Aprenda a fazer o bacalhau ao forno do Antiquarius

bacalhau ao forno_antiquarius_crédito felipe rau (2)

Ingredientes: 1 kg de lombo de bacalhau; 4 tomates; 4 ovos; 100 g de alho; 1 kg de brócoli ninja; 2 kg de batata; 3 cebolas. Modo de fazer: Deixe o bacalhau em água gelada por 3 dias e trocar  a água 3 vezes ao  dia. Descascar as batatas cortando-as em rodelas. Os tomates corte-os ao meio e tire  a semente e a pele. Cozinhe os ovos retire as cascas e reserve o brócolis cozinhar em água bem quente resfriando imediatamente. Colocar as batatas em uma travessa em cama e em seguida selar o bacalhau na chapa. colocar janto comas batatas e cebolas cortadas finas e azeite  por 40 minutos. Retire-o do forno em seguida  sirva  e finalize com laminas de alho douradas no azeite. Serve 4 pessoas.

Serviço: Antiquarius, Alameda Lorena, 1040 – Jardins (SP), tel.: 2638-0938

Foto: divulgação

Anúncios

Cachaça também é cultura

cachaça

Cana, pinga, aguardente. Muitos são os nomes para a tradicional cachaça, que tem sua definição instituída no decreto 6871/2009: “a denominação típica e exclusiva da aguardente de cana produzida no Brasil, com graduação alcoólica de 38 a 48 por cento em volume, a vinte graus Celsius, obtida pela destilação do mosto fermentado do caldo de cana-de açúcar”. A cachaça faz parte da cultura brasileira e é considerada patrimônio histórico e cultural do País.

cachaca-serie-a-casa-angelina

Em 2012, o Ministério da Cultura reconheceu o projeto “Mapa da Cachaça” como o melhor em Mapeamento Cultural para, este ano, no edital Cultura 2014, selecioná-lo na categoria gastronomia, será um dos embaixadores da cultura brasileira durante os jogos mundiais. O projeto tem três objetivos, valorizar o consumo moderado e inteligente da bebida, apresentar a cachaça como parte da identidade cultural do nosso povo e produzir conteúdo com informação histórica, social, cultural e técnica.

Cachaça_barrels_at_Ypióca's

Para ter acesso ao mapa, os interessados podem visitar o site. Nele pode-se assistir, por exemplo, um mini-documentário com entrevista de Egeu Laus, um designer gráfico famoso por seu trabalho em artes de discos de Legião Urbana, Luis Melodia, Pixinguinha e Jacob do Bandolim. Egeu é um pesquisador da memória gráfica brasileira, e os rótulos de cachaça são um capítulo relevante para seu trabalho. Ele aponta por exemplo as “pin ups” como uma referência muito presente nos rótulos de cachaça, bem como filmes e revistas antigas. Alguns rótulos retratam até um pouco da história do Brasil. “O design do rótulo da cachaça, em relação às outras bebidas, tem uma abordagem extremamente alegre e popular”, observa Egeu Laus.

Fonte: Ministério da Cultura (MinC)

Azeitando a vida

24275_I_Aceite cayendo

Vezenquando, Laura Reinas, do Azeite seu dia, ministra cursos sobre o ouro líquido do Mediterrâneo, em que aborda história do azeite de oliva, olivas ao redor do mundo, extração do azeite de oliva, produção, análise de qualidade, categorias de azeite e uso na medicina. Para o Tudo al Dente ela dá dicas para escolher um bom produto, e ainda nos passa uma receita. Não perca!

Como escolher o azeite no supermercado? Poderia dar três dicas? Escolher sempre garrafas de vidro escuras ou lata de aço.Checar se é um azeite novo, azeite quanto mais novo melhor!E, sempre que possível, comprar extra virgem. Eles são melhores para nosso corpo, e embora um pouco mais caros, valem a pena o investimento. É nossa saúde em jogo.

azeite

O que fazer, sabendo-se que muitos dos que se dizem extra virgens não o são? Procure olhar o índice de peróxido, que deve ser Menor ou Igual a 20 mEq/Kg. Esse índice de peroxido ajuda a ver se o azeite está oxidado. Acime de 20 devemos suspeitar! Acidez entre 0,1-0,8%. E delta K Menor ou Igual a 0,01. Essas 3 informações devem estar combinadas, senão ele é um produto adulterado.

Como o consumidor pode se livrar das enganações? Indo atrás de informações nos rótulos, procurando sobre o produto na internet ou com profissionais da área. O ideal é suspeitar de produtos muito baratos. O azeite vem de uma árvore que só produz 1 vez por ano, e uma árvore normalmente produz o suficiente para 750ml de azeite bom por vez, é razoável desconfiar que uma garrafa custe só 8 reais, sendo que tem todo um trabalho de um ano, além de uma árvore que foi bem cuidada, por trás do valor.

foto-generic

Poderia dar uma sugestão de consumo (receita) fácil, rápida e saudável? Gosto muito da receita de Gazpacho: Escolhi a do Checho Gonzales, por ser uma das minhas versões favoritas.

Receita (Tempo de preparo, 12h; Rendimento, 4 porções)

Ingredientes:  10 tomates maduros, 1 pepino, 1 pimentão vermelho pequeno, 1 colher de sopa de vinagre, 1 colher de café de cominho, pimenta do reino em grãos a gosto, 2 dentes de alho, 100ml de azeite de oliva, 1/2 taça de vinho branco, 1 pão francês amanhecido, Água para cobrir, Sal a gosto.

Modo de fazer: Corte o tomate em quatro pedaços e despreze a parte branca central. Descasque o pepino e corte-o em cubos. Pique também o pimentão e descarte as sementes e a parte branca. Junte esses ingredientes em uma vasilha, acrescente o vinagre, o cominho, a pimenta, o alho, o azeite e o vinho. Ajuste o sal e, por último, junte o pão amanhecido fatiado. Despeje a água até cobrir todos os ingredientes. Leve à geladeira para descansar durante uma noite. No dia seguinte, retire da geladeira, escoe o caldo e reserve-o. Bata os ingredientes no liquidificador, acerte os temperos e acrescente aos poucos o caldo. Pode-se passar o caldo na peneira, mas ficará menos encorpado e não tão saboroso.

 Serviço: http://www.azeiteseudia.com.br/

Espanhol estrelado no Michelin retorna ao Brasil

Por Aline Staut

De Madri

del_cerro

Um dos momentos mais bacanas da press trip criada pela Interporc, nesta semana, na Espanha, foi visitar o restaurante Casa José, do estrelado Fernando Del Cerro (acima), na pequena cidade histórica Aranjuez (veja fotos mais abaixo). O chef já esteve por aqui, para participar do Ao Vivo, da revista Prazeres da Mesa, há uns anos.

espanha1

Seu restaurante tem duas estrelas no Guia Michelin e nós fomos convidados a provar sete pratos do seu menu degustação, que começou com carpaccio de porco, curiosidade que nunca tinha pensado em comer; espinafre salteado com timo e lagosta; porco assado que derretia ao toque; entre outros.

inter1

José Ramón Godoy, gerente da Interporc para assuntos internacionais, disse que a parceria com o chef estrelado se estende ao Brasil, onde a instituição participa de eventos no Instituto Cervantes, em São Paulo (20 de junho, às 19h) e em Brasília (24 de junho, às 19h), no Senac SP (30 de junho, às 11h) e no Graciosa Clube de Golf de Curitiba (3 de Julho, às 19h).

inter2

Serão grandes eventos com chefs renomados, que vêm ao Brasil mostrar a cultura em torno do porco de capa branca, o tema desta viagem ao continente europeu. (nas fotos desde post, alguns momentos da press trip, além de retrato do chef estrelado).

aranjuez

Serviço: Mais informações sobre o evento da Interporc no Brasil: info@interporc.com

 

Novo Ducasse em Paris

Às vezes a vida é boa. Na semana passada, para minha sorte, fiquei hospedado uns dias no hotel Meurice, na Rue de Rivoli, em Paris. O local é um dos poucos palácios-hotéis do mundo. Foi instalado ali em 1835, ou seja, o lugar tem história de sobra. Veja as fotos aqui.

Restaurant le Meurice Alain Ducasse © Pierre Monetta

Aprenda a fazer pratos vegetarianos com o chef Paulo Rabello

As receitas de espaguete integral com queijo de cabra e castanha (foto) e quibe vegetariano assado de abóbora com castanha do Pará são saborosas, simples e saudáveis. Eu as fiz em casa e me senti reconfortado. veja as receitas aqui.

espaguete