento significativo do consumo de azeite no Brasil, nos últimos anos, foi impulsionado pelas divulgações recentes dos benefícios da dieta mediterrânea para a saúde.

O desafio, porém, é a incorporação dos azeites de qualidade na alimentação, já que, em alguns casos, os custos envolvidos estão acima do esperado.

A conscientização do consumidor quanto à qualidade do azeite e a escolha por embalagens escuras ou latas é outro desafio. Selecionar marcas com cuidado e prestar atenção na cor, rótulo e grau de acidez são maneiras de identificar defeitos no azeite.

O Mundo das cervejas artesanais

Por Guilherme De Rosso

cervejas

Qual a primeira coisa que vem à cabeça quando você pensa em cerveja? Só o substantivo em si, já aguça sentidos, certo? E é aí, podemos separar os dois tipos de bebedores de cervejas. O primeiro automaticamente se imaginou na praia, com aquela cerveja gelada, já o segundo, se imaginou tomando uma cerveja especial, uma IPA Americana, apreciando os nuances que o lúpulo pode oferecer ao paladar. Qual a diferença entre esses dois apreciadores de cerveja? A falta de informação.

Antes de tudo, devemos saber qual a diferença entra uma cerveja “comercial” e uma cerveja artesanal. Para grande maioria, cerveja artesanal é aquela que utiliza métodos rústicos de produção, quando na realidade, a ideia de cerveja artesanal veio de um movimento de cervejas artesanais dos Estados Unidos chamado: Craft Beer. A grande maioria das cervejarias artesanais usa tecnologia de ponta na produção da bebida, mas então, qual a diferença entre as duas?

A cerveja comercial tem como propósito atender o gosto geral da população, visando sempre menor custo de produção e maior rentabilidade. Na contramão dessa ideia é que vem a cerveja artesanal, que para mim, significa arte. Em outras palavras, o objetivo das cervejarias artesanais não é o lucro em si, ou fazer com que o maior número de pessoas compre o produto, mas sim ter uma característica própria e uma personalidade única, o objetivo do mestre cervejeiro é expressar, através das suas receitas, sua personalidade e seu “toque” pessoal, sempre utilizando os melhores insumos.

Em diversas regiões do Brasil, movimentos de cervejeiros artesanais vêm crescendo muito rápido. Muito disso, se deve a acessibilidade das informações sobre o assunto e a troca constante de experiência entre as pessoas interessadas nesse novo mercado. Essa troca de experiências vem gerando um crescimento exponencial de apreciadores de cervejas artesanais, e com isso aquecendo um mercado que até pouco tempo atrás, mal existia.

Em termos de números, as vendas de cervejas artesanais já somam aproximadamente 1% do mercado, o que pode parecer pouco, mas é um grande avanço em um curto espaço de tempo. Estima-se hoje que o mercado de cervejas artesanais cresce em torno de 30% a 40% ao ano, somados os diversos níveis em que o setor atua. Os empregos somam mais de 2 milhões de pessoas. Para ter uma ideia, nos Estados Unidos já existem mais de 4.200 cervejarias artesanais, num mercado consumidor de 17% do total das cervejas. Ou seja, nós ainda temos um longo caminho pela frente e o mercado ainda tem muito potencial de crescimento.

Como Chef de Cozinha de um bar curitibano, cidade conhecida pelas diversas microcervejarias artesanais, acredito ser meu dever ajudar nessa divulgação e expansão desse mercado, através de eventos com harmonização e utilização de cervejas artesanais em diversas receitas, aumentando assim essa cultura cervejeira, a qual cresce a cada dia no país e que no entanto, já é tradicional em muitos outro. A Bélgica, por exemplo, é conhecida como o paraíso das cervejas, pois além de possuir centenas de marcas e diferentes estilos de cervejas, utiliza essa mesma cerveja em diversos outros ramos da gastronomia.

Por isso o dever dos atuais e futuros cervejeiros, sejam eles sommeliers, fabricantes ou apenas formadores de opinião, é passar as informações corretas e fazer aumentar a curiosidade sobre esse produto que tem muito a oferecer, aumentando nossa cultura gastronômica e resgatando uma relação antiga, com o nosso “pão líquido”. Relação essa que vem desde aproximadamente 5.000 anos A.C, começando na região da Mesopotâmia, nascendo muito antes que vinho. Devemos nos unir, para juntos, ajudar a difundir informações corretas e esse mercado tão rico das cervejas artesanais. Afinal, nada mais justo que resgatar esses laços antigos, através da contínua busca por cervejas bem elaboradas, com personalidade e com um objetivo em comum: qualidade.

StockSnap_ZGOC42BU7I

  • O chef Guilherme De Rosso é responsável pela cozinha do boteco Simples Assim, de Curitiba (PR), e supervisiona o curso de Beer Sommelier do Centro Europeu, uma das principais escolas de gastronomia do Brasil