Dez pratos para curtir o verão no Rio

Cozinha Artagão_VGs grelhados, arroz de tomates assados, stracciatela e vinagrete de chorizo_Alexander Landau (1).jpg

Cozinha Artagão – Entre os pratos principais estão os camarões VG grelhados da casa, com arroz de tomates assados, Stracciatela e vinagrete chorizo (R$ 92). Barra Shopping, loja 147 – Rio de Janeiro. Telefone (21) 2431-9389.

Fratelli_Polvo refogado no azeite_Rodrigo Castro.jpg

Fratelli – No restaurante italiano, vale experimentar o Polipo alla napoletana: polvo refogado no azeite, cebola, tomate, vinho branco, alcaparras e azeitonas, servido com arroz de brócolis (R$ 82). Av. General San Martin, 983 – Leblon. Tel: (21) 2259-6699.

Aconchego Carioca_Salada da terrinha_crédito Berg Silva.jpg

Aconchego Carioca – Boa pedida na casa da chef Kátia Barbosa é a salada da terrinha, preparada com folhas de abóbora, maxixe e castanhas de caju: refrescante e light! (R$ 17,90). Rua Barão de Iguatemi, 379, Praça da Bandeira – Rio de Janeiro. Tel: 2273- 1035.

Sushi Izakaya Mok_Hiyashi Somen_macarrão fininho em dashi_crédito Filico de Souza (4).jpg

Sushi Izakaya Mok – O japonês Sushi Izakaya Mok oferece o hiyashi somen: macarrão fininho gelado em dashi (R$ 22). Rua Vinícius de Moraes, 121 – Lj C – Ipanema. Tel.: 2523 7026.

Quiteria_Salada de Lompo de atum, sementes, misto de folhas e brotos, manga e cupuaçu_foto Rodrigo Azevedo_20151001_170 (4).jpg

Quitéria – Localizado no térreo do hotel Ipanema Inn, o Quitéria destaca-se pela qualidade do cardápio. Elaborada pelo chef argentino Christian Garcia, que possui vasta experiência nas cozinhas mediterrânea e asiática. A cada estação o cardápio é renovado com sugestões sazonais. Entre as opções, salada de lombo de atum, sementes, misto de folhas e brotos, manga e cupuaçu (R$42); salmão curado em cachaça e beterraba, chuchu em conserva, funcho e vinagrete de iogurte (R$41); e salada de queijo de cabra, abóbora e castanhas, vinagrete de mel com alecrim (R$29). Rua Maria Quitéria, n° 27 – Ipanema. (21) 2267 4603

Temporada_Salada de Aspargos trufados, molho de grana padano e azeite trufado_foto Rodrigo Azevedo_20150925_309 (2).jpg

Temporada – O bar localizado no térreo do Hotel Arpoador teve seu cardápio renovado para o verão. Além disso, as charmosas mesinhas foram espalhadas pela calçada, oferecendo atendimento exclusivo a poucos metros do mar. O chef argentino Christian Garcia está à frente da cozinha, e aposta em um cardápio leve e com muita bossa. Entre as opções de entradas, tiradito de salmão com agrião e vinagrete de maracujá com shoyu (R$42); pastel de mariscada preparado com frutos do mar refogados (R$8 cada); e salada de aspargos trufados, molho de Grana Padano e azeite trufado (R$28). Rua Francisco Bhering, n° 65, Arpoador. Tel: (21) 2523 0066.

Complex Esquina 111_Ceviche de Peixe Branco com crips de barôa e páprika_Divulgação-Rodrigo Azevedo (1).jpg

Complex Esquina 111 – O badalado gastrobar Complex Esquina 111 aposta em pratos leves e refrescantes para este verão. Entre as opções, salada de quinoa, com abobrinhas, berinjela, cebola roxa, amêndoas torradas e queijo coalho na chapa (R$24,50); tartare de atum com azeite de baunilha, gomos de laranja e crisps de parmesão (R$33,00); e o ceviche de peixe branco com crisps de barôa e páprica (R$37,50). Rua Maria Quitéria, 111 – Ipanema. Tel.: (21) 3256-9375.

Venga_Atun con tomate_crédito Rodrigo Azevedo (02).jpg

A nova estação pede pratos coloridos e saborosos, como o atum com tomate (R$ 25), servido com crisps de espinafre do iVenga!. Excelente opção para um “tapeo” no fim da tarde. Rua Dias Ferreira, 113/ Loja B. Leblon. Tel.: 2512-9826.

MiamMiam_Spaghetti de pupunha, camaroes, coulis de alho assado e farelo de ervas, pignoles, tomate e azeitonas_FotoRafaelWainberg_117.jpg

No Miam Miam uma das apostas para o verão é o levíssimo spaghetti de pupunha (R$ 58,80). A chef Roberta Ciasca serve o prato com camarões, coulis de alho assado, farelo de ervas, pignoles e azeitonas. De comer rezando. Rua General Góes Monteiro, 34 – Botafogo. Tel.: 2244-0125.

Garden_Cavaquinha Grelhada 04_foto Rodrigo Azevedo.jpg

O Garden, uma das casas mais tradicionais da cidade, aposta na deliciosa cavaquinha grelhada (R$ 132) como tendência de verão. É servida com molho de manteiga “café de Paris” e arroz de amêndoas. Rua Visconde de Pirajá, 631, loja B, Ipanema, Tel: 2259-3455.

Anúncios

La Frontera apresenta menu especial de Páscoa

15marco_241

O La Frontera, em São Paulo, é um restaurante que adoro, da iluminação à trilha sonoro, passando pela cozinha, claro. A casa serve menu especial de Páscoa.

15marco_304

Na sexta-feira Santa (3 de abril), serve a sua tradicional receita de bacalhau do almoço (R$46), e também no jantar. Já para o domingo (5 de abril), além do a la carte, a casa conta com um menu especial (R$ 92, por pessoa), com água mineral e couvert inclusos.

15marco_317

Os clientes poderão escolher entre as seguintes opções de entrada: crostoni de gorgonzola, figos, rúcula e balsâmico ou escabeche de sardinha ao tomate com polenta grelhada (primeira foto do post); nos principais: bacalhau, mandioquinha e brócolis assados no azeite com tomatinhos e farofa cítrica ou ragu de cordeiro com azeitona, espinafre e damasco sobre cremosa polenta (foto acima). De sobremesa, há bolo molhado de chocolate belga 70% com mascarpone (abaixo) ou triffle de morango, curd de limão siciliano e farofa de amêndoas.

***

13

E falando em bolo de chocolate e Páscoa, vamos para o Rio de Janeiro… Lá, em vez de propor ovos de Páscoa, a loja Brauni investe nos brownies… vendidos via site (www.comabrauni.com.br). As embalagens são lindas e há doces para todos os paladares, o tradicional, um feito com chocolate branco, um feito com Jack Daniel’s, de pimenta, café, flor de sal e mel.

Serviço:

La Frontera: Rua Cel José Eusébio, 105 – Consolação, SP, tel.: (11) 3159-1197

Brauni: http://www.comabrauni.com.br 

Fotos: Giu Gnr e divulgação

Ovo é mágica!

Santa Satisfação_omeletes_crédito Roberta Caldas (2)

A chef Carol Caldas, do Santa Satisfação, no Rio de Janeiro, está reeditando o seu bem-sucedido festival de omeletes. Ela acrescenta, para a temporada, novos acompanhamentos à especialidade. São oito sabores que poderão vir acompanhadas por arroz, legumes sauté ou pela tradicional cesta de parmesão com salada verde. Entre eles, queijo e presunto (R$ 28,50), queijo brie (R$ 32,50), caprese (R$ 28,50), camarão com queijo (R$ 32,50), banana com queijo (R$ 28,50), shitake com queijo (R$ 32,50), salmão defumado com queijo (R$ 32,50) e cenoura com ricota (R$ 28,50). Falamos sobre Carol sobre o ovo. Leia a seguir:

Santa Satisfação_omeletes_crédito Roberta Caldas

Poderia falar quais são as suas receitas prediletas com ovo? Sou apaixonada por saladas. Ambas as saladas do cardápio, a Eliana e a Sofia, representam uma refeição completa. Um clássico do Santa que sou fã é a torrada Escondidinha, com queijo gratinado e ovo.

E sobre o seu menu com ovos, o que gostaria de dizer? Acho que o ovo é um dos alimentos mais simples e completos que temos, além de ser um ingrediente versátil, que passeia por toda a cozinha.

Santa Satisfação_Salada Sofia, com grão de bico, ovo cozido, cuscuz, tom... (1)

Poderia ensinar um truque de cozinha com ovos? Dê preferência aos ovos caipiras. Eles devem ser usados na temperatura ambiente, sempre.

E uma receita curiosa com ovo? Poderia nos passar?

Santa Satisfação_Risoto do Porto com lascas de bacalhau, brócolis, pimen...

Ovos Mollet ou ovos cozidos com a gema mole Coloque os ovos em uma panela, cubra com água e leve ao fogo médio. Quando começar a borbulhar, conte 3 minutos. Assim que ferver, abaixe o fogo, não deixe cozinhar em água fervente para não ficar borrachudo. Passados os 3 minutos, retire os ovos com uma escumadeira e mergulhe-os em uma tigela com gelo. Depois de frio, para retirar a casca, inicie pela extremidade arredondada, onde existe uma bolsa de ar. Retire a casca sob um fio de água corrente.

Serviço: Santa Satisfação Leblon –  Av. Ataulfo de Paiva, 1335; Santa Satisfação Copacabana – Rua Santa Clara, 36, Rio de Janeiro 

Fotos: divulgação

Notas de sabor

La Belle Bruna_Fondue de carne_foto Rodrigo Azevedo (4)

Alô, amantes de frio e fondue. Restaurantes da serra fluminense capricharam no cardápio este ano. No restaurante da pousada La Belle Bruna, em Araras, a estrela do menu é o fondue de filé mignon (R$ 98, duas pessoas) – foto. O prato chega com os molhos barbecue, tártaro, mostarda Dijon com mel e ketchup picante com goiabada. Localizada em uma área ambiental no alto do Vale das Perobas, em Araras, a pousada é destino ideal para casais e famílias que buscam paz, tranquilidade e aconchego. (24) 2225-2154 / 2225-1806. www.pousadalabelle.com.br/

Vila St Gallen_Fondue de Chocolate

O Abadia é o restaurante especializado em fondues que funciona, durante todo o ano e sob reserva, dentro do complexo gastronômico Vila St. Gallen, em Teresópolis. A sensação é de estar em um mosteiro: os garçons atendem aos clientes vestidos como frades, e a música predominante no ambiente são os cantos gregorianos. Um clima aconchegante, silencioso e exclusivo, ideal para jantares românticos. Entre diversas opções, é possível degustar o delicioso Mignon ao Bourguignonne (R$ 119,00 p/ 2 pessoas), com seleção especial de molhos, e o Caça na Pedra (R$ 169,00 p/ 2 pessoas), com carnes de javali, jacaré, magret de pato e mignon feitas na pedra, acompanhadas por molhos exclusivos. (21) 2642-1575

Bar do Lado_Petit Fondue de Nutella_Divulgação2

Curiosidades a parte, não é só na serra que se come fondue. O Rio de Janeiro tem ofertas interessantes. A chef Maria Vitória elaborou para o Bar do Lado, no Leblon, o petit fondue de Nutella (acima) com toque de conhaque. Para acompanhar, as frutas são morango, uva e banana, além da farofinha de castanhas que dá uma crocância especial (R$ 34). (21) 2172-1120

Deli 43-Pavelka_Fondue3_Fabio Rossi

No inverno, a Deli 43-Pavelka resgata sugestões quentes, que combinam com as baixas temperaturas. Volta para o cardápio, o fondue de queijo (R$ 46,50), servido com clássicos da representante exclusiva da delicatessen petropolitana: salsichinhas de vitela, de frango e brancas, baguetes e pão de leite. Os embutidos e pães, produzidos artesanalmente, ganham sabor especial mergulhados no gruyère e ementhal borbulhantes. A panelinha serve duas pessoas. www.deli43.com.brO Empório Jardim, recheado de produtos de fabricação própria e fresquinhos, criou para o menu de inverno um fondue que traz queijo, cogumelos e pães, além de tomates cereja e batatinhas calabresa (R$ 89). A sugestão serve duas pessoas. http://www.emporiojardimrio.com.br

*

Dalton_rangel

Moda e gastronomia nacionais se unem em um projeto para promover o país e fomentar o turismo brasileiro no exterior. Trata-se do Brasil Fashion and Food, iniciativa que mostrará o país em eventos ligados à moda, aliando a degustação de pratos feitos por chefs brasileiros a roteiros turísticos únicos, evento que tem apoio da Embratur (Instituto Brasileiro do Turismo) – autarquia especial do Ministério do Turismo –, juntamente com a Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), Associação Brasileira de Estilistas (Abest) e Centro das Indústrias de Curtume do Brasil (CICB). O Brasil Fashion and Food construirá espaços gastronômicos especiais em três eventos fashions: feira Miami Swim Show (de 19 a 22 de julho, em Miami, Estados Unidos); All China Leather Exhibition 2014 (de 3 até 5 setembro, em Xangai, China); e, Semana de Moda de Paris (de 27 de setembro a 2 de outubro, em Paris, França). Nestes locais, chefs mostram as particularidades da gastronomia brasileira ao público presente. Rafael Andrade, gestor de marketing do Brasil Fashion and Food, afirma que “nestas ações, o Brasil será apresentado por meio de uma de suas marcantes características, que é a alegria, o que se traduz em uma culinária rica e diversa. Essa imagem promove o país como um destino turístico excepcional.” A primeira edição do projeto, em Miami, teve início no dia 19 de julho, tendo à frente da cozinha brasileira os chefs Mônica Rangel e seu filho, Dalton Rangel. Defensora da cozinha brasileira, ela atua como jurada no programa “Cozinheiros em Ação”, do canal a cabo GNT. Dalton é chef e sócio da empresa Supergourmet, além de apresentar o programa “Homens Gourmet”, no canal Bem Simples, da Fox Channel.

 *

piemonti

A rede de restaurantes Maremonti buscou no berço do renascimento a inspiração e o terreno ideais para o cultivo e produção de seus dois rótulos exclusivos de vinhos. Em uma parceria com a tradicional vinícola Castello Di Gabbiano, no Piemonte, noroeste da Itália, foram escolhidas as uvas que iriam dar o sabor e textura às bebidas. Da safra 2011, o Maremonti Rosso é feito com uvas Barbera, que forneceu um paladar seco, fresco, médio corpo com aromas de frutas vermelhas com toque terroso. Para o Maremonti Bianco, a safra 2012 das uvas Sauvignon Blanc e Chardonnay foram ideais para alcançar um vinho seco, leve e fresco, de aromas florais e levemente frutado. Os vinhos Maremonti serão vendidos com exclusividade nos seis restaurantes do grupo, espalhados pelo Brasil. O valor de cada garrafa de 750 ml é de R$ 79 reais. http://www.maremonti.com.br

Fotos: divulgação e banco de imagens

 

Sobre os restaurantes Volta e Pipo, no Rio

volta_

No último fim de semana, conheci dois restaurantes cariocas em que a palavra de ordem é ludicidade. O primeiro é o Volta (foto acima), instalado num casarão, no Jardim Botânico. A comida é tipicamente brasileira e se propõe a um retorno aos sabores dos anos 1970, 1980 e 1990.

Volta_Carne assada, gratinado de raizes com queijo coalho_credito Alexander Landau

No cardápio, há clássicos caseiros, como arroz de forno, estrogonofe, salpicão e ovos recheados. Foi com o Marcelo, meu amigo. Pedimos barquetes de salmão, de entrada (R$ 22). Eu fui no rosbife com latkes (fritura de batata e queijo), R$ 54; ele, na carne assada e gratinado de raízes com queijo coalho (R$ 54). A carne dele estava desmanchando, dava para comer de colher (foto acima). A surpresa foi encontrar manjar branco nas sobremesas. Foi o prato que pedimos. Tinha gostinho de infância, de festa antiga.

PIPO_Paçoca de carne seca_Tomás Rangel

No almoço de domingo, fui conhecer o Pipo, no Leblon, segunda casa do Felipe Bronze, do Oro. Pedi a paçoca crocante de carne seca, com jerimum e espuma de coalho defumado (R$ 39) – foto acima.

Pipo_Camarão com catupiry_Tomás Rangel

Meu amigo pediu o camarão com espuma de catupiry (R$ 48), com alho poró e tomate agridoce, como na foto acima. O prato veio servido numa embalagem de catupiry, mas em cerâmica, feita especialmente para a casa. Nós nos divertimos! Acabamos a refeição com Sunday de caramelo com cristais de caramelo e flor de sal e paçoca de castanhas variadas. Bom conhecer este lado brincalhão, cheio de humor da cozinha carioca. Ficam aqui estas minhas indicações.

Serviço: Volta, Rua Visconde de Carandaí, 6, Jardim Botânico, Rio

Pipo, Rua Dias Ferreira, 64, Leblon, Rio

Made in Thai, na Rua Augusta

foto 1

Adoro a Rua Augusta, em São Paulo. A naturalidade em que convivem tribos as mais diversas se reflete na comida. Na extensão dessa via, em que a palavra de ordem é diversidade, restaurantes italianos, pizzaria, japoneses, brasileiro, naturais, hamburguerias, cafés os mais diversos, sorveterias, a nova padaria Brasileira (aberta na semana passada, vinda do ABC, onde tem mais de 60 anos de tradição), fastfoods, um sírio, um grego, um espanhol, um indiano, um chinês e, agora, um tailandês, o Made in Thai. Hoje, vamos falar desse estabelecimento, aberto no ano passado.

foto 3

Outro dia fui almoçar lá. Funciona num cômodo escondidinho numa galeria da Augusta, quase em frente ao Espaço Itaú de Cinema. Camila Paludi é a chef e criadora do projeto. Ela está sempre na casa, cozinhando em suas woks, ao mesmo tempo em que conta da sua inspiração e sobre o conceito de cozinha servida num balcão para viagem ou nas pequenas mesas espalhadas pela galeria.

foto 2

O cardápio é enxuto, escrito na parede e tem bons preços. Há três sugestões: arroz frito; pad thai com camarão (macarrão de arroz) e curry (amarelo, vermelho ou verde) de carne, franco, porco, abóbora ou tofu. Os preços são super bons (veja na foto).

foto 4

Pedi o curry de abóbora, que veio com ensopadinho de leite de coco, acompanhado de uma cumbuquinha de arroz de jasmim. Depois, dividi com um amigo, o Fernando, um pad thai. Tudo caprichado, saboroso.

foto 5

A chef faz tudo na frente do cliente. É bacana papear com ele, observando-a cozinhar. Camila passou pouco mais de dois meses na Tailândia, onde aprendeu a preparar as receitas vendidas em bancas de rua de lá.

A visita acabou com as sobremesas Provei as duas oferecidas, arroz doce com coco e manga e brigadeiro de capim santo.

O passeio combina com tarde ensolarada de sábado, quando a ideia é um almoço despretensioso. O Made in Thai só abre no almoço (seg. a sex., das 12h às 15h, e sáb., das 13h às 16h), certo?

Serviço: Made in Thai, Rua Augusta, 1524, loja 12

Chefs celebram 460 anos de São Paulo

ChefsNaRua-152 (Large) - Copy

No próximo sábado, 25 de janeiro, o centro de São Paulorecebe a 6ª edição do Chefs da Rua. O evento comemora o aniversário da cidade e se prepara para receber público estimado de 100 mil pessoas, nas imediações do Theatro Municipal.]

ChefsNaRua-160 (Large)

Entre os pratos escolhidos para esta edição está a barriga de porco de André Mifano, do Vito Restaurante, preparada em parceria com Dagoberto Torres , do Suri Ceviche Bar (R$ 14). Kátia Barbosa, do Aconchego Carioca, apresenta sua versão do arroz de rabada com agrião (R$ 15); o chef Pedro Tarantino, vai de hambúrguer preparado com cebola caramelizada, picles artesanal e bacon, com três opções de queijo: cheddar, prato ou provolone (R$ 15); e os primos Fabio e Mario Benedetti, da Paellas Peppe, comandam uma das mais tradicionais casas de paellas da cidade (R$ 15).

ChefsNaRua-101 (Large)

Entre as novidades, está o mini rigatoni com ragú de linguiça (R$ 15), que será preparado pelos chefs Benny Novak e Rodolfo de Santis, da Tappo Tratoria; o arrumadinho de carne de sol (R$15) dos irmãos Marcelo e Luis Pinheiro, chefs dos restaurantes Tarsila e Trebianno; o bacalhau à moda Siciliana, servido com molho de tomates, alcaparras e azeitonas pretas (R$ 15), pelo chef Ailton Piovan, da Mondiale; e a polenta do chef Carlos Bertolazzi, servida com ragú de pato ou cogumelos ao azeite trufado (R$ 15).

IMG_9397

Ainda tem hot dog à francesa (R$ 15), do Raphael Despirite, do Marcel; estrogonofe de carne com arroz soltinho e batata chips (R$ 15) da chef Janaina Rueda, do Bar da Dona Onça; sanduíche de pernil da chef Daniela França Pinto, do Marcelino Pan Y Vino, que oferece também uma opção com ragú de cordeiro assado à lenha, legumes e raiz forte alemã (R$ 15); os temakis (R$ 15) do Nakombi, sob o comando do chef Leandro Freitas; os doces do chef Lucas Corazza, da BarBar Confeitaria, como a torta de banana com ganache de chocolate gourmet (R$ 8) e os brigadeiros de Juliana Motter, da Maria Brigadeiro.

Serviço: Chefs na Rua, sábado, 25 de janeiro, das 11h às 20h, Praça Ramos de Azevedo, em frente ao Teatro Municipal, São Paulo.

A minha pizzaria do bairro

dona_zi

Outro dia, escrevi aqui sobre o mico de algumas pizzarias de São Paulo. Muitas passaram a usar uma espécie de ração de madeira compensada no lugar de toras de lenha. Uma delas, na avenida Pompeia ainda bateu o pé falando que as suas pizzas continuam a ser feitas em forno à lenha. O forno pode até à antiga, mas vai saber a química usada nesses toquinhos de madeira… Se bobear, estão usando até petróleo na mistura.

pizza

Bem, é fácil descobrir se uma pizzaria usa mesmo forno à lenha. Basta olhar para dentro do forno… lá estarão as toras de lenha queimando. De longe, na rua, é possível saber da lenha na produção. A rua fica cheirosa, tem cheirinho de madeira queimada. Puro confort food à moda antiga.

pizza1

A minha pizzaria continua a usar lenha na produção. Sempre faço os meus pedidos na Nova Zi. Antigo restaurante e pizzaria Vecchia Zi Tereza, aberto há mais de 50 anos, na rua da Consolação, São Paulo, a Nova Zi encontra-se, hoje, na rua Fernando de Albuquerque, 270, em frente ao restaurante Mestiço.

Peço sempre a broto de massa fina, nos sabores marguerita e mussarela de búfala com rúcula. A pizza chega quentinha, com a massa queimadinha nas bordas. Tem recheio bom, mas não exagerado.

Consigo perceber o sabor de cada ingrediente usado, da farinha de trigo ao alho picado no molho de tomate fresquinho. É salgada na medida certa. Aliás, é quase sem sal (gosto de pizza sem sal). Custa R$ 35,00, a broto,.. e serve tranquilamente duas pessoas com bastante fome.

Às vezes, prefiro comer no salão. Tem 95 lugares e não é nada fashion. Em nada lembra pizzarias famosas da cidade. O público não é o mesmo dos restaurantes da frente, o Mestiço e o La Tartine, ou seja, não é gente que sai para comer, para ver e ser visto. Sempre encontro gente do bairro na casa… no grande salão que não é exatamente aconchegante, mas que me lembra das minhas primeiras viagens à São Paulo, há 30 anos, quando acompanhava meus tios a casas do centro, como Moraes, Itamarati, Acrópoles e Almanara, entre outros, com seus grandes ambientes que lembram refeitórios coletivos.

Pf’s do Felipe Bronze

O chef Felipe Bronze lança, no seu novo restaurante, o Pipo (Rio de Janeio), seus PF’s, receitas servidas de terça a sexta, das 12h30m às 15h30m. Custam R$ 55 acompanhados de entrada ou R$ 65, com entrada e sobremesa. Entre os pratos, arroz de polvo com espuma de maionese, como mostra a foto abaixo:

PIPO_Arro..

Filé de peixe, com arroz de camarões e alho poró é um dos pratos sugeridos. Foto abaixo:

Pipo_Filé..

Bronze ainda criou um bife a cavalo — servido com ovo perfeito empanado —, batatinhas e mini arroz com cenouras:

Pipo_Bife..

Carne assada com mini arroz, espuma de feijão, farofa de cenoura e ovo:

Pipo_Carn..

Além disso, o chef criou o seu MC Pipo GG:

Pipo_Mc P..

Serviço: Pipo, Rua Dias Ferreira, 64, Rio de janeiro, tel.: (21) 2239-9322.