Um viva para as mulheres da gastronomia

Janaina_rueda_lgbt_gay_hamburgueria

No próximo dia 8 o mundo celebra mais um Dia Internacional da Mulher. Na gastronomia, temos bons exemplos de mulheres que brilham com talento e força. Veja nossas dicas abaixo:

Fundadora do Le Vin, que conta com cinco bistrôs em São Paulo e Brasília e ainda com uma boulangerie e uma pâtisserie, Nancy Mattos abriu a primeira unidade do bistrô em São Paulo há 18 anos e hoje comanda a rede em companhia de suas filhas, Patrícia, Vivian e Daniela Mattos. “Formamos o time das Mattos, unidas, fortes e totalmente independentes”, brinca Nancy.  Especializado em gastronomia francesa, o Le Vin serve café da manhã, almoço e jantar em suas inconfundíveis toalhas em xadrez azul e branco.

Outro grande exemplo de restauratrice é Ida Maria Frank. No comando do Due Cuochi Cucina há mais de dez anos e presente em três endereços na capital paulista, o sucesso da casa fala por si só: salões lotados, gastronomia de excelência e bom atendimento, monitorados sob o olhar da empresária. Ida também foi responsável por outros sucessos na capital, como o saudoso Galuska que encerrou atividades em 2017 deixando o público com gostinho de quero mais.

Quem frequenta o Restaurante Marakuthai se surpreende com a cara de menina da chef Renata Vanzetto. Por trás do sorriso meigo existe uma cozinheira talentosa com apetite para negócios. Aos 18 anos, ela abriu o moderninho Marakuthai, em Ilhabela, e não parou mais. Hoje, comanda outros cinco empreendimentos, incluindo um bufê para eventos sob encomenda, o contemporâneo  Restaurante Ema e o Me Gusta bar nos jardins e o bar Lambisgoia, em Ilhabela.

Autodidata, sommelière e chef responsável pelo Bar da Dona Onça, Janaína Rueda e a personificação da mulher multitarefa. Nascida e criada na região central de São Paulo, sua cozinha faz um resgate da comida paulistana boemia, influência de sua mãe, que trabalhava nos extintos Hipopotamus e Gallery. Janaína é casada com o também chef Jefferson Rueda, e juntos colecionam sucessos como A Casa do Porco e o recém inaugurado Hot Pork, também no centrão de São Paulo.

Há muitas outras, que nós amamos… a frente de restaurantes, bufês, bares, confeiteiras, padeiras, sommelières, baristas etc. Elzinha Nunes (restaurante Dona Lucinha, SP), Monica Rangel (Gosto com Gosto, Visconde de Mauá), Edir Nascimento (339 Gastronomia Bufê, SP), Flavinho Quaresma (RJ), Helena Rizzo (Mani, SP), Lia Quinderé (Sucre, Fortaleza), Dona Carmen Virginia (Altar, Recife), Carla Pernambuco (Carlota, SP), Ana Bueno (Banana da Terra, Paraty), Tereza Paim (Casa de Tereza, Bahia), Carole Crema (Carole Crema Doces), Mara salões (Tordesilhas, SP), Roberta Sudbrack (RJ), Paola Carossela (Arturito, SP), Marie Henry (Casserole, SP), e tantas, tantas outras que amamos!

Um viva para todas elas!

Le Vin Bistro: São PauloLe Vin Jardins – Al. Tietê, 184 / tel.: 11 3081-3924 / Le Vin Itaim – Rua Pais de Araujo, 137 / tel.: 11 3168-3037 / Le Vin Vilaboim – Rua Armando Penteado, 25 / tel.: 11 3668-7400 / Le Vin Morumbi Shopping – Av Roque Petroni Jr, 1088 / tel.: 11 5183.2982 Brasília – ParkShopping / SAI/SO Área 6850 / tel.: 61 3028-6336

Due Cuochi Cucina: Rua Manuel Guedes, 93 – Itaim bibi tel.3078-8092 / Shopping Cidade Jardim, 3º piso tel. 3758-2731 / Av. Dr. Chucri Zaidan, 1240 – Morumbi tel.3957-9580

Marakuthai: Al. Lorena, 1295 – Jardins tel.3061-1015 / Rua Pais de Araújo, 77 – Itaim bibi tel.3078-3246

Dona Onça: Av. Ipiranga, 200 – Repúlbica tel.3257-2016

Anúncios

Lambisgoia é a nova casa de Renata Vanzetto na Ilhabela

renata_vanzetto

Lambisgoia, novo bar da chef Renata Vanzetto, acaba de ser aberto na Ilhabela. O bar, conforme a chef, tem cara de Grécia e sotaque caiçara.

A ideia do lugar é enfiar o pé na areia (apesar do espaço não estar de frente para a praia) e se jogar simultaneamente nos almofadões dentro de uma das canoas desgastadas pelo mar e no menu criado sob medida por Renata.

No cardápio, comece pelas friturebas, como os Quéti Quéti, porção com meia dúzia de croquetes de carne com toque de pimenta síria e dip de coalhada seca com hortelã (R$ 24), a Pois Pois, de bolinhos de bacalhau com azeitonas pretas e molhinho de tomate picante (R$ 25), e a Croc Croc, com lulas à dorê e maionese caseira de páprica defumada (R$ 30).

Da Feira vêm pasteizinhos de carne com ovo e azeitonas, creme de queijo da vovó Cida e de brie com cebola caramelizada (R$ 18 a porção com quatro unidades e potinho de vinagrete especial). E, nas xícaras de chá, chegam caldinho de peixe com folha de limão (R$ 12).

Nas entradas frias, há o MeGusta (ceviche clássico com toque de coentro, milho e pimenta dedo de moça, R$ 29) e a salada grega (pepino, tomate, cebola roxa, orégano, azeitona preta e queijo de cabra, R$ 30).

Há ainda sanduíches como o Hot Hot (pão, picadinho e molho de tomate rústico, R$ 17) e o Lambisgoio (pão, frango frito crocante, picles de cenoura e maionese de páprica, R$ 25) e o Crazy Pernil (pão, pernil, agrião, cebola caramelizada e mostarda dijon, R$ 24).

Da carta de drinques chamam atenção o Renata la loca (cerveja com tequila, limão e pimenta seca, R$ 18), o Rejane la loca (vodka, licor de framboesa, gelo, morango e manjericão, R$ 22), o Aline la loca (gin com suco de caju, gelo e limão cravo, R$ 25) e o Silvia la loca (Mojito de hortelã e frutas – sem álcool, R$ 17).

Sobre o novo projeto da Renata Vanzetto, o Ema

vanzetto

Folhas secas de uva embrulham um pedaço de pera, brie e avelã. A entradinha chega a minha frente num pratinho de madeira. O cozinheiro que me entrega o prato me diz o que devo fazer: embrulhar os ingredientes e comer de uma só vez, para que eu sinta os sabores e as texturas do prato. Depois, flores coloridas chegam ao lado de pequenos crustáceos; ovo perfeito com cogumelos; uma casquinha de siri coberta com flocos crocantes de arroz.

vanzettoaa

Me chama a atenção no novo Ema, restaurante da jovem Renata Vanzetto – do Marakuthai – é a dedicação em misturar pequenos elementos, delicadamente, para criar pratos que têm como referência a sua infância, na Ilha bela.

T-Rests-SP-Ema-Lagostim-cardamomo-pimenta-verde-limao-siciliano-e-flor-de-lotus

Nesse projeto, a Renata se uniu à Aline Frey. O restaurante tem ar intimista e é bom para namorar. São apenas 23 lugares, a trilha sonora é boa. Fica localizado no segundo andar de um sobrado nos Jardins, em São Paulo.

vanzettto

A casa abre as portas três noites por semana, apenas; sempre de terça a quinta, só para o  jantar. O cardápio enxuto tem pescados frescos, bobó de camarão, hambúrguer com caldo de ostra e muda de acordo com a inspiração da chef.

A ideia é sentar-se no longo balcão, de onde se avista o movimento da cozinha. Sozinho ou acompanhado, a experiência é legal! Os pedidos são feitos pelos cozinheiros, sem a figura do garçom, o que ajuda a criar um ar intimista. O menu degustação com oito pratos sai por R$ 130. É esse que eu indico.

Serviço: Ema, Rua da Consolação, 2902, São Paulo, tel.: (11) 3081-8358