Chefs brasileiros em Aspen e mais…

mara-salles

Até hoje (dia 26), acontece em Aspen, Colorado, o Aspen Ideas Festival – evento, que envolve ONGs, empresas e órgãos governamentais. A Forest Trends – http://www.forest-trends.org, e a Canopy Bridge – http://canopybridge.com/, ONGs que atuam na defesa das florestas, foram convidadas para o Festival, e vão levar alguns dos participantes do movimento Cumari – Rainforest to Table: Gastronomy for the Amazon.

O Cumari – Rainforest to Table é um grupo formado por chefs, jornalistas, artistas, ambientalistas da América Latina e dos EUA, que se reuniram para pesquisar, conhecer mais e melhor, criar receitas e levantar oportunidades de negócio, de maneira sustentável e combinada com as populações locais, para os alimentos e produtos de valor gastronômico das Amazônias na América Latina. A iniciativa, coordenada por Pedro Schiafino, foi gestada durante o primeiro encontro do grupo em Outubro de 2015, durante viagem de pesquisa à Amazônia Peruana. Lá o grupo debateu intensamente e desenvolveu as metas e objetivos do projeto.

No Aspen Ideas eles divulgam a causa, e buscam patrocínios e parcerias. Para isso levam na mala farinhas, tucupis, temperos, pimentas e outros produtos das Amazônias, para conquistar os patrocinadores e parceiros pelo estômago. Do Brasil, vão os chefs Mara Salles (Tordesilhas) e Paulo Machado (Instituto Paulo Machado – http://www.ipaulomachado.com.br); do Peru o chef Pedro Miguel Schiafino (restaurantes Malabar e Amaz) e da Bolívia Kamila Seidler (restaurante Gustu). O grupo também participará de um painel onde vão expor o trabalho que realizam em seus países com produtos da Amazônia e mostrar ao público do evento a importância e a necessidade de preservação deste cenário por meio da gastronomia.

*

hotdog despirite.jpg

Começou ontem e vai até hoje (26), no Jockey Club, de São Paulo, o Festival Fartura, que apresenta 130 atrações e que faz parte do projeto Fartura Gastronomia. Anualmente, Rodrigo Ferraz, diretor do projeto, e sua equipe, realizam expedições pelos rincões do Brasil para descobrir as delícias e curiosidades da culinária do país.

O conteúdo pesquisado é levado para os cinco eventos do projeto que acontecem em Porto Alegre, Fortaleza, São Paulo, Belo Horizonte e o tradicional Festival Cultura e Gastronomia de Tiradentes. O Festival Fartura São Paulo é dividido em oito espaços gastronômicos, dois palcos para atrações musicais e artísticas, e área dedicada para food trucks. No espaço “Degustação”, o público pode conhecer os métodos de preparo e degustar pratos típicos e exóticos de várias regiões, como a Baixaria e quindim de Açaí, do chef Deocleciano Brito (Rio Branco, AC); a farofa e guisado de tartaruga, de Solange Batista (Macapá, AP); os cogumelos da Amazônia, apresentados pelo chef Felipe Schaedler, do Banzeiro (Manaus, AM) e a damurida e a paçoca de carne de sol, da chef e jornalista Denise Rohnelt (Boa Vista, RR).

*

111.jpg

Poços de Caldas é um lugar que adoro e visito desde criança. Sempre que penso na cidade mineira me lembro de sua gastronomia, que é simples e deliciosa. A amiga Gisele Corrêa Ferreira, que criou o Flipoços, festival literário local, acaba de me avisar que entre os dias 2 e 3 de julho, acontece, no Espaço Cultural da Urca, o Poços É Jazz Festival.  O evento mescla a Literatura e o Jazz, com atividades que vão desde bate-papos com escritores, músicos, workshops, oficinas instrumentais, a loja de produtos literários e musicais, bar e claro, muita música boa.

A direção do evento é da própria Gisele. Um dos shows de abertura, acontece no Espaço Cultural da Urca, das 13h30 às 17h30. Trata-se do 1º Encontro de Baixistas “ToqueMaisBaixo” – Edição Poços de Caldas. Outro destaque da programação é o show de Encerramento, às 16h do dia 3, com Jesuane Salvador… Um mergulho na força do jazz imortalizado pelo cinema. O show propõe uma viagem pela 7a arte em um repertório que revelou nomes como o de Ella Fitzgerald, Nina Simone, Etta James, Billie Holliday, Peggy Lee entre outras divas do jazz. Mais informações, venda de ingressos e programação completa no site: www.pocosejazz.com.br

 Ah, e em Poços, não se esqueça, visite o Mercado Municipal local. É uma graça, há produtos regionais muito bons!

*

Byblos Saint Tropez - Restaurant Rivea by Alain Ducasse  Low.jpg

Desde sua abertura, em 1967, o hotel Byblos, sem Saint-Tropez, sintetiza a elegância e a excelência do bem receber à francesa. A propriedade – que se prepara para celebrar 50 anos em 2017 – é uma lenda e, em seus domínios, tem-se a impressão de que o tempo tem um ritmo muito peculiar. À beira da piscina ou em algum de seus 91 quartos e suítes, em seus dois restaurantes (sendo que um deles, o Le Rivea, é orquestrado por Alain Ducasse – foto acima) ou nas adegas Les Caves du Roy, a experiência de hospedar-se ou usufruir de seus serviços é memorável. Para onde quer que se olhe, a harmonia e o equilíbrio entre charme e história encontram seu ponto certo. Mais informações sobre o local e a sua gastronomia de excelência no site: http://www.byblos.com

Anúncios

Murakami no Guarujá

AL1K8504

Semana passada, tive o prazer de passar um fim de semana no Sofitel Guarujá Jequitimar, a convite da assessoria Index, para a cobertura do festival gastronômico Harmonia dos Sabores. O evento faz parte do calendário anual do hotel e acontece duas vezes no ano, com nomes de destaque da culinária internacional.

Seafood Kinoshita dream

Entre janeiro e fevereiro, a hospedaria homenageou a diversidade gastronômica paulistana, com workshops de chefs e jantares harmonizados exclusivos, oferecidos no restaurante Les Épices.

Jantar Murakami_01

Salvatore Loi apresentou as influências da Itália na gastronomia paulistana; Emmanuel Bassoleil, a França nos pratos paulistanos; Rodrigo Oliveira abordou as influências nordestinas e, para finalizar,Tsuyoshi Murakami, do Kinoshita, apresentou as influências do Japão na culinária feita em São Paulo.

AL1K8539

Em seu workshop, Murakami ensinou os alunos a fazerem um prato de vegetais super harmônico, que depois foi servido em seu jantar (palmito pupunha em conserva caseira Kinoshita com tomate Momotaro, alga wakame e quiabo com Molho Ponzu). “Sempre que vou fazer um prato, penso na cavidade bucal, no desenho interno da boca. O comensal deve comer de forma elegante, experimentando sensações as mais diversas”, disse o chef.

Beef Katsu no tonkatsu_02

Pensando nessa máxima, ele ainda criou (para o jantar) um trio de frutos do mar polvo camarão e vieira com molho de misso (pasta de soja fermentada) berinjelas Nassubi e aspargos; sashimi de salmão com perfumes de trufas brancas, shoyu vintage Kinoshita e Tangerina Japonesa Yuzu; filé mignon Swiffiti empanado com farinha Panko, molho tonkatsu caseiro fios de repolho crocsntes e mostarda japonesa Karashi e mix de Frutas da estação com kanten (gelatina de alga) Anko (Doce de feijão) e sorvete de creme, como sobremesa.

Anmitsu

No mais, foi uma delícia me hospedar no hotel, que além de boa gastronomia, oferece qualidade de sobra em áreas comuns e nos quartos.  

so (18)

Serviço: http://www.sofitel.com