Sete dicas para fazer um ótimo hambúrguer em casa

holly burger 2

Para ter um bom hambúrguer, é necessário ter bons produtos. Este é o ponto de partida, conforme Marcos Vinicius [na foto abaixo, ao meio], um dos sócios do Holy Burger, em São Paulo.

 As dicas dele são:

1 – Moer a carne no dia/hora por duas vezes

2 – A quantidade de gordura precisa ser equilibrada, podendo variar de 18% a 25%

3 – Manipule a carne bem fria, pois desta forma não precisará de gema de ovo ou qualquer outro ingrediente para dar “liga”

4 – Grelhe a carne por aproximadamente 2 minutos de um lado e 2 minutos do outro, isto a deixará “ao ponto”

5 – Deixe o burger descansar por um minuto, aproximadamente, antes de montar o sanduíche. Desta forma, não encharcará o pão

6 – Escolha seu pão de preferência e aqueça ele com um pouco de manteiga

7 – Use um espeto ou palito para fixar os ingredientes e não deixar os mesmos “sambarem” na montagem

holly burger

 Serviço: Holy Burger: R. Dr. Cesário Mota Júnior, 527 – Vila Buarque, São Paulo

Anúncios

Virada Cultural tem ‘feirinha’ e ‘Chefs na rua’

Chefs na Rua - Bos BBQ

Chefs na Rua e Feirinha Gastronômica são alguns dos destaques da Virada Cultural, que acontece em São Paulo este fim de semana [20 e 21 de junho]. Os dois eventos levam chefs bacanas para o centro da cidade no dia 21, domingo.

O Chefs na Rua acontece no Largo São Francisco. Já a edição especial da Feirinha Gastronômica, com cardápio voltado para a família, será no Pátio do Colégio.

Chefs na Rua -Antonietta - Polvo  Alla Rabiatta

Uma das novidades da edição do Chefs na rua é a galinhada da Vera Lucia, a Dona Macaxeira. A porção generosa sai por R$ 20. Outras novidades da Virada são o Churrasco Texano de Gustavo Bottino, do BOS BBQ [primeira foto do post], e o Philly Steak Sandwich do chef Benny Novak, do Ici Bistrô.

Há ainda as Batatas Bravas de Pedro Vita, do Bra.do [foto abaixo], a Paella de Fabio e Mario Benedetti, do Paellas Pepe, o Polvo All’arrabbiata de Milton Freitas, do Antonietta [foto acima], o e o Bobó de Camarão com Arroz de Coco e Farofa de Banana de Dani Padalino, da Banqueteria Nacional.

Chefs na Rua - Chef-Pedro-Vita-brado-restaurante-Batatas-bravas

Feirinha Gastronômica na Virada

Desde 2013, a Feirinha Gastronômica reúne comidas interessantes em um evento democrático, que inclui chefs e cozinheiros de backgrounds diferentes, e já apresentou muitos talentos para o meio gastronômico. Realizada normalmente aos domingos no Butantan Food Park, ela terá edição extra durante a Virada, no Pátio do Colégio, no domingo, dia 21, das 10h às 18h. Ótima opção para toda a família, essa Feirinha terá pratos divertidos, que agradam ao paladar das crianças.

Feirinha Gastronomica - Locombia - Asinha de frango (1)

São pratos como o Red Wings, sanduíche no pão vermelho do Wings Burger, preparado pelo chef Alex Caputo, um dos apresentadores do programa Cozinha Sob Pressão, e os Sonhos Recheados da Sonheria, projeto da Dulca, uma das mais tradicionais confeitarias paulistanas. Também no lineup estão os Cupcakes da The Original Cupcake [abaixo], os Picolés da Me Gusta, e a tradicional Porchetta Italiana do Prontinho. Quem prefere um prato completo pode optar pela comida japonesa do Furikake, pelo Estrogonofe ou pelo Escondidindo do Frank & Charles ou pelas massas da Mondiale. Para quem busca uma opção mais saudável, o Posto 9 estará presente com uma barraca com tapiocas e comidas diet, light e sem glúten.

Feirinha Gastronomica - The Original Cupcake - Cupcakes (4)

***

Confira os chefs que participam do Chefs na Rua

Chefs na Rua -Chef Benny Novak

Ailton Piovan (Mondiale) – sanduíche de pernil de angus – R$ 18

Benny Novak (Ici Bistrô) – Philly Steak Sandwich – R$ 18 [foto acima]

Dagoberto Torres (Maiz) – Arepa com assado de porco – R$ 15

Dani Padalino (Banqueteria Nacional) – Bobó de Camarão com arroz de coco e farofa de banana – R$ 20

Fabio e Mario Benedetti (Paellas Pepe) – Paella – R$ 20 – Bocadillo de Jamón – R$ 15

Gustavo Bottino (BOS BBQ) – Churrasco Texano – R$20

João Leme (Viking Street Food) – Churrasco de Salmão – R$ 20

Lucas Corazza (Lucas Corazza) – Copo com brigadeiro de leite em pó, creme de avelâ, bolo de chocolate e morangos frescos – R$ 10

Marcelo Pinheiro (APC) – Risotos de salmão e toscano – R$ 20

Milton Freitas (Antonietta) – Polvo All’arrabbiata – R$ 20

Pedro Vita (Bra.do) – Brado Burger: hambúrguer de fraldinha com queijo derretido, aioli, bacon crocante e cebola caramelizada na cerveja preta – R$ 20 – Batatas Bravas: Batatas rústicas fritas, com alioli e salsa de tomate levemente picante – R$ 12

Rafael Despirite (Hot Dog Francês) – Hot Dog Frances – R$ 15

Vera Lucia (Dona Macaxeira) – Galinhada – R$ 20

Confira, abaixo, o cardápio completo das barracas da Feirinha Gastronômica na Virada

Feirinha Gastronomica - Me Gusta - Picolé de Melância (4)

Algodão Doce & Pipoca Expositor Responsável: Team Bar – Pipoca R$ 6 – Algodão Doce R$ 6 – Suco R$ 5 – Refri R$ 5 – Água R$ 4

Brigadeiros & Bolos Expositor responsável: Mesa da Nena – Bolo de Fubá com Brigadeiro e Paçoca (R$ 12) – Bolo Sensação (Brigadeiro tradicional e Brigadeiro rosa) (R$ 12) – Brigadeiro de Colher (R$ 6,50) – Brigacookie (R$ 7,50) – Brigadeiros e docinhos (em dez sabores diferentes) R$ 4 a unidade

Cachorro-quente Expositor responsável: Hot Dog Francês Hot dog francês – R$ 15

Comida Japonesa Expositor responsável: Furikake – Frango shoyuyaki com arroz e Furikake Crocante (R$ 20 porção inteira e R$ 15 porção Kids [infantil]) – Porco no missô com arro crocante e Furikake crocante (R$ 20 porção inteira e R$ 15 porção Kids [infantil]) – Karê-Raisu: ensopado de legumes e carne e arroz com Curry Japonês levemente picante (R$ 20 porção inteira e R$ 15 porção Kids [infantil])

Coxinhas Expositor responsável: A Tal da Coxinha – Coxinhas nos sabores: carne, frango, queijo e presunto, calabresa (12 unidades por R$ 10 ou 20 unidades por R$ 15) – Refrigerantes e sucos (R$ 4,50) – Água (R$ 3)

Cupcakes Expositor responsável: The Original Cupcake – Cupcakes nos sabores: Brigadeiro (massa de chocolate com recheio e cobertura de brigadeiro preto e granulado de chocolate), Brigadeiro de Leite Ninho (massa de baunilha com recheio e cobertura de brigadeiro de leite Ninho, Ferrero (massa de chocolate com recheio e cobertura de creme Ferrero, casquinha de chocolate com castanha de caju picadas), Confete ­(massa de baunilha com recheio de Nutella, cobertura de brigadeiro e confetes), Nozes ­(massa de baunilha, recheio de doce de leite, cobertura de creme de nozes e casquinha crocante), Yoyo ­(massa de chocolate, recheio de Nutella com cobertura de ganache branco e ganache preto), Red Velvet ­(massa de baunilha vermelha, recheio de geléia de morango e cobertura de chantilly com cream cheese – (R$9) (Embalagem + R$ 1) – Cafés, Chocolate e Cappuccino Três Corações (R$ 5)

Drinks Expositor responsável: Drink A Holic – Drinks sem álcool – R$ 10 – Drinks Alcoólicos – R$ 15 a R$ 20

Espetinhos Expositor: O Pico Sabores: Picanha com molho wasabi (R$ 8) Shimeji com shoyu (R$ 8) Alcatra com molho tonkatsu (R$ 6) Camarão com alho e salsa (R$ 6) Coração de Frango (R$ 6) Frango com molho tare (R$ 6) Kafta com molho de hortelã (R$ 6) Lingüiça artesanal (R$ 6) Pão de alho com mussarela (R$ 6) Queijo Coalho com mel de umê (R$ 6) Salsichão de alho (R$ 6) Promoção: 3 espetinhos por R$ 15 (exceto picanha e shimeji)

Estrogonofe & Escondidinho Expositor responsável: Frank & Charles – Escondidinho com carne bovina e purê de batata – (pequeno: R$ 10; grande: R$ 15) – Estrogonofe com Arroz Branco (pequeno: R$ 10; grande: R$ 15)

Hambúrguer Expositor Responsável: Wings Burger – Classic Burger: hambúrguer de fraldinha, mussarela branca, tomate, alface crespa e maionese de salsa verde no pão de hamburger especial do Wings (R$ 18) – Red Wings: maionese trufada, hambúrguer de fraldinha, pasta de 5 queijos, tomate marinado, pão vermelho especial (R$ 18)

Lasanha & Nhoque Expositor responsável: Mondiale – Nhoque (na manteiga, ao sugo ou bolonhesa) (R$ 12) – Lasanha (bolonhesa ou vegetariana) (R$ 18) – Suco de uva na garrafinha (R$ 6) – Refri e água (R$ 5)

Picolés, Sorvetes & Milk-Shakes Expositor responsável: Me Gusta – 6 opções de picolés: morango com leite condensado, banana com Nutella, doce de leite com doce de Leite, manga, melancia e iogurte com amora). Os cremosos e recheados a R$ 8, o de manga a R$ 7 e o de melancia a R$ 5 [foto acima]. – 3 opções de milk-shake: Chocolate Belga, Baunilha com Framboesa, Negresco. R$ 15 o copo. – 4 opções de sorvete de massa: pistache, baunilha, tangerina e chocolate. Duas bolas: R$ 8.

Porchetta & Batata Frita Expositor responsável: Prontinho – Porchetta R$ 20 – Batata frita R$ 12 – Refri e água R$ 5 – Suco de uva na garrafinha R$ 7

Salada de Frutas & Sucos Naturais Expositor Responsável: Major Nobre – Salada de Frutas Tradicional R$ 7 – Salada de Frutas com Sorvete R$ 8 – Salada de Frutas com Chocolate Quente (fondue) R$ 10 – Morango com leite condensado R$ 8 – Fruta em pedaços (abacaxi e melancia) R$ 4 – Suco natural de Laranja R$ 5

Salmão Assado & Iscas de Peixe Expositor responsável: Viking – Salmão assado na fogueira (R$ 23) – Iscas de peixinho empanado (R$ 18) – Wrap de salmão defumado (R$ 15)

Sonhos Recheados Expositor responsável: A Sonheria Sonho Recheados na hora (tradicional, pistache, geleia de goiaba, gianduia, coco, doce de leite, brigadeiro) (R$ 10) Café Nespresso (R$ 5) Água mineral garrafa (R$ 5) Chá Gelado Liv Premium (Limão Siciliano, Frutas Vermelhas e Pêssego) (R$ 8)

Tapioca & Açaí Expositor responsável: Posto 9 – Tapiocas Salgadas: Mix de Cogumelos, Uvas Verdes e Muçarela de búfala (S/G)(Vg); ­Frango temperado com especiarias e cream cheese­; Queijo coalho, tomate e pesto funcional (V) (R$ 15) – Tapiocas Doces: ­Nutella com banana, Geléia de Frutas Vermelhas diet e queijo cottage (S/A) (R$15) – Tapioca tamanho Kids (R$ 10) – Cookie integral Diet (R$ 5) – Açaí com granola (R$ 10) (banana, leite ninho e mel +R$ 2) – Chás linha Beba Rio (R$ 5) (Tangerina, Lichia, Capim Santo, Uva Verde, Água de Côco e Água mineral)

***

Serviço: Chefs na Rua; Largo São Francisco; domingo, 21 de junho; 10h às 20h.  Entrada gratuita, produtos à venda no local

Feirinha Gastronômica na Virada; Pátio do Colégio; domingo, 21 de junho; 10h às 18h. Entrada gratuita, produtos à venda no local

Fotos: divulgação

O melhor da baixa gastronomia

978-85-7881-275-1-Alta

Bianca Paulino Chaer, jornalista de 22 anos especializada em gastronomia, decidiu desbravar as ruas de São Paulo para conhecer a baixa gastronomia local.

A pesquisa originou no livro Comida de rua – O melhor da baixa gastronomia paulistana (editora Alaúde), com dezenas de opções para quem gosta de comer bem, lançado estes dias.

O volume traz descrição detalhada de cerca de 38 barracas tradicionais e food trucks selecionados, com comentários sobre pratos e fotos exclusivas que vão além do hot dog, do espetinho de carne e do pastel de feira. São opções como lula cozida a vácuo em baixa temperatura com mandioquinha, alho e tomates assados, brócolis e farofa de milho ou pratos da culinária internacional: temaki, falafel e porchetta.

Para facilitar a vida do leitor, a autora separou as barracas e os trucks entre “Por onde começar” – capítulo que reúne alguns de seus favoritos –, “Os clássicos da rua” – com comida simples e deliciosa –, “Outras gostosuras” – opções diferentes provadas e aprovadas –, e “Mais delícias pelo caminho” – com doces e bebidas para completar a refeição.

O livro ainda traz uma lista de festas típicas da cidade, feiras tradicionais e eventos. A autora também apresenta memórias dos cozinheiros e da origem de suas receitas.

La Frontera apresenta menu especial de Páscoa

15marco_241

O La Frontera, em São Paulo, é um restaurante que adoro, da iluminação à trilha sonoro, passando pela cozinha, claro. A casa serve menu especial de Páscoa.

15marco_304

Na sexta-feira Santa (3 de abril), serve a sua tradicional receita de bacalhau do almoço (R$46), e também no jantar. Já para o domingo (5 de abril), além do a la carte, a casa conta com um menu especial (R$ 92, por pessoa), com água mineral e couvert inclusos.

15marco_317

Os clientes poderão escolher entre as seguintes opções de entrada: crostoni de gorgonzola, figos, rúcula e balsâmico ou escabeche de sardinha ao tomate com polenta grelhada (primeira foto do post); nos principais: bacalhau, mandioquinha e brócolis assados no azeite com tomatinhos e farofa cítrica ou ragu de cordeiro com azeitona, espinafre e damasco sobre cremosa polenta (foto acima). De sobremesa, há bolo molhado de chocolate belga 70% com mascarpone (abaixo) ou triffle de morango, curd de limão siciliano e farofa de amêndoas.

***

13

E falando em bolo de chocolate e Páscoa, vamos para o Rio de Janeiro… Lá, em vez de propor ovos de Páscoa, a loja Brauni investe nos brownies… vendidos via site (www.comabrauni.com.br). As embalagens são lindas e há doces para todos os paladares, o tradicional, um feito com chocolate branco, um feito com Jack Daniel’s, de pimenta, café, flor de sal e mel.

Serviço:

La Frontera: Rua Cel José Eusébio, 105 – Consolação, SP, tel.: (11) 3159-1197

Brauni: http://www.comabrauni.com.br 

Fotos: Giu Gnr e divulgação

Brasil a Gosto visita o Espírito Santo

SCH

A chef Ana Luiza Trajano é danada! Nas suas últimas andanças Brasil afora, em busca de sabores e receitas, visitou o estado do Espírito Santo, encontrando uma culinária que vai muito além do oceano.

As receitas do litoral se unem aos sabores do interior, onde os imigrantes, principalmente os italianos, incorporaram novos ingredientes e aromas. A passagem pelas terras capixabas, revelou embutidos, diferentes queijos como o resteia e o puína, frutas e outras marcas deixadas pelos índios, italianos, africanos, pescadores, agricultores e artesãos.

Brasil-a-gosto_moqueca-baixa

Inspirada em sua recente viagem, acaba de lançar um menu para celebrar a região. Para começar, serve petisco formado por um trio composto por caldo de peixe, bolinho de arroz de polvo e marinado de siri. Para a entrada, Polenta braseada com molho de queijo resteia e socol (primeira foto do post).

Entre as sugestões de pratos principais estão a Moqueca capixaba (segunda foto) e a Rabada com feijão manteiga, acompanhada de purê de jaca. Para sobremesa, o Bolo de jaca com sorvete de puína é servido com calda de araçauna (abaixo). Tudo impecável, dos sabores dos ingredientes ao cozimento dos pratos, das fotos espalhadas pelo salão ao sorriso dos funcionários.

SCH_2

Serviço: Brasil a Gosto http://brasilagosto.com.br/

Fotos: divulgação

Uma hamburgueria para se conhecer

_ROG7624

Estes dias, fui conhecer a Holy Burger, dos sócios Filipe Fernandes, Gabriel Prieto e Marcus Vinicius, marca que nasceu com o intuito de arrecadar recursos para projetos sociais.

Herbert Holdefer transformou um cômodo pequeno, na Rua Dr. Cesario Mota Jr, Centro de SP – um dos pontos mais agitados da noite paulista, atualmente -, para a instalação do restaurante, que é um primor. A ambientação é feita de elementos rústicos, aço, madeiras, ferros enferrujados, canos de cobre aparentes, lâmpadas antigas, lambe-lambes, um charme.

Holy Burger (3)

O cardápio tem opções que variam entre R$ 15 a R$ 25. O Cheeseburger leva burger, queijo prato, molho de tomate e maionese da casa; o Holy Burger tem burger, queijo prato, alface americana, cebola roxa, picles, maionese, molho de tomate, bacon no pão tradicional; Jelly Burger traz burger, queijo brie e geleia de frutas vermelhas da casa no pão tradicional; Original Burger tem burger, queijo cheddar, cebola caramelizada, bacon, maionese no pão preto; St. Gorgon tem burger, gorgonzola, agrião e cebola caramelizada e maionese, no pão preto e o Vegê tem lâminas de abobrinha, cenoura, tomate, cebola roxa, agrião, picles, cogumelos paris e molho de iogurte, no pão tradicional.

Bolo de chocolate meio amargo com recheio de brigadeiro_fotoRogerioGomes (2)

Para acompanhar, há batatas fritas com casca em versões individual e para compartilhar, que custam R$ 5 e R$ 12. O cardápio, como se vê, é enxuto. E bem executado, mostrando o bom gosto dos sócios! Cada um deles levou sua sobremesa predileta para o menu, que apresenta pudim de leite condensado na latinha, cheesecake com calda de frutas vermelhas e bolo de chocolate meio amargo. Todas as sugestões saem por R$ 12 cada.

_ROG7772

Para beber, o Holy Burger tem uma carta de cerveja com cerca de 15 rótulos, entre opções nacionais e importadas, como por exemplo, Delirium, Gordelícia e variedades da marca Six Point, Brooklin, entre outras. De uma garrafa com 30 litros, que fica no balcão, sai a Pink Lemonade da casa, limonada a base de cranberry, suco de limão siciliano e hortelã fresca, R$ 8, de 500ml.

A casa mal abriu e já pegou. É que além de bem localizada, em ambiente festivo de jovens, os hambúrgueres são bons, feitos com ótimo blend de carne e pão fresco, que desmancha na boca. Além de ter bons preços, claro.   

Serviço: Rua Dr. Cesario Mota Jr, 527, Centro, SP, tel.: (11) 4329-9475

Fotos: divulgação

Aprenda a fazer ‘calamares’ para Iemanjá

calamares manches lula com beterraba 2

A receita está no cardápio do Obá (SP), a partir de hoje (até 1º de fev), no festival que celebra Iemanjá.

Ingredientes: 1kg de lula fresca limpa e cortada em anéis; 3 colheres de sopa de molho shoyu; 1 kg de beterraba; 3 colheres de azeite; ½ colher de chá de gengibre picado; 1 dente de alho picado; ½ pimenta habanero picada (pode ser substituída pela pimenta de cheiro); ½ xícara de suco de limão; 1 xícara de suco de laranja; sal e pimenta. Modo de fazer: Marine a lula em ¼ de xícara de azeite e o molho shoyu. Em uma panela, refogue no azeite o gengibre, a pimenta e o alho. Acrescente as lulas e continue refogando. Coloque os sucos de limão e laranja e acrescente a beterraba. Refogue mais um pouco e sirva acompanhado de uma saladinha.

Serviço: Obá, tel.: (11) 3086-4774

 Foto: divulgação

Dez pratos que são a cara da primavera

EmporioJardim_Carpaccio de polvo_ 002CredTomasRangel

No Empório Jardim, no Rio, prove o belo carpaccio de polvo com vinagrete da casa, saladinha de brotos e legumes, acompanhada de cestinha de torradas (R$ 36,50). http://www.emporiojardimrio.com.br/

_M8A0201-2

No Bagatelle, em São Paulo, prove o ceviche aux fruits de mer (peixe branco, polvo e vieira, marinados com yuzu acompanhado de crocante de batata roxa R$ 36). Rua Padre João Manuel, 350 – Jardins

Ema_Folha de uva crocante, cebola, pêra e brie_Rogério Voltan01

A chef Renata Vanzetto do Ema (SP), tem folhas de uva crocante, brie, cebola, pera e avelã (R$22, 3 unidades). Rua da Consolação, 2902

Primavera, Sushibol, foto Welligton Nemeth em alta (1)

O Sushibol Lounge (SP) sugere carpaccio (R$ 35) com fatias de salmão intercaladas com crocantes e molho ponzu. Rua Mario Ferraz, 402

Bistro_paris11

Alain Poletto, do Bistrot de Paris (SP), sugere a salade de Saint Marcellin (mix de folhas verdes, queijo de Saint Marcellin empanado com nozes). Pequena: R$ 24; grande: R$ 38 www.bistrotdeparis.com.br

Calamarcitos_rogerio voltan6 op jan 2014 suri

Calamarsitos (R$21,50), lulas grelhadas com farofa de milho, banana e vinagrete de abacate é a proposta do Suri Ceviche (SP) para os dias quentes de primavera. http://www.suri.com.br

Lulas salteadas com palmito 2 alta

Prove lulas salteadas com palmito (R$ 38) da Tasca da Esquina, em São Paulo. http://www.tascadaesquina.com

Fratelli_salada de cebola roxa confit e bacalhau _Rodigo Castro5

O Fratelli, no Rio, acaba de lançar a salada de cebola roxa confit e bacalhau cozido no azeite extra virgem (R$ 35),  www.restaurantefratelli.com.br

Mr Lam_Rolinho Tropical_Rodrigo Azevedo

No Mr Lam, no Rio, a sugestão é o rolinho primavera recheado com creme de abobora e camarão (R$ 34, 4 unidades) www.mrlam.com.br

Beth Chocolates_Trufas rosas e violetas_crédito divulgação

A chef Elizabeth Garber, da Beth Chocolates, no Rio, criou trufas de violeta e rosa (R$ 4,50 a unidade). Avenida Afrânio de Melo Franco, 290/2 º piso – Shopping Leblon

Fotos: divulgação

Uma praiazinha de areia branca

P1010713

Na língua dos índios guaranis, Tabatinga quer dizer praia de areia branca e fina. É também o nome de uma das praias mais bonitas do litoral norte de São Paulo, a apenas 190 km da capital, uma baía de águas rasas rodeada por ilhas, entre Caraguatatuba e Ubatuba, onde o rio Tabatinga se encontra com o mar.

P1010708

Do lado norte da praia, há uma vila rústica de pescadores, que conheci ainda criança, quando ia ao litoral norte com a minha família. Devia ter, mais ou menos, 10 anos e a paisagem faz parte do meu roteiro sentimental de viagens. Me lembra manhãs ao sol, castelinhos de areia, arroz com mexilhão, peixe fresco frito, ensopadinho de camarão, picolé de coco e bolo de laranja com cobertura de chocolate.

P1010731

O que não conhecia neste pedaço de paraíso é o condomínio Costa Verde Tabatinga, onde está situado o hotel boutique Costa Verde Tabatinga Hotel, pequena joia entre as montanhas da Serra do Mar e as águas claras do Atlântico, onde passei o fim de semana.

P1010741

Fundado há mais de 30 anos, o hotel hospedou inicialmente empresários que construíam suas casas na bela baía cercada de Mata Atlântica e de frente para a Ilha do Tamanduá.

P1010738

Em 2011, o Grupo Royal São Paulo, que atua no setor de turismo e investimentos, assumiu a gestão. De maio a novembro daquele ano, o hotel passou por uma grande reforma, com decoração que valoriza a cultura regional, em artesanatos e jardinagem (muito bem cuidada), em que não faltam salas de leitura, espaços externos para drinks, salões de festa, tudo cuidado nos mínimos detalhes.

P1010687

Um dos meus espaços preferidos é o lobby que traz um sofá-barco e cadeiras de vergalhão italiano, enfeitado com vasos de orquídea, objetos de cerâmicas e abajures, um espaço aconchegante de onde é possível ver tanto a vegetação da montanha como o mar, que estão presentes o tempo todo – e bem próximos da gente – com suas belezas e perfumes.

P1010710

Chegando ao local, me impressionou o drink de ‘boas-vindas’, ao lado da recepção, numa mesa com frutas e água aromatizada, fui pro quarto, claro e amplo, de frente para as montanhas.

P1010700

Lá, encontrei frutas frescas, além de uma caixinha de quitutes da Cheesecakeria. Como resistir?

P1010718

Cheguei na sexta-feira ao local Uma visita ao restaurante Manduca, que fica dentro do Costa Verde Tabatinga Hotel, foi mais do que providencial. Decorado com patchwork de papéis de parede e mix de tecidos e estampas lustres coloridos, além de uma bela coleção de louças criadas especialmente para a casa, todas pintadas uma a uma, a casa impressiona pelo visual.

P1010690

O chef do Manduca, Rafael Machado, traz em seus pratos influências regionais caiçaras em leituras modernas. Um dos primeiros que pedi foi a casquinha de siri com leite de coco.

P1010715

O peixe do dia veio em seguida, com arroz à grega, tudo fresquinho. No menu com couvert, entrada, principal e sobremesa (por R$ 95) ainda veio uma taça de sorvete de chocolate com calda de chocolate ao leite e farofa. Não sei se foi o cenário, se estava no lugar certo, na hora certa, mas me pareceu o melhor sorvete do mundo. Tanto é que o repeti em outras refeições nos dias seguintes.

P1010692

O restaurante e seu entorno foi um dos meus locais favoritos da viagem. Durante o verão, a hospedaria leva chefs convidados para almoços a quatro mãos com o chef do lugar. No fim de semana passado, estava lá Rafael Alvarez, do Cena, restaurante da capital paulista. Ele serviu, no bar da piscina, petiscos e amuse-bouche de pato desfiado, mini-hambúrguer de vegetais e bacalhau, quadradinhos de melão com presunto cru, bolinho de carne seca com mandioca.

foto

No almoço, pedi um risoto de camarões muito frescos com açafrão. O fruto do mar costuma ser comprado dos pescadores locais. Conheci um deles, por acaso, enquanto passeava na praia, o seu Adalberto. Ele me contou que o Tabatinga Hotel costuma valorizar os trabalhadores/pescadores da região, coisa que já imaginava.

P1010702

À noite, o jantar feito a duas mãos, pelos dois Rafael teve direito a música ao vivo. Pedi nhoque de banana da terra recheado de queijo coalho com molho de leite de coco e tucupi, acompanhando peixe branco grelhado, mais uma vez fresquíssimo, um prato fez com que eu dormisse feliz.

P1010703

Na manhã de domingo, a hospedaria serviu um brunch com massas recheadas, frutas, bolos e vários pães feitos ali mesmo, diariamente, pelo chef padeiro, Bruno de Mello. Assim que me disseram que a casa possui uma padaria para a produção própria, mais do que depressa quis conhecê-la.

P1010735

De lá saem todas as manhãs pães de centeio, integral, pão francês com crosta de queijo, croissants, pão de miga, muffins, bolos, num café da manhã desses que a gente não tem vontade de deixar a mesa.

P1010716

O restaurante não apenas hospedes, mas comensais diversos. É bom ficar atento a programação de verão do lugar e aos chefs convidados. Há inclusive uma festa de réveillon que promete. Custa R$ 350 por pessoa, com comida e open bar. Imagino que a experiência de uma festa assim seja bacana no lugar.

P1010719

De qualquer forma, um bate-volta de São Paulo ao restaurante ou a um fim de semana é garantia de diversão e belo cenário garantidos. Caso chova num dos dias, das 9h às 17h, a hospedaria oferece uma estadia grátis num outro fim de semana.

P1010711

Serviço: http://tabatingahotel.com.br/

Fotos: Antônio Carrion

Uma palavrinha sobre os pães

Ambiente_02

A padaria Santo Pão, nos Jardins, em São Paulo, já recebeu o prêmio “As 100 melhores padarias do Brasil”. Fui ao local conferir e os produtos realmente são muito bons, desde o pão,. em si, a pratos de café da manhã, como a tapioca recheada que ilustra este post. O ambiente é uma graça e o padeiro, Pedro Calvo, um cara pra lá de simpático. Ela conversou com o Tudo al Dente e ainda ensina os nossos leitores a fazer pão em casa. Leia a seguir.

 Ambiente_03

Quais são as novidades da sua padaria? O sanduíche veggie de mix de cogumelos com queijo gruyère, pão de queijo, novos sucos detox e implantação do delivery.

Santo Pão_Tapioca de queijo com goiabada_med

Poderia falar sobre o fermento que você usa? Uso o fermento natural (ou levain), mistura de água e farinha de trigo que foi contaminada por microorganismos (fungos e bactérias). À massa é acrescentada ao restante dos ingredientes do pão. Nosso fermento tem 5 anos, foi feito em 2009. Por causa da atividade fermentativa mais baixa que o fermento biológico, os pães fabricados com este tipo de fermento demoram mais para fermentar.

Santo Pão - Pães_med_01

O que um bom pão deve ter? Acho que a primeira observação é checar se o pão não é feito com pré-misturas industriais. Se o pão é feito com pré-mistura, você já pode desconfiar que a padaria não quer vender qualidade, e sim o produto como uma simples conveniência. Dentre os pães feitos com a receita em si (farinha de trigo, fermento, água, sal, açúcar etc) há preferência para os dois tipos, os cascudos e os de casca mole. Aí, o gosto é muito pessoal (digo que é igual a vinho. O melhor vinho para um não é o mesmo para outra pessoa). Para mim, os melhores pães são os cascudos feitos com fermentação natural. Por causa da longa fermentação nesses tipos de pão, o sabor e o tempo de prateleira aumentam. Quanto mais tempo um pão fermenta, melhor seu sabor, aroma e validade. As características desses pães são: casca bem dourada e crocante, alvéolos grandes e miolo úmido.

Pedro Calvo_med

Poderia dar uma receita/dicas simples de pão, para se fazer em casa? Para começar, pode ser uma receita básica de pão salgado. Ela é um coringa, você consegue acrescentar qualquer recheio salgado.

 Receita

Massa básica salgada – ingredientes: 300 g de Farinha de trigo; 4 g de fermento biológico seco; 6 g de sal; 120 ml de leite integral; 45 g de ovo; 15 g de margarina e 9 g de açúcar. Modo de preparo: Junte em uma vasilha a farinha de trigo, o fermento e o açúcar. Acrescente o leite e o ovo e misture bem até formar uma massa pegajosa. Adicione o sal e misture mais um pouco, em seguida adicione a margarina e misture bem. Despeje a massa em uma bancada previamente higienizada e sove-a por cerca de 20 minutos até ficar lisa e desenvolver o glúten (formar o ponto de véu).

Dica: acrescente 120 g de linguiça calabresa ralada e misture-os até incorporar na massa. Faça uma bola com a massa pronta, coloque-a na tigela e cubra com filme plástico. Deixe descansar por 30 minutos em cima da bancada. Abaixe a fermentação da massa e enrole-a como um rocambole. Unte com óleo uma forma de bolo inglês e acomode a massa. Cubra a forma com um filme plástico (para não ressecar a massa) e deixe fermentar por cerca de 1 hora ou até a massa dobrar de volume. Pré-aqueça o forno a 180ºC e asse o pão por cerca de 20 a 30 minutos, até a superfície ficar dourada. Dica1: sove bem a massa até formar o ponto de véu. Um dos principais fatores que vai fazer o pão crescer e ficar macio é o desenvolvimento do glúten na sova. Se o glúten não fica bem desenvolvido, os gases formados na fermentação irão escapar e o pão fica solado. Dica2: não sove a massa com mais farinha na bancada. No começo a massa pode ficar um pouco grudenta, mas à medida que ela é sovada, ela perde esta característica.

 Serviço: www.santopao.com.br

Fotos: divulgação