Ju Françozo… e a festa ideal

0523

Craque em criação de festas temáticas, a produtora de eventos Ju Françozo, da Happy Happenings, deu algumas dicas aos leitores do tudo al Dente, para a criação de uma festa especial, pensando na gastronomia. Leia a entrevista a seguir.

0531
Falando na parte gastronômica de festas, o que está na moda? Hoje em dia, muitas pessoas estão optando pelo menu degustação, ou finger food. Outras, têm optado por servir cardápios temáticos, ou ilhas gastronômicas temáticas. Outra novidade que tenho visto é uma ilha de mini sobremesas, que pode substituir a mesa de doces.
0553
Mais uma vez, pensando na parte gastronômica de um evento, o que uma boa festa deve trazer? Em relação à gastronomia, acredito que um bom evento deve ter duas preocupações em relação a isso: fartura e diversidade. Não existe nada pior do que ouvir um convidado dizer que esta sendo mal servido ou que está faltando comida durante um evento. O primeiro passo é garantir que cada pessoa será bem servida durante toda a festa, e garantir que o serviço de garçons e cozinha sejam eficazes. Outro ponto que julgo importante é cuidar para que o serviço tenha opções de escolha, assim, se o convidado não come ou não pode comer certo tipo de alimento, poderá se assegurar que haverá outras opções para ele.

0039

Quais são os erros mais comuns em um evento? Como evitá-los? Creio que o erro mais comum de um evento é a escolha de um cardápio para um perfil de convidados, ou seja, ao escolher o que servir em um evento é necessário entender em primeiro lugar o perfil das pessoas que serão convidadas, muitas vezes os anfitriões acham o menu escolhido incrível, mas os convidados não entendem, não simpatizam com o que será servido. Isso se estende para o evento em geral, é necessário saber preparar o evento de acordo com o perfil dos convidados, para que eles se sintam confortáveis e prazerosos em estar ali.

0001_A
Para quem daria uma festa dos sonhos? O que serviria neste evento? Para a minha vó Crisolina, já falecida, mas que ocupa um lugar imenso no meu coração e é uma das responsáveis por estar aqui hoje. Neste evento, serviria comidinhas que tenho certeza que ela gostaria: comidinhas baianas, tapioquinhas, cuscuz…

11 Ju Françozo_Foto divulgação

As fotos são de eventos criados pela Ju

Serviço: https://www.facebook.com/JuFrancozo

Anúncios

Sobre dieta e gastronomia…

IMG_9051 bx

Criada há seis anos pela nutricionista Maria Cecilia Corsi, a LivLight aposta no conceito de nutrição gourmet para facilitar o dia a dia de quem deseja emagrecer de forma prazerosa e saudável. A ideia é que todos se alimentem corretamente, sem se privar de delícias como doces ou massas, por exemplo. Falamos com a Maria Cecília:

liv2

Como chegou ao conceito de nutrição gourmet? Sempre trabalhei com Nutrição Clínica, com atendimento em consultório e muitos pacientes tinham dificuldade em seguir a dieta. A maioria tinha dificuldade em acertar as quantidades orientadas, comer a cada três horas. Esqueciam ou não tinham o alimento disponível e o principal motivo era a monotonia. A dieta para ser seguida precisa ser gostosa, fazer parte do hábito alimentar do paciente e principalmente precisa gerar prazer. Comecei com congelados, e ainda assim não atendia ao que o meu paciente precisava porque não tinha salada, frutas e não era individualizado. Não existiam produtos ou serviços que atendesse todos estes requisitos e vi a necessidade de criar um serviço com alimentos frescos (saladas, frutas e sucos), personalizados, levando em conta o que o meu paciente não gostava ou não podia comer, e, o mais importante, que fosse variado e com ingredientes da alta gastronomia, mas com temperos caseiros.

IMG_8908_1 bx

Quais são as bases do programa? Os programas são elaborados com base em três pontos muito importantes: Quantidade: as preparações são porcionadas com a quantidade exata que o meu paciente precisa, podendo variar de acordo com o programa indicado. Qualidade: além de usarmos ingredientes de boa qualidade, o que eu refiro é a qualidade das calorias, combinando carboidratos de índice glicêmico baixo, alimentos funcionais, calorias por porção (densidade calórica) e a capacidade de alguns alimentos em fazer o metabolismo trabalhar. Fracionamento: a dieta é fracionada em seis refeições (café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde 1, lanche da tarde 2 e jantar). Isso é importante para acelerar o metabolismo, evitar que o paciente sinta fome, além de conseguirmos colocar opções de lanches que tiram a vontade de sair da dieta.

livlight_01

E as novidades do bistrô, quais são? No bistrô as novidades são diárias. Oferecemos um menu com três opções diferentes todos os dias. Este mês, inauguramos a nossa loja com a Linha “Da Cozinha”: granolas, azeites aromatizados com ervas, pães integrais, Chocolate belga combinado com proteína de soja, Bolinho de Castanhas, Cacau e Maçã.

pperrier_1296 bx

Serviço: LivLight, Rua Araçari, 208, Itaim Bibi, São Paulo, Tel.: (11 ) 3079.1307 

Foco na produção local

Geléias+O..

Assim como o Tudo al Dente, o http://www.farofa.la é uma plataforma para pessoas que curtem gastronomia de forma mais artesanal, para aqueles que gostam de pequenos produtores e da história do alimento e da alimentação. O projeto criado por Mikael Linder e André Melman – o primeiro advogado e o segundo diletante da engenharia – reúne produtos de pequenos agricultores (veja fotos), entre outros dispostos a oferecer experiências gastronômicas e vivências diversas, como a que ocorre no dia 7, na  Wheat Organics, uma biopadaria no Alto da Lapa, na capital paulista, em que os participantes vão aprender a fazer alguns dos produtos da casa. No dia 14, em Joanópolis (SP), os inscritos aprendem o processo de produção do queijo de cabra feito numa propriedade rural local. Falamos com Mikael sobre o projeto:

tatiabreu_farofa.la-24_med

O Brasil é um país que pouco preserva a sua memória, incluindo aqui patrimônio histórico material e imaterial. Qual a saída para essa constatação, na área da alimentação? A saída está na implementação de políticas nos três níveis – federal, estadual e municipal – e no incentivo, inclusive através da política, de uma cultura que promova esse patrimônio. Deve haver um tratamento diferenciado para a produção em pequena escala, com incentivos financeiros, fiscais e com menos burocracia na criação e formalização dos empreendimentos. Enfim, é preciso oferecer melhores condições para que mercados que valorizam esse patrimônio possam surgir.

IMG_6983_med

Quais são as boas descobertas que vocês têm feito desde que começaram a fazer pesquisas na área? Poderia falar sobre elas? Há uma infinidade de produtos e produtores com histórias incríveis. Não há como escolher uma só história. Todas são incríveis. Desde uma chef de cozinha que apoia um projeto social, ou um pioneiro da agricultura orgânica, até um produtor de cerveja ou um imigrante japonês que cultiva alho e o transforma em alho negro, uma iguaria de origem asiática. São histórias de superação, de amor e paixão de empreendedores que agem com intenção de compartilharem seus sonhos através de seus produtos.

tatiabreu_farofa.la-9_med

Serviço e inscrições para as vivências: http://www.farofa.la