“Fartura – Comidas do Brasil” lança calendário com festivais gastronômicos em SP, BH, Tiradentes, Brasília, Porto Alegre, Fortaleza, Belém e Lisboa

Mônica-Rangel-Gosto-com-Gosto-Foto-Divulgação-3-770x536

Desde 2012, a plataforma Fartura – Comidas do Brasil percorre o país pesquisando a origem dos ingredientes e seu caminho até a mesa por meio da Expedição Fartura, que já visitou os 26 estados brasileiros e Distrito Federal. Todo o conhecimento adquirido é transformado em conteúdo e disponibilizado no site e redes sociais, livros, programas de rádio e em projetos customizados. Os Festivais Fartura, principal produto da plataforma, levam esse conteúdo pesquisado ao público em forma de experiência.

Sempre com o tema “Comidas do Brasil – da origem ao prato”, os Festivais Fartura – Comidas do Brasil agora acontecem em todas as regiões do país – do Sul ao Norte – com o lançamento do calendário 2018 em Porto Alegre, nos dias 5 e 6 de maio. Segue para Brasília (junho); São Paulo (agosto); Tiradentes (agosto), Belo Horizonte – nas versões tradicional e Kids (setembro); Fortaleza (novembro) e Belém (janeiro/19). A plataforma também expandiu suas fronteiras e foi atrás de suas origens, em Portugal. Em outubro, acontece a segunda edição do Festival Fartura – Comidas do Brasil Lisboa.

“A gastronomia tem um poder transformador não só no aspecto cultural, mas também econômico no Brasil. Em 2016, a indústria da alimentação faturou 614,3 bilhões de reais e recebeu um investimento de mais de 20 bilhões. Gerou 1,6 milhões de empregos diretos. Em 2017, depois de dois anos de recessão, a economia do Brasil voltou a crescer e  boa parte veio do campo, já que o PIB da agropecuária aumentou 13% em 2017. A safra agrícola bateu recorde com de grãos – 240 milhões de toneladas, 29,5% a mais que 2016. Esses números só exemplificam uma parte da grandiosidade do setor. O prato é o ponto final dessa cadeia e o consumidor – seja um restaurante ou o consumo doméstico – precisa entender o que está por trás de uma refeição. Só assim vamos dar mais importância ao que comemos”, explica Rodrigo Ferraz, diretor da Plataforma Fartura – Comidas do Brasil, que recebeu o prêmio de Inovação em Turismo, do Second Runner-up – United Nation World Tourism Organization.

Serviço: www.farturabrasil.com.br

Na foto, a chef Monica Rangel, do Gosto com Gosto, de Visconde de Mauá (RJ).

Anúncios

Chefs brasileiros em Aspen e mais…

mara-salles

Até hoje (dia 26), acontece em Aspen, Colorado, o Aspen Ideas Festival – evento, que envolve ONGs, empresas e órgãos governamentais. A Forest Trends – http://www.forest-trends.org, e a Canopy Bridge – http://canopybridge.com/, ONGs que atuam na defesa das florestas, foram convidadas para o Festival, e vão levar alguns dos participantes do movimento Cumari – Rainforest to Table: Gastronomy for the Amazon.

O Cumari – Rainforest to Table é um grupo formado por chefs, jornalistas, artistas, ambientalistas da América Latina e dos EUA, que se reuniram para pesquisar, conhecer mais e melhor, criar receitas e levantar oportunidades de negócio, de maneira sustentável e combinada com as populações locais, para os alimentos e produtos de valor gastronômico das Amazônias na América Latina. A iniciativa, coordenada por Pedro Schiafino, foi gestada durante o primeiro encontro do grupo em Outubro de 2015, durante viagem de pesquisa à Amazônia Peruana. Lá o grupo debateu intensamente e desenvolveu as metas e objetivos do projeto.

No Aspen Ideas eles divulgam a causa, e buscam patrocínios e parcerias. Para isso levam na mala farinhas, tucupis, temperos, pimentas e outros produtos das Amazônias, para conquistar os patrocinadores e parceiros pelo estômago. Do Brasil, vão os chefs Mara Salles (Tordesilhas) e Paulo Machado (Instituto Paulo Machado – http://www.ipaulomachado.com.br); do Peru o chef Pedro Miguel Schiafino (restaurantes Malabar e Amaz) e da Bolívia Kamila Seidler (restaurante Gustu). O grupo também participará de um painel onde vão expor o trabalho que realizam em seus países com produtos da Amazônia e mostrar ao público do evento a importância e a necessidade de preservação deste cenário por meio da gastronomia.

*

hotdog despirite.jpg

Começou ontem e vai até hoje (26), no Jockey Club, de São Paulo, o Festival Fartura, que apresenta 130 atrações e que faz parte do projeto Fartura Gastronomia. Anualmente, Rodrigo Ferraz, diretor do projeto, e sua equipe, realizam expedições pelos rincões do Brasil para descobrir as delícias e curiosidades da culinária do país.

O conteúdo pesquisado é levado para os cinco eventos do projeto que acontecem em Porto Alegre, Fortaleza, São Paulo, Belo Horizonte e o tradicional Festival Cultura e Gastronomia de Tiradentes. O Festival Fartura São Paulo é dividido em oito espaços gastronômicos, dois palcos para atrações musicais e artísticas, e área dedicada para food trucks. No espaço “Degustação”, o público pode conhecer os métodos de preparo e degustar pratos típicos e exóticos de várias regiões, como a Baixaria e quindim de Açaí, do chef Deocleciano Brito (Rio Branco, AC); a farofa e guisado de tartaruga, de Solange Batista (Macapá, AP); os cogumelos da Amazônia, apresentados pelo chef Felipe Schaedler, do Banzeiro (Manaus, AM) e a damurida e a paçoca de carne de sol, da chef e jornalista Denise Rohnelt (Boa Vista, RR).

*

111.jpg

Poços de Caldas é um lugar que adoro e visito desde criança. Sempre que penso na cidade mineira me lembro de sua gastronomia, que é simples e deliciosa. A amiga Gisele Corrêa Ferreira, que criou o Flipoços, festival literário local, acaba de me avisar que entre os dias 2 e 3 de julho, acontece, no Espaço Cultural da Urca, o Poços É Jazz Festival.  O evento mescla a Literatura e o Jazz, com atividades que vão desde bate-papos com escritores, músicos, workshops, oficinas instrumentais, a loja de produtos literários e musicais, bar e claro, muita música boa.

A direção do evento é da própria Gisele. Um dos shows de abertura, acontece no Espaço Cultural da Urca, das 13h30 às 17h30. Trata-se do 1º Encontro de Baixistas “ToqueMaisBaixo” – Edição Poços de Caldas. Outro destaque da programação é o show de Encerramento, às 16h do dia 3, com Jesuane Salvador… Um mergulho na força do jazz imortalizado pelo cinema. O show propõe uma viagem pela 7a arte em um repertório que revelou nomes como o de Ella Fitzgerald, Nina Simone, Etta James, Billie Holliday, Peggy Lee entre outras divas do jazz. Mais informações, venda de ingressos e programação completa no site: www.pocosejazz.com.br

 Ah, e em Poços, não se esqueça, visite o Mercado Municipal local. É uma graça, há produtos regionais muito bons!

*

Byblos Saint Tropez - Restaurant Rivea by Alain Ducasse  Low.jpg

Desde sua abertura, em 1967, o hotel Byblos, sem Saint-Tropez, sintetiza a elegância e a excelência do bem receber à francesa. A propriedade – que se prepara para celebrar 50 anos em 2017 – é uma lenda e, em seus domínios, tem-se a impressão de que o tempo tem um ritmo muito peculiar. À beira da piscina ou em algum de seus 91 quartos e suítes, em seus dois restaurantes (sendo que um deles, o Le Rivea, é orquestrado por Alain Ducasse – foto acima) ou nas adegas Les Caves du Roy, a experiência de hospedar-se ou usufruir de seus serviços é memorável. Para onde quer que se olhe, a harmonia e o equilíbrio entre charme e história encontram seu ponto certo. Mais informações sobre o local e a sua gastronomia de excelência no site: http://www.byblos.com